A Vida Em Tons de Cinza de Ruta Sepetys

09 julho 2011
Postado por Livy


A Editora Arqueiro anunciou em seu site o lançamento de A vida em tons de cinza de Ruta Sepetys. O livro tem previsão para ser lançado em 15 de Agosto.

A vida em tons de cinza conta, a partir da visão de poucos personagens, a dura realidade enfrentada por milhões de pessoas durante o domínio de Stalin. Ruta Sepetys revela a história de um povo que foi anulado e que, por 50 anos, teve que se manter em silêncio, sob a ameaça de terríveis represálias.  

1941. A União Soviética anexa os países bálticos. Desde então, a história de horror vivida por aqueles povos raras vezes foi contada. Aos 15 anos, Lina Vilkas vê seu sonho de estudar artes e sua liberdade serem brutalmente ceifados. Filha de um professor universitário lituano, ela é deportada com a mãe e o irmão para um campo de trabalho forçado na Sibéria. Lá, passam fome, enfrentam doenças, são humilhados e violentados. Mas a família de Lina se mostra mais forte do que tudo isso. Sua mãe, que sabe falar russo, se revela uma grande líder, sempre demonstrando uma infinita compaixão por todos e conseguindo fazer com que as pessoas trabalhem em equipe. No entanto, aquele ainda não seria seu destino final. Mais tarde, Lina e sua família, assim como muitas outras pessoas com quem estabeleceram laços estreitos, são mandadas, literalmente, para o fim do mundo: um lugar perdido no Círculo Polar Ártico, onde o frio é implacável, a noite dura 180 dias e o amor e a esperança talvez não sejam suficientes para mantê-los vivos. 

Comentários via Facebook

8 Comentários:

  1. Oi Livy, Parece que este livro é muito bom, pelo menos vai bem no meu estilo. Vamos aguardá-lo.
    Bju

    ResponderExcluir
  2. Tô doida com esse livro há um tempão! Amo essa capa *-*

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito de historias assim... Sao realamente muito bonitas e uma liçao de vida.
    Todo esse assunto no periodo de guerra, e muito marcante e sempre bom saber mais sobre a historia de pessoas que infelizmente passaram por todo aquele sofrimento.
    A capa nao em chama muito a atençao mas a historia e mt interessante.
    bjim

    ResponderExcluir
  4. é verdade... so agora percebi que aos lados do livro e como se tivesse um arame farpado... interessante.
    bjim

    ResponderExcluir
  5. Me lembra " inverno na manhã" " menina que roubava livros" " diário de anne frank" é bem daqueles que eu gosto de ler de vez em quando!

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    Um livro que vale a pena ler! Embora passe mal com histórias de guerra, sou apaixonadíssima por História e não vejo a hora de ler!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Gosto muito desse tipo de livros, mas eles me deixam mal por um bom tempo. É incrivel como esse povo conseguiu sobreviver com tudo isso.
    Gostaria muiito q o periodo de Stalin, assim como o do Nazismo nunca tivessem acontecido.
    Pretendo ler.

    ResponderExcluir
  8. Agora me lembrei um livro que tem uma historia um pouco paracida com essa. O nome e A patrida. SE nao me enaga, num lembro o nome da escritora mas vou procurar. Ambos os livro tatam sobre guerra e pos guerra e parecem ser excelentes.

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por