O Marido Perfeito Mora ao Lado de Felipe Pena

02 janeiro 2011
Postado por Livy

O MARIDO PERFEITO MORA AO LADO
Felipe Pena



ISBN: 9788501088468
Páginas: 304 
ANO EDIÇÃO: 2010
EDIÇÃO:

" Uma mulher angustiada busca a ajuda de uma terapeuta para salvar o casamento. Angústia que é compartilhada por outros personagens, até mesmo pelos bem casados (ou principalmente por estes). Então ocorre um crime. E os terapeutas farão o papel de investigadores. Quem é o culpado pela incomunicabilidade entre homens e mulheres? E quem conseguiria armar um plano tão diabólico? Um thriller envolvente do autor de O analfabeto que passou no vestibular. "



Surpreendente. É assim que eu definiria o livro. De início eu tinha a impressão de que o livro seria uma comédia ou sátira, uma "novela". Mas me enganei.
Com uma narrativa inteligente e uma trama muito bem desenvolvida, Felipe Pena nos envolve na psique humana e nos sentimentos dos personagens. 
De forma simples e sem rodeios nos mostra como "funciona" a mente humana com personagens que precisam de psiquiatra urgente! rsrsrs.
Brincadeiras a parte, gostei muito do livro. Vamos ser sinceros, a capa não chama a atenção, mas tem tudo a ver com o tema.
Uma coisa que eu acho que faltou, é a descrição de alguns personagens que foram um pouco vagas. E mais uma coisa, Felipe não nos poupa não! Sua linguagem é direta e em alguns momentos até explicita, em outras usando gírias, mas tudo dentro do contexto do livro, e da mente dos personagens. Adorei o jeito inovador de mesclar a psicologia com a narrativa do livro. 
O mistério do crime, nos deixa loucos, a ponto de desconfiar de tudo e de todos. Uma sacada bem inteligente, foi no penúltimo capitúlo, em que o autor nos faz, por um breve momento, duvidar da certeza. Como ele mesmo diz no livro: "a única certeza é a dúvida e vice-versa".
Uma personagem de que gostei muito foi a Raquel. Se drama pessoal nos envolve e nos faz torcer pra que algo bom aconteça por ela. Ainda falando dos personangens, realmente o que você percebe é que cada um está mais preocupado consigo, e tem um sentimento que poderiamos dizer, define o livro e o titúlo "o marido perfeito mora ao lado", porque esses personagens não se contentam com o que tem, e buscam sempre "mais". 
Uma outra coisa que devo ressaltar, e achei muito interessante foi os títulos dos capitúlos (casais, terapeutas, libido, ego, ansiedade, terapia, obsessão, compulsão, histeria, transferência, terapia, édipo, ética, terapia, perversão, aversão, diversão, terepia, loucura, sanidade, desejo, dor, terapia, fantasia, memória, narcisismo, angústia, persona, sublimação) UFA!

Vou colocar um trecho do livro, que ao meu ver, define bem o contexto:

"Desejar é um verbo intransitivo. O desejo é autônomo, autosuficiente, independe do objeto desejado. Não que o objeto não seja importante, mas ele é apenas secundário diante da pulsão, que nunca se satisfaz. Para toda demanda explícita existe uma outra, implícita, que é inalcançavel, pois sempre se renova. Por isso, nunca estamos satisfeitos. O carro do ano só vale se for o carro do ano que vem. Para um milionário, o importante é o milhão seguinte. Quem compra o primeiro apartamento, logo quer reformá-lo ou se mudar para um bairro melhor. A satisfação está no que falta, não no que existe. Postanto, a busca é eterna, não se realiza. "



 Felipe Pena

É psicólogo, jornalista e professor da Universidade Federal Fluminense. Doutor em Literatura pela PUC-RIO, com pós-doutorado pela Sorbonne, é autor de dezenas de artigos científicos publicados no Brasil e no exterior, além de oito livros acadêmicos e do romance O Analfabeto que Passou no Vestibular. Foi sub-reitor da UNESA, repórter e apresentador da TV Manchete e comentarista da TVE-Brasil. Assina uma coluna mensal no JORNAL DO BRASIL e no site www.felipepena.com. 




NOTA: 


CAPA = 7
NARRATIVA = 10
ORIGINALIDADE = 9
HISTÓRIA = 9

NOTA GERAL=  9

Comentários via Facebook

25 Comentários:

  1. Hey, Livy!
    Gostei muito da sua resenha, mas o livro não me ganhou. Não me deu aquele tchan! rs

    Beijos e ótima semana pra vc!

    ResponderExcluir
  2. AH, QUE LEGAL! Eu já conhecia Felipe Pena porque eu faço jornalismo e eu tive que ler muitos livros dele, sendo que acadêmicos. Ele é um dos melhores na área, mas eu não sabia que ele escrevia romances também. Assim que tiver oportunidade vou lê-lo. Gostei da resenha *-*

    Beijos, Kaká.

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Adorei a história! Gosto muito de autores que exploram a psique! Principalmente autores contemporâneos!

    Abraços, sucesso e feliz 2011!

    ResponderExcluir
  4. nossa, esse e um livro que eu nunca tinha visto, e não leria nem pela capa nem pelo nome, mas com essa resenha, bom, talvez eu tenha mudado de ideia... rsrs
    parabéns pela resenha :)

    http://stolenights.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Nunca tinha visto falar desse livro, e nao achei a capa muito bonita, mas o que importa é a historia que parece ser incrivel!

    ResponderExcluir
  6. Que legal! Não conhecia esse autor brasileiro mas me interessei pelo livro pois aborda a psique.
    Muito boa a resenha.

    ResponderExcluir
  7. a capa não é muito boa, mais pela nota que você deu para a história eu concerteza quero lê-lo (:

    ResponderExcluir
  8. Oi!

    Bom, achei uma boa dica para diversificar minha leitura. E, realmente, quando li o título esperava outra coisa! Parece ser bem interessante.

    Bjos!

    ResponderExcluir
  9. Realmente a capa é meio simpleszinha...mas amo temas psicologicos. Tem tudo a ver com minha personalidade transtornada, surtada e bipolar.heheh. Vou parar de ler suas resenhas senão vou falir...

    ResponderExcluir
  10. Eu tenho o livro, eu esperava mais dele,
    achei que era outra coisa e ach oque foi por isso quequando li me decepcionou um pouco,
    beijos.

    ResponderExcluir
  11. Olha, nesse livro podemos ver muito bem a futilidade. Digamos é um otimo livro para leitura, mais mostra que muitas pessoas nunca se contentam com o que tem, sempre querem mais, por que? Faço a minima ideia. Mas como o livro fala de assassinato (uma coisa que eu amo).. é uma oportunidade de dar uma chance para ler o livro, abrir novos horizontes. A leitura? Deve ser interessante.

    ResponderExcluir
  12. Quando li o título do livro pensei que seria na linha da Meg Cabot mas de acordo com sua resenha não é bem assim. É bom saber que aqui no Brasil também tem livros bons hoje em dia

    ResponderExcluir
  13. Gostei da resenha. Parece que esse livro é bem interessante, apesar da capa (ñ gostei da capa).

    ResponderExcluir
  14. É vc tem razão, a capa não chama nada a atenção! UHASUHAUSHUHAS... mas parece ser um livro bom. Como foi comentado aí em cima o título me lembrou tbm a Meg Cabot. E, por isso, me surpreendi quando vi que foi um homem o autor e ainda é um livro nacional. Bom, vamos ver, né. só lendo mesmo. ;)
    beijos.

    ResponderExcluir
  15. Nossa vejo cada livro engraçada mas esse supera terapeuta investigador nunca tinha ouvido falar,., mas a pessoa eh q se faz profissional neh tem q ter odom

    rafa
    rafersom.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. "A satisfação está no que falta, não no que existe. Postanto, a busca é eterna, não se realiza"

    A-D-O-R-E-I!!!!

    ResponderExcluir
  17. Marido perfeito??rsrsrs...adorei a resenha e quero muito ler o livro..

    ResponderExcluir
  18. Parece ser um livro bem fofo! Gostei da resenha! Muito boa, realmente.
    A única coisa pela qual não achei boa, foi a capa.
    Deixaram muito fraquinha, sabe? ;x

    Beijinhos, ;3

    ResponderExcluir
  19. Confesso que ao ler a resenha eu não fiquei interessada, mas o seu comentário me deixou curiosa. Adoro romances, quando eu tiver tempo, lerei este livro (:

    ResponderExcluir
  20. O livro parece ser bom, umas das coisas que
    gosto é quando se fala da psique humana, pois
    percebemos que não é só nós que agimos de maneiras diferentes.

    ResponderExcluir
  21. De fato, a capa não é nada atraente, principalmente pq muitas pessoas julgam um livro pela capa né? (e vamos ser sinceros, uma capa bonita chama muita atenção) Mas a história parece ser legal e gostosa de se ler. Vai para minha lista de aquisições futuras!

    ResponderExcluir
  22. è, a capa não é das melhores, mas o livro parece ser interessante. Mas não me chamou tanta atenção a ponto de querer lê-lo.

    ResponderExcluir
  23. o livro parece interessante, mas poderiam ter caprichado mais na capa!

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por