Resenha: O Pão da Amizade de Darien Gee

26 julho 2011
Postado por Livy






O Pão da Amizade
Jenna Black

ISBN: 8563066625
ISBN-13: 9788563066626
Ano de Lançamento:
2011
Número de páginas:
392
Pontuação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
Sinopse: Certa tarde, Julia Evarts e Gracie, sua filha de cinco anos, chegam em casa e encontram um presente na varanda da frente - um pão da amizade com o bilhete 'espero que você goste'. Junto, há um pacote de farinha, instruções de como fazer o pão e um pedido para que ele seja compartilhado com outras pessoas. Ainda abalada pela tragédia que a distanciou da irmã, antes sua melhor amiga, Julia continua perdida quanto aos rumos de sua vida. Ela jogaria fora o presente anônimo, mas, para alegrar Gracie, concorda em assar o pão. Quando Julia conhece duas recém-chegadas à pequena cidade de Avalon, Illinois, ela desencadeia uma ligação ao oferecer a elas uma parte da massa. A viúva Madeline Davis está trabalhando para manter aberto o seu salão de chá, enquanto a famosa violoncelista Hannah Wang de Brisay está numa encruzilhada, com o fim da carreira e o do casamento. Na cozinha do salão de chá de Madeline, as três mulheres firmam uma amizade que mudará suas vidas para sempre.


Encantador. Não havia forma de começar esta resenha, sem antes deixar um adjetivo que classificasse o livro. Aliás, classificá-lo como encantador não basta.

O Pão da Amizade tem uma narrativa envolvente e arrebatadora. Não há como não mergulhar nos personagens e suas vidas. Não se trata de uma história onde os personagens são perfeitos e nada aprendem, pelo contrário. Eles são muito reais, com seus defeitos, pecados, erros e acertos. Mas o que mais impressiona é esta humanidade, este calor humano, estes erros e sentimentos que são descritos com tanta precisão e maestria. Todos tem seus medos e anseios, mas crescem, amadurecem e mudam suas visões conforme a trama se desenrola. Todos encaram as adversidades que os tranformam em pessoas melhores e mais conscientes.

Um fator interessante é que a autora, Darien Gee, soube conduzir muito bem todos os personagens e não há uma única ponta solta que nos faça questionar certas atitudes ou acontecimentos. Outro ponto interessantíssimo é que ela soube muito bem como amarrar início, meio e fim, com uma história onde todos têm profundidade, personalidade e coesão. Nada é por acaso, tudo tem um motivo. Cada diálogo, situação e vivência tem seu lugar no enrredo. Outro fator muito bem colocado no livro são as pequenas histórias (pequenas visões que temos de como o Pão da Amizade está se espalhando pela cidade e sua influência) de membros da comunidade, que vemos entre um capítulo e outro. Mas que não são por acaso, pois de uma forma ou de outra, estas pessoas terão um papel direto ou indireto no decorrer da história.
O livro não nos mostra apenas a história de Julia, Gracie e Mark Evarts. Ou de Hannah Wang e Madeline (a dona da famosa casa de chás, que se torna o ponto oficial de amizade entre Julia, Hannah e ela, além de lugar especial onde o Pão da Amizade faz toda a diferença). Se trata da história da comunidade que compõe Avalon, a cidade onde vivem. Da união inusitada entre pessoas que nem ao menos conversavam ou realmente se conheciam.

Como um pão pode transformar a vida dessas pessoas? Como um pequeno gesto pode mudar suas histórias? Como um simples alimento pode contruir uma amizade? Reconstruir um lar? Isso tudo acontece, graças ao Pão da Amizade. Muitas pessoas o veem como uma praga, afinal imagine a situação: você recebe um saco Ziplog com a massa fermentada. Você deve cuidar desta massa, apertando, acrescentando ingredientes, etc. durante dez dias e depois dividir esta massa em três, assando uma parte e colocando as duas restantes em novos sacos Ziplog e os doando a amigos. Imagine a situação que se alastra pela cidade? Em pouco tempo haverá milhares de pães espalhados. Mas imagine que você pode modificar a receita, acrescentar coisas das quais você gosta, dar de presente, discutir gostos e criar laços de amizade. Alguns o encarariam como um milagre, uma terapia. Seja como for, uma praga ou um milagre, o Pão da Amizade transforma a vida de todos os habitantes da cidade, começando como algo pequeno e ingênuo e se tornando algo grandioso, de proporções surpreendentes.

Darien Gee escreve com precisão e de forma tão gostosa, que é como estarmos saboreando o próprio Pão da Amizade. Sua forma de escrever nos transmite ternura e seu livro é um retrato de como o amor e as amizades podem operar mudanças maravilhosas em nossas vidas. Elementos básicos foram usados, mas foram justamente estes pontos que tornaram o livro tão atrativo e encantador. A culinária está presente em todo o livro, e é uma delicia saborear cada estrofe. Os sentimentos são o motor para os acontecimentos, e temas como amor, casamento, filhos, perdas, traição, raiva, dores, sofrimentos, comida, familia, superação, amor próprio e amizade, são os que compõe o livro. O que vemos é que a esperança é o que move todos os personagens e toda uma comunidade, e que a união e a solidariedade podem transformar tudo. Algo que poderia ser um trantorno pode se tornar algo muito bom, e de onde menos esperamos é de onde vem todas as nossas respostas. Cada descoberta, cada sentimento, cada dor é narrada de forma que nos mostra como a vida é preciosa.
Resumindo: Darien Gee sabe medir, assim como uma ótima cozinheira, cada sentimento, cada acontecimento e cada personagem, misturando tudo em uma narrativa sensacional. O resultado é um livro que tem uma história contada na medida certa, uma leitura da qual você não irá querer largar até o final. O Pão da Amizade tem uma história inesquecível, tão deliciosa quanto o próprio nome. A sensação que tive ao ler o livro é indescrítivel e ao terminá-lo tive a impressão de estar deixando para trás uma grande amizade, da qual sempre sentirei saudades. A história é intensa e calorosa, tão saborosa e verdadeira que nos faz querer mais.
"AMO O QUE FAÇO E DESEJO QUE TODOS POSSAM REALIZAR O QUE FAZ SEUS CORAÇÕES CANTATEM." - Darien Gee

Obs.: Esta resenha faz parte do Concurso Cultural O Pão da Amizade realizado pela Editora Lua de Papel em parceria com a Livraria Cultura. Minha resenha ficou em 21° lugar! Confira a lista dos ganhadores!

NOTA EXTRA:  
CAPA = 10
NARRATIVA = 10
ORIGINALIDADE = 9
PERSONAGENS = 9
HISTÓRIA = 9
NOTA GERAL = 9,4



Comentários via Facebook

6 Comentários:

  1. Parabéns pela resenha, adorei!
    Estou muito curiosa pra ler esse livro, parece ser encantador mesmo ^^
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Livy,
    Achei a sua resenha excelente, todas as metáforas que você usou sobre a culinária couberam maravilhosamente bem.
    Suas palavras foram doces, impregnadas de ternura e acabaram me deixando encantada, de verdade.
    Só não entendo como você tenha ficado em 21º lugar, e olha que eu saí para ler outras resenhas à sua frente na classificação...
    Parabéns pelas delicadíssimas palavras, de qualquer forma.

    Beijinhos,
    Ana - Na Parede do Quarto

    ResponderExcluir
  3. muito curiosa, todos tem falado muito bem desse livro! Gostei da sua resenha, muito bem detalhada, explica bem mas não conta o que acontece no livro. Adorei!
    bjim

    ResponderExcluir
  4. Livy, menina tbm tive a chance de ler em primeira mão esse livro que achei fantastico e como vc disse encantador.
    Fiz minha resenha, mas ja estava luca de faceira por ter ganhado o livro kkkk afinal d contas n tenho blog e nunca havia resenhado um livro se quer.
    Li toda tua resenha e ficou muiiiiiiiiiiiiiiiiiiito boa, só n entendi tua colocação, assim como tbm nao entendi pessoas que colocaram spoillers nas resenhas e ficaram entre os 10 primeiros. Falo disso n por mim, mas achei muito triste o resultado, por ter lido resenhas otimas como a sua e q n ficaram tao bem colocadas.

    ResponderExcluir
  5. Parece ser bem tocante, daqueles livros que emocionam, boa resenha, você tem uma mão para elas....(trocadilho já que estamos falando sobre cookie)

    ResponderExcluir
  6. Nossa, eu vi a capa e amei, nunca li a sinopse. E nem agora eu li, só li sua resenha. E adorei.
    Como disse, eu só tinha visto a capa, e já por ela queria ler. Agora quero ler também por causa de sua resenha haha.

    Beijos;*
    Amanda Faustino - Book and Cupcake
    www.bookandcupcake.blogspot.com

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por