Divulgação: Destino de Ally Condie

27 julho 2011
Postado por Livy


E se a sociedade escolhesse com quem você vai passar o resto da vida?
Primeiro volume de uma trilogia, Destino, da autora americana Ally Condie, em poucas semanas figurou na lista do New York Times. Na distopia criada pela autora, o futuro parece muito tranquilo. Os indivíduos têm acesso à educação, emprego e todo o bem-estar que um governo pode proporcionar - as ruas são extremamente limpas e organizadas e os meios de transporte são moderníssimos. Mas é esse mesmo governo, a quem todos chamam agora de Sociedade, é que decide onde se deve morar, o que comer, onde trabalhar, como se divertir, com quem se casar e quando se deve morrer.

"Quando penso sobre de onde veio a idéia para este livro, tenho que dar todos os méritos ao meu marido", revela a autora. "Nós estávamos tendo uma conversa sobre casamento, e ele perguntou: e se o governo pudesse decidir com quem as pessoas deveriam casar, e se este sistema fosse realmente excelente? E então nós começamos a falar sobre a idéia das pessoas serem divididas por pares."

Em Destino, a protagonista Cassia tem absoluta confiança nas escolhas que a Sociedade lhe reserva. Ter o futuro definido pelo sistema é um preço aparentemente pequeno a se pagar por uma vida tranquila e saudável e pela escolha do companheiro perfeito para formar uma família. Como a maioria das meninas, aos 17 anos, ela já está pronta para conhecer seu Par. Após o anúncio oficial, a menina sente-se mais segura do que nunca. Romântica, sonhava há anos com o momento do Banquete do Par, a cerimônia em que a Sociedade aponta aos jovens com quem irão casar. Quando surge numa tela o rosto de seu amigo mais querido, Xander - bonito, inteligente, atencioso, íntimo dela há tantos anos -, tudo parece bom demais para ser verdade.

Na cerimônia, Cassia recebe um microcartão onde estão armazenadas todas as informações que precisa saber sobre seu futuro marido. Mas ao inseri-lo no terminal de sua casa, tem uma grande surpresa: a tela se apaga, volta a se acender por um instante, revelando um outro rosto, e se apaga de novo. É Ky Markham, um antigo vizinho, quem ela vê. Neste instante, o mundo de certezas absolutas que conhecia parece se desfazer debaixo de seus pés. Agora, Cassia vê a Sociedade com novos olhos e é tomada por um inédito desejo de escolher. Escolher entre Xander e o sensível Ky, entre a segurança e o risco, entre a perfeição e a paixão.

A partir deste momento, Ally Condie cria um clima de angústia e expectativa em função da culpa que a adolescente sente por estar se desviando do que a Sociedade espera. Ao contrário de outras obras de ficção científica, o livro não é centrado em cenas de ação. "O universo de Destino foi inspirado em uma série de pequenas experiências ao longo de minha vida. Coisas aparentemente simples, mas que me marcaram de forma profunda, como aquela conversa com meu marido sobre o futuro e o meu baile de formatura. E outras coisas ainda mais genéricas, como a sensação de se apaixonar ou ter o primeiro filho. Acho que o meu livro é diferente das obras do mesmo gênero exatamente por estar centrado em questões mais introspectivas."

Lançado em novembro de 2010, os direitos do livro já foram vendidos para mais de trinta países e a adaptação para o cinema será feita pela Disney em associação com a Offspring Entertainment, após uma acirrada disputa com a Paramount Pictures.

Redes Sociais? Onde encontrar?

Twitter: @livrodestino
Facebook: A Sociedade Destino
Facebook²: Grupo
Facebook³: Sua Expectativa (Relacionamento com osLeitores)
Orkut: A Sociedade
Blog do Livro Destino: Blog




Comentários via Facebook

6 Comentários:

  1. Gostei de saber qual era o lance das pílulas... Apesar de adorar romances distópicos, Destino ainda não me cativou... Talvez quando sair o segundo, eu me interesse, vamos ver ^_ ^

    ResponderExcluir
  2. Não consegui aindda ler o livro, infelizmente. Bjs, rose.

    ResponderExcluir
  3. Esse livro me deixou tri curiosa ..pq tipo livros futuristicos ja li aos montes, mas esse é diferente é uma sociedade impondo tudo...até o companheiro do resto da vida.
    Nossa nao consigo nem imaginar como agir numa situação dessas. Quero muito ler mas nao tenho ideia d quando.

    ResponderExcluir
  4. Estou lendo esse livro no momento e ainda não teve muita coisa não. Espero que seja legal :)
    beijos!

    www.desejoliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. São tantos os maus comentários sobre Matched que eu desanimei total de comprar...pra que comprar algo que todos dizem ser ruim? Só pra fazer coro e perder dinheiro? Poderia ser tão bom quando outros distópicos como Jogos VOrazes e Feios,lamentável que não seja

    ResponderExcluir
  6. Resposta aos comentaritas que estão em dúvida se compram ou não "Matched"...

    Só tenho a disser que se vocês querem ver e saber tudo através de pespectiva e comentários (não construtivos) de outros, fiquem a vontade é uma opção... mais se vocês quiserem mais do que apenas especulações e comentários... leiam e vejam por si próprios o acontece em "Matched"... e tirem suas próprias conclusões!

    Espero que tenha ajudado de alguma forma!

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por