Falando de Filmes: Eu Sou o Número Quatro

16 abril 2011
Postado por Livy

Esta é uma nova seção no blog, onde falo de filmes que assisti. Mas não é de qualquer filme que farei resenha, e sim de filmes baseados em livros! Para começar trago hoje a resenha do tão esperado filme Eu Sou o Número Quatro. 

Eu Sou o Número Quatro (I Am Number 4)
Elenco: Alex Pettyfer, Teresa Palmer, Kevin Durand, Timothy Olyphant, Dianna Agron, Jake Abel, Callan McAuliffe, Beau Mirchoff, Emily Wickersham.
Direção: D.J. Caruso
Gênero: Aventura
Duração: 104 min.
Distribuidora: Disney Brasil
Estreia: 15 de Abril de 2011
Pontuação: ♥ 

Sinopse: Em 'Eu Sou o Número Quatro', nove crianças dotadas e os seus guardiães são os únicos sobreviventes de uma guerra sangrenta no seu planeta natal, Lorien, e instalaram-se na Terra sob a protecção de um encantamento que obriga aos seus inimigos de os matarem por ordem numérica. Três deles morrem; o Número Quatro é o próximo. Escondido numa pequena cidade, o rapaz tenta fugir ao seu destino.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Cuidado, esta resenha pode conter spoilers do filme e livro.

Nos útlimos tempos, o cinema tem investido em produções de adaptações de livros, vendo a transformação de uma estória que já faz sucesso como livro ir para as telonas como algo lucrativo e fácil. Afinal, um livro que faz sucesso, tem tudo para dar certo nos cinemas. O problema é fazer isto funcionar. Talvez, por termos bons exemplos de adaptações que funcionaram (como Harry Potter e O Senhor dos Anéis, e que foram amplamente copiados), os livros estão sendo tão visados.
O mesmo aconteceu com  EU SOU O NÚMERO QUATRO. Este filme foi dirigido por D.J. Caruso ( mesmo diretor do filme Controle Absoluto), e tem música gaarantida por Trevor Rabin (guitarrista do grupo Yes). E sua trama traz elementos que tem tudo para dar certo: ação, suspense e a inevitável história de amor. Aliás, me corrijo: tinha tudo para dar certo!


Assim que terminei de ler o livro (confira a resenha), fiquei muito curiosa para ver o filme e saber como ficou a adaptação do livro de James Frey e Jobie Hughes, e qual foi o resultado. E no fundo eu sabia que muitas coisas seriam cortadas da estória original (o que é normal nos filmes adaptados), e que algumas coisas seriam mudadas. Tudo bem até aí, mas assim que o filme começou eu já percebi que iria me decepcionar e desanimar muito mais do que esperava. E não me enganei.

Nem preciso falar que muitas das coisas das quais cortaram eram fundamentais para o desenvolvimento da trama. Preciso? No fim cortaram tantas cenas e fatos importantes, que esqueceram que tinha que se contar uma estória. Para quem leu o livro, como eu, e for assistir ao filme, vai entender do que falarei a seguir: o filme não faz juz ao livro!

O relacionamento de Henri e John (o Cépan e o Número Quatro) não é convincente. Aliás, a impressão que tive é que ambos se odeiam e não se suportam. Henri se mostra um personagem chato e tosco, muito diferente do sábio, calmo (apesar das adversidades e situações aflitivas) e protetor Henri do livro. Assim como John que no filme, é inconsequente e petulante (sem dar importância para os problemas de seu antigo planeta, Lorien, já que como ele mesmo diz: "Eu não lembro de nada sobre Lorien", pronto e acabou). John começa o filme como um rebelde, e termina o filme tentando ser um herói.
Também faltou as "visões" esclarecedoras de John, que são totalmente explicativas e elucidam a destruição de Lorien e o por que da vinda dos 9 lorienos ao planeta Terra. Assim como fica vago o elo que os une, nem ao menos explicando o por que de eles apenas poderem ser mortos em sequência.
Os Legados de John se desenvolvem muito rápido e ele sequer tem um treinamento para aperfeiçoá-los. Aliás, os mogadorianos também não botam medo nenhum, ficaram parecendo personagens de filmes de aventura infantil (de filme trash, deixo bem claro). E eles se mostram (no final do filme) muito fáceis de derrotar, o que enfraquece a noção de medo que os 9 enfretaram se escondendo por tantos anos na Terra, esperando se fortalecer e desenvolver seus Legados para enfrentá-los.
Também, o romance entra Sarah e John ficou um tanto superficial e banal. Aliás, este elemento (o amor) se mostra como um impulso para John questionar a sua própria existência e enfrentar o perigo (apesar de rudo). Mas deixo bem claro desde já, não espere muito disto (não é nada profundo).



Não posso tirar todos os méritos, afinal os efeitos especiais são realmente bons (apesar de serem clichês e modestos). As cenas de ação são bem feitas, mas não tem criatividade alguma e são muito, muito fracas. Ou seja, faltou impacto, para isso precisavam ser trabalhadas melhor. Aliás, os diálogos são péssimos e fraquinhos. O roteiro também é umtanto ruim, e é bem provável que muita gente que é apaixonado por cinema (minha segunda paixão) não se identifique (assim como eu) com esta tentativa mal feita de filme teen.

Resumidamente eu diria que o filme não convence: há cortes e cenas intrincadas, abruptas; e a adaptação da estória não ficou interessante. Ou seja, a fórmula não de certo.
Tudo bem, você deve estar pensando: "Mas é filme, precisava cortar algumas cenas...". Ok, não discordo de você. Mas convenhamos: cortar cenas e modificar a estória é normal, mas estragar uma estória? Dái já é demais. Eu passei a maior parte do filme entre esperançosa e entediada. Esperançosa: esperava que o filme melhorasse. Entediada: Diversas vezes pensei: "Putz, quando este filme vai acabar? Hein?" E depois mudei para extremamente revoltada com um filme muito mal adaptado. 

E você se pergunta: o filme é bom ou ruim? Pode ser que para algumas pessoas o filme seja bom (talvez até possa agradar ao público menos exigente). Mas no fim das contas aconselho a quem gosta de ler ficar apenas com a leitura mesmo, pois o filme é decepcionante. Mas se você, assim como eu, ficou curiso para ver o resultado do filme, vá em frente (boa sorte), quem sabe você não acaba gostando? 

Comentários via Facebook

8 Comentários:

  1. Sério mesmo? 1/5? O_o
    Ainda vou ler o livro, mas estou com uma certa expectativa. Medo de me decepcionar. =X
    Vou tentar assistir a adaptação sem ficar comparando muito, mais pra divertir. Vamos ver. =)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Eu assisti o filme sem ter lido o livro, e concordo com os pontos de sua resenha. Fiquei a mesma situação de tédio/esperança!
    Agora quero ler o livro, acho que o filme nem vai atrapalhar muito a leitura, uma vez que não foi 100% fiel.

    Abraços,
    Miriam.
    http://bookerqueen.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Às vezes eu tive esta impressão do Henri, que ele era um chato sem jeito que estava ali só para atrapalhar - mas gostei dele no geral. O filme realmente tirou várias coisas do livro, tirou legados, colocou legados, tirou fatos importantes e alterou momentos - mas não consegui achá-lo um filme ruim. Beijos,

    Rachel Lima
    http://etcoetra.blog.br

    ResponderExcluir
  4. nossa acabei de ver o filme e fiquei muito furioso . poxa cortaram partes legais e nao senti no filme o amor de John por Sarah igual o livro sem contar que nao teve as cenas de treinamento e que Sam não é um nerd com oculos fundo de garrafa igual ao livro, poxa de onde tiraram esse padrastro dele ele tinha mae aff !!!

    mas o que mais me deu raiva e nao contar a historia de Lorian aff !! dos seus pais e avós


    abrçs

    Gleimar


    ps: espero que Agua para elefantes não faça o mesmo .

    ResponderExcluir
  5. Achei essa postagem bem sincera.
    Gostei muito :D
    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Eu nao gostei muito do filme nao... gostei mais da loirinha, que chega quebrando tudo.
    Mas quero ler o livro... deve ser totalmente diferente, ja que as adaptaçoes eles mudam!

    ResponderExcluir
  7. Concordo totalmente com você! Quando vi o filme, antes de ler o livro, gostei, mas ficou faltando aquele tempero. Quando eu li o livro, pronto, me veio a certeza de que o filme é uma porcaria, que conseguiram estragar totalmente a história! Por que cortaram as visões da guerra em Lorien?? Pq o Jhon não tem imunidade ao fogo? E A MORTE DO HENRI? Desde quando ele morre antes de batalhar? Ah, poderiam ter feito um ÓTIMO FILME!!! Mas não, se preocuparam mais em fazer um filme de ação, do que mostrar a verdadeira essência do livro. Decepção! e vai ficar maior, creio eu, quando lançarem O poder dos Seis, e peço a Deus que não lancem kk

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por