Resenha Amor de Redenção - Francine Rivers

26 dezembro 2010
Postado por Livy

Amor de Redenção
Francine Rivers 




Bem, essa resenha vai ser um pouco diferente das outras. Só porque não irei colocar a sinopse do livro. Na verdade, ao invés de colocar a sinopse, eu resolvi colocar esses dois comentários que expressam muito bem o que senti lendo o livro.

A história se passa na Califórnia, por volta de 1850. Em uma época em que os homens corriam pelo ouro, desejando riqueza, e as mulheres vendiam seu corpo como um meio de sobreviver, não sabendo fazer nada além disso para terem um teto sobre suas cabeças.

Sarah/ Angel, cresceu nesse mundo, sem conhecer outra vida além da dor e sofrimento, causados a ela, sem que ela tivesse o poder, ou meios de mudar. Ela só conheceu a traição e maldade dos homens.  Desde pequena viu o desprezo do próprio pai e carregou o fardo de achar que não deveria ter nascido. Perdendo sua mãe ainda menina, foi vendida aos 8 anos de idade, como prostituta.

O meio que ela encontrou para sobreviver foi tornar-se indiferente e alimentar o ódio em seu coração. E nada mais para ela importava. Não acredita em mais nada, nem mesmo em Deus. Angel perdeu completamente a fé, ou, talvez, nunca a teve.

Isso, até o dia em que Michael Hosea cruzou o seu caminho. Ele é um homem forte e determinado, que acredita devotamente em Deus, e obedece ao seu chamado, que lhe diz para que se case com Angel e a ame incondicionalmente. Aos poucos ele vai conquistando espaço no coração ferido de Angel, e ela começa a se abrir com ele. Mas ela não se sente digna desse amor. Angel não pode apagar seu passado, nem o desprezo que sente por si mesma. Ela foge. Foge de volta pro lugar de onde veio, pra longe do amor de Michael, morrendo de medo da verdade que ela insiste em negar: a sua cura se encontra naquele que ela por tanto tempo negou, mas que jamais a deixaria desamparada.

E eu paro por aí, não irei falar mais nada da história. Claro, porque vocês terão que descobrir por si mesmos, e se encantar como eu me encantei. E por esse motivo, eu recomendo o livro.

Tenho que admitir, o livro me surpreendeu. Muito! Na verdade, eu tenho um enorme receio de ler livros desse gênero, talvez pelo fato de que sei que vou me apaixonar. Ou por não ser muito fã do estilo drama. Mas eu sempre acabo cedendo. A tempos um livro não me emocionava tanto, e eu até chorei. Chorei! Dá pra acreditar? Quantos livros eu posso dizer que me fizeram chorar? Eu sou uma pessoa emotiva, mas em questão de livros sou difícil. Esse é daquele tipo que você se apaixona e quer ter na estante, folhear, reler! 

Esse é daqueles livros que te faz pensar. Pensar de verdade! Ufa, deixa eu tomar um fôlego! 

O livro foi lançado em 1991, e agora, pela Verus Editora, lançado no Brasil, em 2010. Francine Rivers é autora de diversos outros títulos. Segundo ela mesmo comenta, todos os seus livros são uma forma de se aproximar de Deus. Ela diz que se dedicou a escrever essa história, para as pessoas que lutam para ser deuses de si mesmos, e que descobrem que no fim das contas estão perdidas e desesperadas, mas que não estão sozinhas.

Os personagens de Amor de Redenção são marcantes, e cada um deles tem um papel fundamental no desenvolvimento da trama. A cada linha, estrofe e página me vi emocionalmente ligada à Sarah/Angel e às suas angustias. E foi maravilhoso ver sua mudança e seu crescimento, vê-la descobrir o que há muito tinha perdido: a fé. Michael Hosea me cativou muito também. Seu carinho e devoção, sua paciência infinita e sua determinação, fazem dele um personagem envolvente e carismático.

Angel, apesar de ter conseguido se manter longe de sua antiga vida, ainda era atormentada por um terrível pesadelo. Duke. Foi para ele que foi vendida ainda menina e que ainda a marcava profundamente com medo e desespero. Ele jamais desistiria dela. E ela sabia disso. Duke é desses personagens maldosos, que me dão vontade de gritar. 

A ambientação da época também é primorosa. Os cenários, as cidades surgindo e se desenvolvendo; e a descrição das vestimentas dos personagens são condizentes com a época. A autora optou por não usar uma linguagem coloquial, tipica da época, e fez uso de uma linguagem fluída e contemporânea. Sua narrativa é envolvente, e eu devorei o livro, apaixonadamente. O livro foi tão bem escrito, que consegue atingir seu objetivo, enquanto outros do mesmo gênero não conseguem, e mais, penso que a valiosa lição aprendida com esta leitura, não se repetirá  facilmente.

Agora, falando do trabalho gráfico do livro, ele é lindo. A capa é cheia de detalhes e a foto tem tudo a ver com a história. O trabalho interno também é incrível.

Para finalizar, então, eu espero que mais pessoas tenham a oportunidade de ler este livro, e se emocionem como eu. 

Comentários via Facebook

7 Comentários:

  1. Hey, Livy!

    Esse livro já está na minha lista.
    Estou doida pra ler.

    Beijinhos e boa semana pra vc!

    ResponderExcluir
  2. De tanto você falar do livro no meme, e agora dando nota máxima para o livro e dizendo só coisa boa dele... Dá até vontade de ler! :D Já coloquei na minha listinha de vou ler no skoob! \o/
    Beijos,

    Bruno - minhaestante.com

    ResponderExcluir
  3. Cheguei a pensar que fosse um romance histórico, tipo aquele modelo de banca, mas parece que não é beeeem por aí.

    Gostei, achei a história interessante, apesar de soar clichê, e anotei aqui na minha lista xD

    Beijocas!
    Juh Oliveto
    Livros & Bolinhos ~

    ResponderExcluir
  4. É um estilo que gosto muito e vai pra minha - enorme - lista! Se você chorou no livro eu então vou me afogar... (sou chorona!) hehehe

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá, querida!

    Gostei muito do livro e da resenha (assim como você) e por isso te coloquei entre as 10 melhores resenhas da semana no meu blog. Parabéns, querida! :D

    Abraços, sucesso e feliz 2011!

    ResponderExcluir
  6. Oi, eu acabei de ler esse livro, achei lindo, me emocionei. Postei sobre ele no meu blog, dá uma passada lá pra ver!

    Bjus
    Gisele
    http://dicasdelivrosefilmes.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Amei esse livro! A história, que prendeu meu fôlego em alguns momentos, e provocou lágrimas em outros, me cativou. Traz cenas lindas de renúncia, cura, perdão, fé, esperança e amor.

    Mostra como o amor atua junto com o perdão. E que, às vezes, tudo o que precisamos é entregar a dor para um Amor Maior, perdoar a si mesmo e abrir o coração para receber o amor genuíno, oferecido sem nada pedir em troca!

    E mostra a beleza do amor que tem como fonte o Amor Divino. E durante muitas vezes identifiquei tal Amor. Afinal, não é assim mesmo nossa relação com o Pai? Quantas vezes nos achamos indignos de tanto amor, e Ele apenas sussurra: Filha, eu a amo. É de verdade. É para sempre. É incondicional. Nada que fizer ou deixar de fazer, mudará isso. Aceite o meu amor! Ele está aqui. Eu estou aqui!

    Compartilho minha visão do livro aqui: https://oslivrosquevivi.wordpress.com/2016/03/13/amor-de-redencao/

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por