Resenha: Chama Negra, de Alyson Nöel

29 abril 2011
Postado por Livy

Chama Negra
Alyson Nöel
Tradução: Flávia Souto Maior 
ISBN: 978-85-8057-012-0
Preço:
29,90
Lançamento:
2011-02-24
Páginas: 248
Gênero:
Séries
Editora: Intrínseca
Pontuação: ♥ ♥ ♥  
Enquanto tenta ajudar Haven na transição para a vida imortal e libertar Damen do feitiço que não a permite tocar nele, Ever se aprofunda mais e mais nos mistérios da magia negra. O feitiço, porém, vira contra a feiticeira, e ela se vê presa a seu maior inimigo: Roman. A força estranha e poderosa que toma conta de seu corpo impede que Ever consiga parar de pensar nele, parar de desejá-lo. Ela quer resistir à atração incontrolável que a está consumindo. Ele quer se aproveitar desse momento de fraqueza. A ponto de se render, Ever procura a ajuda de Jude, arriscando tudo e todos para salvar a própria vida e seu futuro com Damen... 
Cuidado, pode conter spoilers!

Chama Negra é o quarto volume da série Os Imortais. Como vimos em Terra de Sombras, Ever ainda se vê com um triste dilema: ainda não conseguiu o antídoto para o feitiço em que Damen está preso. Mas não bastasse isso ela também tem que lidar com sua mais recente "criação": a imortalidade de Haven. Ah, e não para por aí. Ela está começando a se sentir estranha, e uma fera interior a está dominando e a amarrando ao seu pior pesadelo: Roman. Além disso ela começa a ficar estranha e agressiva, além de estar perdendo seus poderes aos poucos. A chama negra a está dominando.
Roman encosta na porta e ri, chamando-me para perto.
E, apesar de tudo o que sei sobre bem e mail, certo e errado, imortais bons e imortais perigosos, dou um passo à frente. Meu olhar está fixo em Roman, no lindo e glorioso Roman. Ele é tudo o que consigo ver. Tudo de que preciso.
- Sempre soube que viria. - Ele sorri, passando os olhos por mim enquanto enterra os dedos em meus cabelos. - Bem-vinda ao lado negro, Ever. Acho que você vai ser bem feliz aqui. 
Este quarto livro, sem dúvida é, juntamente com Para Sempre, o melhor da série (na minha opinião). Este livro esta bem completo com elementos bons para o desenvolvimento da série e da história. Apesar de, como sempre, Ever continuar sendo muito, mas muito mesmo, cabeça dura, tenho quedar um desconto. Primeiro por estar dominada por magia e segundo por que, todos erram um dia. No casa dela ela acaba se deparando com seu lado negro, seu eu-sombra. O lado que todo ser humano (mortal ou imortal...) têm. E ela tem que aprender a lidar com isto. Mas o que eu acho que a desculpa de todas as suas atitudes impensadas é o fato de ela ter apenas 16 (agora 17) anos, mesmo sendo uma imortal (ela ainda está iniciando nesta vida). Ela não é perfeita, ela não é um anjo...é apenas um ser humano cheio de defeitos aprendendo com seus erros. E é aí que reside a graça do livro. Como a vemos quebrando a cara e errando, e a partir daí aprendendo a moral da história. E é nesses altos e baixos que a tramasse desenvolve.

Além disso, neste livro o elemento "vidas passadas" está ainda mais presente. Eu sou fascinada por este tema, talvez por isso o livro (e a série) tenha me agradado tanto, pois seu ponto forte se encontra aí, e no amor incondicional e eterno de Ever e Damen (que apesar de todos as dificuldades permanece e fortalece). Também gostei de conhecer o grande "primeiro encontro" que os dois tiveram.

E apesar de todo o mal que Roman tenta causar, neste livro conseguimos o entender melhor, e podeos nos perguntar: como podemos julgar as pessoas? É isso que impulsiona Ever a tentar fazer a coisa certa, mudar seus pensamentos e aprender a conviver consigo mesma.

Como já elogiei a narrativa da autora anteriormente, apenas finalizo a resenha com a afirmação: eu gostei deste livro! E recomendando para quem gosta da série.

Comentários via Facebook

7 Comentários:

  1. Não li a resenha pois não li o livro... Comecei o primeiro e não tive pique pra aturar a Ever! E como mta gente reclamaa da série, nem tentei! Muita coisa boa pra ler antes :D

    ResponderExcluir
  2. Peguei uma preguiça dessa série que te contar, viu... Ever me irrita tanto, mas tanto, mas tanto! Acho que o nível foi caindo, Night Star, pra mim, foi um suplício, mas consegui terminar de ler. Vou adiar ler Everlasting até dizer chega--mas vou ler, porque quero ver como é que a autora vai resolver coisas que poderiam ter sido resolvidas nesse livro!

    --
    Maeva
    Murphy's Library

    ResponderExcluir
  3. Eu não li nada desta série ainda, o que é uma pena. Bjs, Rose;D

    ResponderExcluir
  4. Cara... Não sei se me arrependo de ter comprado os seis livros. A Ever é chata, mas MUITO CHATA. Eu não suporto ela. Não sei se a narrativa da autora é péssima (me desculpe quem goste) ou é a própria personagem que é horrível. Ela só sabe fazer coisas erradas e quando a coisa certa está na sua frente, ela quer dar uma de quem sabe bem mais do que os mais experientes (Damen e as gêmeas) e atropela tudo e no fim só se fode. Nossa, sério. O pior livro foi esse Chama Negra. É insuportável ler... Não é uma narrativa gostosa. E Haven? Putaqueopariu, é extremamente pentelha. Sério, acho que tinha tudo pra ser uma boa história, mas a autora ferrou com os personagens.

    ResponderExcluir
  5. é bem um dilema este livro mas é bem interessante legal mesmo bem com um mistério a ser desvendado kkkkk gostei bastante

    ResponderExcluir
  6. O livro tem uma narrativa lenta e há muitas críticas em relação a personagem principal Haven, por ela ser EXTREMAMENTE BURRA (eu concordo plenamente), mas foi justamente isso que me fez gosta dos livros... A autora foi bem realista, na vida real podemos encontrar muitas pessoas assim! Ela n podia confiar em ninguém, pois muitas pessoas traíram sua confiança... Ela fez o certo e confiou em seus instintos (mesmo errando feio) ela teve confiança em si mesmo! E eu gostei disso! :D

    ResponderExcluir
  7. O livro tem uma narrativa lenta e há muitas críticas em relação a personagem principal Haven, por ela ser EXTREMAMENTE BURRA (eu concordo plenamente), mas foi justamente isso que me fez gosta dos livros... A autora foi bem realista, na vida real podemos encontrar muitas pessoas assim! Ela n podia confiar em ninguém, pois muitas pessoas traíram sua confiança... Ela fez o certo e confiou em seus instintos (mesmo errando feio) ela teve confiança em si mesmo! E eu gostei disso! :D

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por