Resenha: Lago dos Sonhos de Kim Edwards

12 junho 2011
Postado por Livy

Lago dos Sonhos
Kim Edwards

Tradução: Fernanda Abreu
ISBN: 9788580410044
Preço: 22,90
Edição: 1ª Ed. 2011
Páginas: 336
Gênero: Ficção
Editora: Arqueiro
Pontuação: ♥ ♥ ♥ 
Sinopse: Lucy Jarrett é uma jovem de espírito aventureiro que, depois da morte do pai, saiu de casa para cursar a faculdade e, desde então, não teve mais pouso certo. Bem-sucedida em sua carreira, ela vai aonde a vida a leva, sempre pulando de um país para outro. De repente ela se vê estagnada - morando com o namorado no Japão, Lucy não consegue arrumar trabalho e a relação deles está abalada. Ao saber que sua mãe sofreu um acidente, Lucy decide ir visitá-la em Lago dos Sonhos. Lá descobre que a mãe está pensando em vender a propriedade da família e que seu namorado da adolescência tem um filho e um próspero ateliê de fabricação de vidro. Diante dessas mudanças, Lucy precisa enfrentar a realidade - apesar de ter ido embora e por muito tempo ter julgado aqueles que ficaram, ela é que nunca conseguiu superar o trauma causado pela morte do pai.  
"Às vezes o passado esconde segredos capazes de transformar nossas vidas."
Eu nunca parei para pensar em meus antepassados e em como suas vidas influenciaram a minha, direta ou indiretamente. Não conheço nada muito além da história de meus pais. De certa forma, isto é um tanto triste, pois não sei nada sobre minha árvore genealogica, e quem foram meus ancestrais. Não sei se houve guerreiros, sofredores, revolucionários, trapaceiros, ou algum nome importante na minha história familiar. Claro, isso não é problema nenhum para mim, eu convivi todos esses anos com isto, e vou continuar vivendo. Mas para Lucy Jarret, esta passou a ser uma questão muito, muito importante. De certa forma, ela se sente presa a um passado de dor e remorso, devido a morte abrupta de seu pai, que ocorreu a muitos anos, em Lago dos Sonhos, cidade onde vivia, e da qual se sente muito culpada.

Lucy Jarret, é uma jovem aventureira que já viajou muito, estudando e trabalhando, conhecendo novas culturas e tendo uma boa vida. Mas no fundo ela nunca sentiu-se verdadeiramente feliz, não importando aonde estivesse, e sente que falta algo da qual precisa resolver. Talvez o passado seja seu maior problema.
Atualmente ela vive com o namorado Yoshi no Japão, mas está enfrentando dificuldades para conseguir um novo emprego. Ela recebe notícias de sua mãe, que sofreu um acidente de carro, sem  gravidade, mas decidiu que era hora de a visitar em Lago dos Sonhos, nos Estados Unidos. Quando ela chega, percebe que tudo à sua volta mudou. A mãe dela se recupera rápido do acidente e está bem, além de ter conhecido um homem que tem tudo para fazê-la feliz: Andy. Seu irmão Blake, também está com a vida resolvida: irá se tornar pai e acaba de aceitar a proposta do tio para trabalhar na Mestre dos Sonhos, a fábrica de fechaduras criada pelo bisavô e que é simbolo da família. Fora isso ela vê que o tio está muito parecido com seu falecido pai, mas que, apesar de se mostrar solicito e bom, esconde muitos segredos. Além disso, nesta volta ao passado, ela acaba reencontrando seu ex-namorado e eterno amigo, Keegan, que agora possui um lindo filho, Max. Ok! Muitas mudanças para uma pessoa só enfrentar. Mas ainda tem muito mais por vir.
Por acaso, em um dos cômodos fechados da casa de sua mãe, Lucy encontra uma carta endereçada a seu bisavô e também muitos papéis antigos. Estes papéis apontam pistas da existência de uma antepassada da qual Lucy jamais tinha ouvido falar. Para ela, toda a sua história familiar, contada até o presente momento, é de seu avô, que com apenas 15 havia presenciado o cometa Halley passar em 1910. Na época o fato causou uma série de notícias a respeito do cianogénio, gás letal presente na cauda do cometa, que criou um clima de pânico mundial. Mas foi enfrentando este medo que o avô de Lucy, saiu a noite, admirando a beleza do cometa. Aparentemente tudo havia começado aí...até agora.
Lucy começa a investigar, descobrindo aos poucos mais evidências da existência de sua parente desaparecida na história genealogica de sua família. Ela descobre vitrais, cartas e pontos que ligam muitos de seus antepassados, e aos poucos ela vai montando o quebra cabeça, formando a rede e as conecções, até que consegue compreender o passado e descobrir a identidade da misteriosa mulher, dona das cartas, assim como conseguir compreender sua própria história e identidade.

O livro trata também do suffrágio feminino, e da luta das mulheres pelo voto. Uma das passagens das quais mais gostei no livro, foi quando Lucy está lendo um trecho de uma das cartas de sua antepassada e pensa:
Tornei a verificar a data - 1916. Contada por Rose, a história não parecia tão distante. Fiquei imaginando como teria sido a minha vida se não houvesse tido a oportunidade de estudar, trabalhar ou mesmo conhecer os fatos mais básicos sobre meu corpo. Por trás da minha independência escondia-se uma história difícil, como as ruínas das fábricas sob a superfície tranquila daquelas águas. Com a perspectiva dos séculos, os direitos que eu considerava naturais subitamente me pareciam muito recentes.   
Neste trecho eu tive este mesmo sentimento. Aliás, boa parte da beleza do livro está aí: no passado, mostrando a importância que ele tem em nossas vidas, e em como não somos nada sem nos conhecermos e darmos valor a tudo o que veio antes de nós. Foram nossas antepassados que contruíram nosso presente, e somos nós que estamos construíndo o futuro.
O livro me lembrou também, em muitos momentos o Julieta de Anne Fortier, mas não comparo aqui ambos, pois apesar de algumas semelhanças, ambos tem estilos e tramas bem diferentes.
Kim Edwards escreve com fluidez e tem uma narrativa maravilhosa. Mas, infelizmente, um ponto que não gostei foi a repetição de descrições, em diversas passagens do livro. Isso não é de todo ruim, claro, mas incomoda um pouco, tornando o livro, em alguns pontos um pouco maçante. Apesar disso, sua narrativa minuciosa é o que dá ao fator histórico tanta graça, e em momentos, em que a natureza tem evidência, realça a beleza da cidade.
Eu esperava um pouco mais do livro, mas pelo que se propõe, o livro é muito interessante e tem uma trama envolvente e instigante, com um final até mesmo surpreendente.

Este é um livro que trata de descobertas, tanto do passado quanto da própria identidade. Também é um livro que não se trata apenas de um mero romance, mas mostra o amor incondicional e absoluto de uma mãe por sua filha, atravessando décadas e séculos, e até mesmo gerações. A beleza do livro, e a sutileza das emoções, do passado, e da vida das pessoas, tanto as que convivem conosco, quanto as que habitaram o mesmo chão no qual pisamos hoje, é muito interessante e emocionante. Acompanhamos a jornada de Lucy pelo passado, mas acima de tudo em resgate de si mesma!

NOTA EXTRA:  
CAPA = 7
NARRATIVA = 9
ORIGINALIDADE = 8
PERSONAGENS = 8
HISTÓRIA = 8
NOTA GERAL = 8


Comentários via Facebook

9 Comentários:

  1. Que lindo esse livro, Kin Edwards me surpreendeu nesse livro

    rafa
    rafersom.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu já tinha ouvido falar desse livro, mas ainda não conhecia a história completa! Parece maravilhoso!
    Bjus,
    Náh

    ResponderExcluir
  3. Livy adorei sua resenha, e também, me questionei sobre não saber muito coisas dos meus antepassados a não ser da historia da minha mãe , do meu pai e parte da historia da minha avó, sera se tive alguem importante na minha familia?...Mas enfim, o livro parece otimo e fiquei com vontade de ler!

    ResponderExcluir
  4. Minha família é bastante ligada aos antepassados, tando que volta e meia reúne um monte de parentes em uma tal de reunião da família. Estou tão acostumada com isso que nem vejo mais tanta graça.
    O livro parece muito reflexivo para o tipo de livro que gosto, rs
    Não sei se gostaria de lê-lo não...

    ResponderExcluir
  5. Ola, belo blog você tem. Parabéns, a sua maneira de escrever é muito interessante. Eu amo ler e escrever e no momento estou escrevendo um blog-book (escrevendo e publicando simultaneamente). Te convido a dar uma passadinha por lá, está bem no início, o quarto capítulo sai amanha 15/06/11. O nome do blog-book é “Illegitimate” e você pode seguir esse meu fantasioso romance pelo POET (Pages Of Erased Text) http://pagesoferasedtext.blogspot.com/
    Novamente, parabéns pelo blog. É ótimo.

    ResponderExcluir
  6. Humm, será? será que iria gostar? Não me chamou a atenção tanto assim, mesmo com a sinopse ma-ra!
    ------
    Divina Escrita
    http://www.divinaescrita.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Já li ótimas resenhas sobre esse livro. A história parece ser muito interessante.. não sei, pode ser que dê certo na minha lista ;)
    Ótima resenha!

    bjs
    www.booksemporium.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Todas as resenhas que li deste livro até agora são positivas, por isso vou procurar ler, sendo que já está adicionado na minha listinha...Adorei a resenha muito explicativa e detalhada.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  9. Este livro parece ser muito lindo, a começar pela capa. Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por