[Resenha] Baseado em Fatos Reais, de Fernando Moreira

Livro cedido pela editora para resenha
ISBN: 9788522031429
Ano de Lançamento: 2015
Número de Páginas: 264
Editora: Agir
Classificação: ♥♥♥♥ 
Todo mundo já ouviu um caso ou presenciou uma cena em que a vida real conseguiu ser mais estranha que a ficção, e todo autor que se preze já usou uma conversa entreouvida no bar ou no ônibus como ponto de partida para a sua próxima obra. Tendo em mãos o melhor arquivo de histórias verídicas quase boas demais para ser verdade, Fernando Moreira resolveu ir além, inspirando-se nas notícias publicadas pelo Blog Page Not Found, criou 14 esquetes que vão fazer rir, pensar e se emocionar. Seja nas ruas gélidas de São Petersburgo, seja na ensolarada Flórida, tudo aqui é verdade, bem, pelo menos em parte…

Fernando Moreira é jornalista fundador do blog Page Not Found que, desde 2006, tem publicado notícias pra lá de inusitadas e interessantes. Na esteira do sucesso do blog, Fernando decidiu escrever um livro com 14 histórias, de centenas de outras presentes no Page Not Found, inspiradas em notícias que beiram o improvável e o absurdo.

Todas as histórias, em forma de conto, são narradas de forma irreverente e com um toque de jornalismo crítico. Fernando Moreira tem uma narrativa bastante peculiar e cativante. Em cada história ele procurar extrair algum tipo de lição de cada caso contado.

[Resenha] Um Novo Amanhecer, de John Jackson Miller

Livro cedido para resenha pela editora
ISBN: 9788576572114
Série: Star Wars
Tradução: Caco Ishak
Ano de Lançamento: 2015
Número de Páginas: 424
Editora: Aleph
Classificação: ♥♥♥♥ 
Desde os terríveis acontecimentos em STAR WARS – Episódio III: A vingança dos Sith, quando todos os Jedi foram perseguidos e condenados à morte, Kanan Jarrus tem vivido na clandestinidade, evitando criar problemas com o Império. Porém, um embate mortal entre as impiedosas forças imperiais e os revolucionários desesperados se mostra próximo demais e impossível de se ignorar. A honra e o senso de justiça do cavaleiro Jedi despertam, e ele volta à ação em uma batalha de grandes proporções contra o mal. Mas Kanan não vai lutar sozinho. Ele contará com a ajuda de aliados improváveis, incluindo a misteriosa Hera Syndulla – que parece ter suas próprias motivações. Enquanto uma crise de proporções apocalípticas surge no planeta Gorse, o grupo enfrenta as forças mais poderosas da galáxia, em defesa de um mundo e de seu povo. Nesta primeira aventura juntos, os protagonistas da série Rebels conquistam seu espaço entre os maiores heróis da série STAR WARS, rumo à luta contra o Império. 

Uma vez mais a Editora Aleph emplaca com um ótimo livro do universo expandido da saga Star Wars. A capa desse livro é um primor. Kanan e Hera estão lindamente ilustrados e já de início nos dão uma antevisão do que vamos encontrar em suas páginas.

Um Novo Amanhecer é uma espécie de preâmbulo narrativo da série de animação para TV: Star Wars Rebels, dos criadores Dave Filoni, Simon Kinberg e Greg Weisman responsáveis pela série televisiva, atualmente exibida no canal Disney XD, e encontra-se na segunda temporada. Kana e Hera são personagens centrais da série, entre outros.

Especial Aniversário de H. P. Lovercraft (1890 – 1937)


Este mês foi aniversário de 125 anos de um dos grandes autores da literatura: H. P. Lovecraft. E hoje vim falar um pouco sobre ele e seus livros. Em 20 de Agosto de 1890 nasceu Howard Philips Lovecraft, em Providence, Rhode Island, USA. Ele foi um escritor estadunidense que se especializou no estilo horror gótico, introduzindo elementos de fantasia e ficção científica em suas histórias. Lovecraft foi criado praticamente pela mãe e pelo avô, e em sua infância foi bastante influenciada pelas obras da Ilíada e Odisseia, de Homero, e clássicos do terror gótico. 

Dagon foi o seu primeiro trabalho profissional, publicado em 1923 na revista Weird Tales. Lovecraft, pelo conjunto de sua obra, é, sem dúvida, o legítimo sucessor de Edgar Allan Poe. Sua obra se imortalizou com o seu nome e ele se tornou referência literária no século XX para escritores de peso como Stephen King, Alan Moore, Neil Gaiman, Robert E. Howard, entre outros. 

Suas histórias são exclusivamente voltadas para o horror, com personagens opondo-se a gnose e ao misticismo, ante o medo das trevas que se antevia adiante, e valores culturais, religiosos e morais criados por importantes movimentos: Iluminismo, Romantismo, Cristianismo e Humanismo. Ele criou o grimório Necronomicon e o Mito Cthulhu em uma série de terror sombrio e envolvente, gerando criaturas e anti-humanos saídos de pesadelos inimagináveis. 

Ao longo de sua vida, Lovecraft sofreu de pesadelos terríveis, e muitos desses pesadelos foram transformados em contos. E isso, certamente, também influenciou a narrativa em seus contos em primeira pessoa e o envolvimento do narrador nos acontecimentos narrados é o elixir utilizado por Lovecraft para seduzir os seus leitores. 

H. P. Lovecraft não só influenciou escritores de peso como Neil Gaiman e Stephen King, como também se tornou influência obrigatória de bandas de rock como a italiana Abgot, a ucraniana Ossadogva, a francesa Dylath-Leen, a britânica Artic Monkey, entre outras. As obras de Lovecraft também influenciaram videogames, como: Fallout 3, Doom, Quake, Castelvania, Terraria e Call of Cthulhu.

O conto The Haunter of the Dark, de novembro de 1935, foi o seu último conto escrito e publicado. Lovecraft também usou vários pseudônimos para suas obras: Lewis Theobald, Humphrey Littlewit, Ward Phillips, Edward Softly. Depois de uma vida conturbada, Lovecraft faleceu em Providence, vítima de um câncer no intestino, em 18 de março de 1937. 

É isso, pessoal. Espero que tenham gostado do post de hoje, bem simples, mas para que conheçam mais sobre um dos autores mais importantes do gênero e da literatura.

Beijos e até o próximo post! 

[Resenha] Os Assassinos do Cartão-Postal, de James Patterson e Liza Marklund

Livro cedido pela editora para resenha
ISBN: 9788580412710
Tradução: André Fiker
Ano de Lançamento: 2014
Número de Páginas: 304
Editora: Arqueiro
Classificação: ♥♥♥♥ 
Uma viagem a Roma. Jacob Kanon, um detetive da divisão de homicídios do Departamento de Polícia de Nova York, está muito longe de casa. Em sua longa viagem, já conheceu as mais belas cidades da Europa. No entanto, não é a paisagem que o atrai. Para ele, cada café, catedral ou museu é uma pista dos assassinos de sua filha. Um rastro de sangue. A filha de Jacob, Kimmy, é apenas uma peça de um doentio e intricado quebra-cabeças. Amsterdã, Copenhague, Madri, Paris… Em toda a Europa, jovens casais são encontrados mortos com a garganta cortada. Os assassinatos não parecem ter qualquer conexão, além de cartões-postais enviados para os jornais locais dias antes da descoberta de cada crime. Mais pessoas correm perigo. Numa tentativa de salvar as próximas vítimas, Jacob vai se unir à jornalista Dessie Larsson, que acaba de receber um cartão-postal em Estocolmo. O que eles não imaginam é que os crimes têm um propósito bem diferente do que pensavam.

James Patterson dispensa comentários. Ainda mais para um autor que já vendeu mais de 300 milhões de exemplares em todo o mundo. Seus livros são vendidos em mais de 100 países e figuram entre os mais vendidos. A série Alex Cross já rendeu vários filmes no cinema, e a série Clube das Mulheres Contra o Crime uma série de TV. Portanto, se você gosta de romances policiais e de mistério, os livros de James Patterson é uma ótima pedida.

Liza Marklund é uma escritora sueca que nasceu em Pitea, no Condado de Norrbotten, no ano de 1962. Notabilizou-se por sua série de livros policiais protagonizados pela jornalista Annika Bengtzon – que, aliás, é o nome de uma de suas filhas.

Havia um padrão ali, pensou, uma lógica distorcida que ele não conseguia enxergar. Os assassinos estavam tentando dizer algo. Os desgraçados que saíam pela Europa cortando a garganta de jovens casais estavam gritando bem na cara dele.

Os Assassinos do Cartão-Postal é um ótimo thriller policial. Gostei muito dessa capa do livro, com um ar de filme noir, tendo o casal de assassinos em primeiro plano; bem exatamente como um cartão-postal. A diagramação do livro também prestigia-nos pelo bom gosto, pois a leitura flui facilmente por letras grandes e capítulos curtos.

[Resenha] Darth Vader e Filho + A Princesinha de Vader, de Jeffrey Brown


A Editora Aleph lançou dois livros infantis em quadrinhos, em capa dura, do autor e desenhista gráfico Jeffrey Brown. São eles: Darth Vader e Filho e A Princesinha de Vader. São muito amor. Fofos, cheios de humor e muito coloridos! 


Os livros possuem uma qualidade gráfica muito legal, em formato de livrinho de histórias, muito colorido, e com desenhos dos personagens e muitas referências a Darth Vader, Luke Skywaker, Leia Organa, R2D2, Ben Kenobi, Han Solo, Chewbacca, Boba Fet, Jaba, entre outros.