Paula Pimenta - Fazendo Meu Filme

28 novembro 2010
Postado por Livy


"Começou a chover de novo. Pelo menos isso. Enquanto o tempo estiver ruim, eu não preciso sair. Não sei quem sancionou essa lei de que meninas de 16 anos são obrigadas a sair em todos os dias do final de semana. Se eu estou a fim de ficar em casa, com meus DVDs, meus livros ou simplesmente fazendo nada, a minha família já pergunta se eu estou doente. Pior do que isso. Passam-se 5 minutos e as minhas amigas começam a aparecer ou telefonar, como se o fato de eu ter dito que queria ficar em casa tivesse sido uma espécie de brincadeira.

Eu me pergunto: sair para quê? Para ver sempre as mesmas caras? Para brincar de espelho, já que todas as pessoas que se vestem absolutamente iguais, como se fosse uma espécie de uniforme social? Engraçado é que essas mesmas pessoas fazem abaixo-assinado na escola para que possamos ir com roupas informais... se eu fosse a diretora, eu concordaria. Pelo menos, as meninas não depredariam mais o uniforme cortando as mangas para ficarem com as "asinhas de fora" (há, há, há, essa foi a minha mãe que falou, tive que concordar com ela!), e os meninos parariam de levar suspensão por aparecerem na aula de chinelo.

Oh, oh. Tenho que atender ao telefone. Minha mãe está berrando daquele jeito dela que separa e prolonga sílaba por sílaba do meu nome: "Eeees-teee-fââââââ-niaaaaa..." Argh. Como se não bastasse esse nome esquisito que me colocaram, ainda tenho que ouvir ele gritado! Quantas vezes tenho que repetir? Meu nome é FANI! F-A-N-I. E eu finjo que não é comigo quando me chamam de Estefânia. Eu só vou atender dessa vez para que o resto do mundo que ainda não ouviu o berro da minha mãe não descubra que por trás da Fani existe um nome estranho desses..."

"Fazendo meu filme 1 - A estreia de Fani" conta a história de uma adolescente como tantas outras. Adora suas melhores amigas, precisa estudar pra passar de ano, vive apaixonada e é louca por cinema. Um dia, porém, é convidada para fazer intercâmbio cultural e vê sua vida mudar completamente.



"Parece que eu estou em um sonho. Não. Parece que eu estou em um filme. Um filme sem legendas. Desde que entrei naquele túnel, que nos leva ao avião, foi como se um dublê tivesse tomado o meu corpo e estivesse fazendo as cenas para mim. Meu assento era ao lado do de um menino que também estava indo fazer intercâmbio, o Luiz Carlos, que eu já conhecia dos encontros de orientação. Ele ficou preocupado comigo de verdade! Também não era pra menos, eu não conseguia parar de chorar! A aeromoça também ficou meio aflita, veio me perguntar se eu estava com medo, disse que eu não precisava me preocupar porque estava tudo correndo muito bem no voo. Ela me deu até uma barrinha de cereal a mais. Eu tive vontade de falar pra ela que o meu problema não era no estômago, e sim no coração! Mas eu não disse nada, só continuei chorando e olhando a minha cidade ficar cada vez menor pela janelinha do avião... Comecei a repassar cada minuto desde que o Leo tinha ido à minha casa se despedir de mim. Minha tristeza pensando que ele não iria ao aeroporto, minha euforia ao ler a carta que ele me escreveu, a surpresa ao vê-lo na minha frente e, finalmente, a felicidade daquele beijo. Agora a gente estava a milhares de quilômetros de distância, mas, se ele fosse mesmo me esperar, todo aquele sofrimento valeria a pena..."

"Fazendo meu filme 2 - Fani na terra da rainha" é a continuação de "Fazendo meu filme 1 - A estreia de Fani". O segundo volume da série apresenta as aventuras de Fani na terra da Rainha. Sim, na Inglaterra! Longe do grande amor, ela passa por momentos de alegria, dor, saudade, tristeza e, mais do que isso, pode conhecer melhor a si mesma.

Comentários via Facebook

1 Comentários:

  1. oooi, eu sou novata aqi e to amando o Blog, curiosa pra ler esse livro

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por