Resenha: Antes que eu vá, de Lauren Oliver

12 agosto 2011
Postado por Livy





Antes Que Eu Vá
 Lauren Oliver
Tradução: Rita Sussekind
ISBN: 978-85-8057-059-5 
Preço:
39,90 
Lançamento:
2011-07-19
Páginas:
368
Editora: Intrínseca
Pontuação: ♥ ♥ ♥ ♥ ♥
Samantha Kingston tem tudo: o namorado mais cobiçado do universo, três amigas fantásticas e todos os privilégios no Thomas Jefferson, o colégio que frequenta - desde a melhor mesa do refeitório à vaga mais bem-posicionada do estacionamento. Aquela sexta-feira, 12 de fevereiro, deveria ser apenas mais um dia de sua vida mágica e perfeita. Em vez disso, acaba sendo o último. Mas ela ganha uma segunda chance. Sete "segundas chances", na verdade. E, ao reviver aquele dia vezes seguidas, ela desvenda o mistério que envolve sua morte - e, finalmente, descobre o verdadeiro valor de tudo o que está prestes a perder. Em Antes que eu vá, Lauren Oliver expõe as complexas relações que se formam dentro de uma escola, fugindo dos estereótipos habituais. Suas personagens, que inicialmente transparecem simplesmente egoísmo e superficialidade, são densas, guardam segredos e mágoas. Ao tentar mudar os acontecimentos do dia ao qual está presa, sua heroína se humaniza e, pela primeira vez, reflete sobre sua relação com as amigas, com a família, e sobre como seria o "último dia" que gostaria de viver.


É muito difícil eu começar esta resenha sem antes dar um adjetivo para o livro: lindo! Eu realmente já esperava que o livro fosse tudo aquilo que ouvi falar, e esperava que o livro me tocasse e fosse tão belo quanto minhas expectativas permitiam. Mas eu fiquei surpresa, de uma forma muito boa, com o fato de o livro conseguir superar todas as minhas expectativas e esperanças. O livro também rendeu quotes lindos e dos quais nem saberia escolher para colocar na resenha. Então as frases que vocês verão durante meus pensamentos sobre o livro, não são nem metade das belas frases tiradas durante a leitura. Assim como nem de longe mostram a beleza do enredo e da narrativa de Oliver em sua totalidade. A verdade sobre Antes Que Eu Vá é que eu realmente pensei em muitas coisas pra falar para vocês, e tenho a certeza de que não vou conseguir trazer para a resenha nem metade de tudo o que senti, pensei, e gostaria de dizer.



Samantha Kingston é uma garota popular, tem tudo o que quer, e não precisa se preocupar, afinal tem uma vida perfeita. Ela acorda em  12 de Fevereiro, achando que aquele é apenas mais um dia, dentre tantos outros dias que se seguirão, e tudo o que a preocupa é: não chegar atrasada no Dia do Cupido; quantas rosas irá ganhar; em não ser vista com os esquisitos da escola; em como está vestida; em como a noite terminará com ela e seu namorado, Rob, tendo finalmente "aquele" momento, etc. E como ela poderia imaginar que seu dia seria exatamente tudo aquilo que ela esperava, mas que terminaria de uma forma que ela jamais iria esquecer? Afinal, como ela poderia saber que aquele era seu  último dia?  
Talvez você possa se dar ao luxo de esperar. Talvez para você haja um amanhã. Um, dois, três ou dez milhões de amanhãs… Tanto tempo, que você possa nadar nele, deixar rolar e enrolar-se nele, deixá-lo cair como moedas por entre os dedos. Tanto tempo, que você possa desperdiçá-lo. Mas, para alguns de nós, há apenas o hoje. E a verdade, afinal, é que você nunca sabe quando chegará sua vez.  
Oliver retrata em seu livro temas realmente significativos, e dentre eles o bullying. E é este tema que vai se desnudando aos olhos de Sam, que, ao longo de suas tentativas, vai se questionando se tudo o que falam de certas pessoas é certo. Se o ódio que certas pessoas mostram por outras tem fundamento. Será que por uma pessoa ser menos bonita, ter problemas familiares ou não serem sociáveis, serem gordinhas, baixinhas, ou qualquer outro adjetivo... elas seriam menos merecedoras de terem uma vida feliz? Será que essas pessoas são tão diferentes de mim, e eu delas? Eu sou perfeita? Eu sou bonita? Eu realmente posso falar de um defeito que eu mesma posso ter?  Sam se pergunta diversas vezes se ela poderia realmente mudar tudo o que aconteceu, se ela poderia mudar, não somente o dia 12 de Fevereiro, mas tudo o que causou durante anos. Se todo o bullying, todo o amor mal direcionado, todas as suas expectativas, poderiam ser mudadas. É isso que Sam vai percebendo e aprendendo: que as diferenças estão nos nossos olhos e concepções, e que nunca é tarde demais para mudar e fazer a coisa certa. 
 
Sam não é o tipo de garota perfeita, mesmo que pense que é! E claro, ela não é tão ruim quanto parece. Nem ela, nem Lindsay, Ally e Elody são tão ruins quanto parecem. E vejam: Nenhuma delas são tão perfeitas quanto querem mostrar. Todas têm seus defeitos, e é isso que as une, apesar de tudo. Afinal, todas tem seus segredos, seus momentos divertidos, seus arrependimentos, suas lembranças. É isso que torna as pessoas únicas, não?

É muito bonito ver como Sam amadurece em suas segundas chances, e em como ela se livra de todos seus preconceitos, tudo o que achava que era bom e certo, de tudo o que a fazia se sentir mal, sem nem ao menos ter consciência. Afinal, tudo aquilo que ela praticava (bullyng, preconceito, etc) era um reflexo de sua convivência, de sua comodidade, e de tudo aquilo que ela nunca procurou realmente parar para ver. Boa parte de tudo o que ela fazia, o modo como ela agia e o que pensava, nada disso mostrava realmente quem ela era. E isto é uma das coisas que o desenvolvimento e descobertas de Sam nos mostram: o conhecimento de si mesma, pura e verdadeiramente. De toda a beleza que ela nunca parou para realmente olhar. De todas aquelas pessoas que ela sempre desprezou, por pura conveniência (e sem motivo algum), e que poderiam até mesmo ser seus amigos. De todas as possibilidades que ela perdeu, e irá perder. De todas as coisas que ela poderia mudar, mas nunca terá a chance. Mas principalmente, de tudo aquilo que está a seu alcance para mudar, para fazer o que é certo... pelo menos em seu último dia!

Este livro realmente nos faz refletir sobre como vivemos, o que dizemos e o que fazemos. E nos faz pensar: se este fosse nosso último dia, nossa última chance... o que faríamos? Nos faz parar para refletir em como perdemos tantas oportunidades, tantas coisas boas e belas, pequenos detalhes que poderiam fazer toda a diferença em nossas vidas. Pequenos gestos que poderiam transformar completamente tudo e todos. 

Infelizmente, eu não posso falar muito dos personagens do livro, sem soltar spoilers. Afinal todos eles, sem exceção, têm sua importância na trama, e nas descobertas de Sam. O importante para vocês saberem, é que os personagens são muito reais, com toda a sua história, personalidade e sentimentos. Posso dizer que não tenho personagens favoritos, afinal, de uma forma ou de outra, todos tem seu carisma, mesmo com seus defeitos e erros. Todos são muito interessantes.

Outro ponto muito importante, e que define bem o livro, é a menção (mesmo indireta), da tão famosa e conhecida (e já muito discutida): a Teoria do Caos, mais especificamente o Efeito Borboleta, que em suma diz que o bater das asas de uma borboleta num extremo do globo terrestre, pode provocar uma tormenta no outro extremo no intervalo de tempo de semanas.  Onde podemos perceber que todas as nossas ações têm consequências, causa e efeito, ação e reação. Ou seja, tudo aquilo que fazemos volta para nós de uma forma ou de outra, e afeta a todos que convivem conosco, de forma direta ou indireta. Ou até mesmo afetando a pessoas das quais você jamais tomará consciência.

Lauren Oliver narra sua história com maestria e de forma tão bela, que é impossível não se envolver com todos os sentimentos e com a redenção de Sam. O livro tem toda esta beleza e nos mostra muito sobre: esperança, arrependimentos, segundas chances, busca e descoberta da própria identidade, possibilidades, perdão, etc. E eu tenho que confessar que este é um livro que todos deveriam ter a oportunidade de ler. Oliver nos traz uma lição de vida, tão bela e singela, e da qual  eu jamais irei me esquecer. Eu realmente terminei o livro chorando muito, por toda a beleza que tive a oportunidade de conhecer. 

E para completar vou deixar vocês com um clip da música que Sam, Lindsay, Ally e Elody adoram ouvir!

Comentários via Facebook

24 Comentários:

  1. E amo a capa desse livro, e você deu tudo 10 pra ele, deve ser bom mesmo, vo deixar na minha listinha pra comprar, o tema do livro é bem interessante, faz pensar em si próprio, e imaginar como seria seu ultimo dia se tivesse como escolher.

    ResponderExcluir
  2. Nossa! Que resenhei maravilhosa, a melhor de todas desse livro haha.
    Eu já queria ler, agora então...
    E essa capa é linda, meu Deus!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Livy essas ultimas resenhas foram só de livros nota 10 né ...tu anda muiiiito com sorte na escolha deles.

    Mas essa resenha em especial me deixou fascinada pelo livro...eu ja tinha decidiso q ia ler, mas eu n gostei da capa entao estava arrastantooooo o maximo para comprar...mas depois das tuas palavras...n tem como né...
    sabe q com relação a historia eu estou com as mesmas expectativas q tu tinha ..entao acho q vai ser uma otima leitura.

    ResponderExcluir
  4. Depois desta resenha só resta procurar a obra literária para ler...
    Grata sempre, pelo trabalho que faz e partilha com todos.

    ResponderExcluir
  5. UAL!
    Todos os blogueiros estão falando super bem desse livro! Ele deve ser realmente muito legal! Quero lê-lo assim que possível... E que frase essa última hein? "E se? E se tudo o que você tivese[...]" linda! linda! e linda!
    Parabéns pela resenha.
    Beijinho, Gabi

    ResponderExcluir
  6. Uau!
    Parabens!
    Mas agora vai ter que me dar o livro! kkkkk Fiquei com mais vontade ainda de ler
    ja estava louca para ler, pq amei a sinopse e a capa desde a primeira vez que vi.
    A historia e mt interessante e bem diferente...
    As frase que vc botou sao as melhores, pq sao mt lindas. Li um trecho do livro, no evento que teve aqui em Curitiba desse livro.
    Perfeito!
    Quero mt ele, mas o preço nao ajuda... :(
    bjim

    ResponderExcluir
  7. Adoro quando o livro supera nossas expectavisas, mesmo que elas estejam altas!
    Fiquei ainda mais curiosa pra ler o livro, ele parece ser apaixonante!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Que vontade de ler esse livro... mais ainda pela sua resenha! rs
    O estória parece ser mesmo muito linda... acho que é daquelas que você meio que fica triste quando acaba né? rs

    Beijão

    ResponderExcluir
  9. Mesmo antes desse livro ser lançado aqui no Brasil já estava louca com ele. Depois da sua resenha então, fiquei com mais vontade ainda :)

    ResponderExcluir
  10. Eu querooo!
    Sua resenha me deixou com mais vontade ainda de ler (se é que isso é possível). Mas vou ter que aprender a esperar, porque a minha fila de leitura já está muito saturada xD

    Adorei o post <3

    Abraços,
    http://leitorasanonimas.com

    ResponderExcluir
  11. Estou encantada por este livro desde o dia em que vi esta linda capa. Também tenho ostado das resenhas que tenho lido, aora só falta eu mesma ler. Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  12. Oie...parabéns pelo post showwwwwwwwwwwww!!! Resenha ótima amei!!! Este livro parece ser lindo, parece falar de julgar as pessoas pelas aparências..em descobrir o verdadeiro sentido de viver. Amei tua resenha, parabéns!

    ResponderExcluir
  13. Adorei sua resenha, parece ser um livro incrivel, meio triste, acho que vou chorar rios. Não tinha ligado muito pra esse livro, pois a capa não me conquistou, mas sua resenha me deixou animada.Parabéns pelo site.

    ResponderExcluir
  14. Parece ser muito profundo, adoro livros assim que nos fazem pensar, refletir... Fiquei doido pra ler ele agora, apesar de parecer escrito para meninas, o tema envolve a todos nós.

    ResponderExcluir
  15. Estava com uma vontade louca pra ler esse livro e agora com a sua resenha mais ainda!!!
    Não tinha gostado muito da capa mais como boa leitora aprendi a sempre dizer: NÃO JUGUE UM LIVRO PELA CAPA!!
    bjs Naty.

    ResponderExcluir
  16. Estou co muit vontade de ler esse livro, alem da capa que é linda a historia parece muito boa afinal o mesmo dia 7 vezes é algo bem diferente!

    ResponderExcluir
  17. Nossa adorei de mais o livro
    só sua resenha me fez ficar louca
    vivo e respiro a expectativa de le-lo...

    ResponderExcluir
  18. Hello it is my first post on this website and to start with I would like to thank for the great quality information, which I were able to find in this and all previous posts ,it really helped me a lot.

    ResponderExcluir
  19. adorei o livro parabéns

    ResponderExcluir
  20. Esse livro é simplesmente MARAVILHOSO! Chorei, ri e amei! Li já faz um tempo, mas até agora não paro de lembrar nele.
    Recomendo!

    ResponderExcluir
  21. Esse é um dos melhores livros que eu já li,recomendo pra todos,simplesmente inesquecível a história!
    Super vale a pena

    ResponderExcluir
  22. Quando eu li esse livro eu me emocionei, fiquei feliz por saber que não sou a única que leu esse livro e gostou.

    ResponderExcluir
  23. Esse é aquele tipo de livro q faz vc rever seus próprios conceitos, me emocionei muito com ele, Parabéns pela resenha e muito obrigada por ter feito eu me interessar por esse livro maravilhoso! Acabei de ler tem meia hr e ainda estou arrepiada

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por