Resenha: Bela Maldade, de Rebecca James

30 outubro 2011
Postado por Livy



Bela Maldade
Rebecca James
Tradução: Maria Luiza Borges
ISBN:
978-85-8057-081-6 
Preço:
24,90 
Lançamento:
2011-09-19
Páginas:
304
Editora: Intrínseca
Pontuação: ♥ ♥ ♥  
Após uma horrível tragédia que deixou sua família, antes perfeita, devastada, Katherine Patterson se muda para uma nova cidade e inicia uma nova vida em um tranquilo anonimato. Mas seu plano de viver solitária e discretamente se torna difícil quando ela conhece a linda e sociável Alice Parrie. Incapaz de resistir à atenção que Alice lhe dedica, Katherine fica encantada com aquele entusiasmo contagiante, e logo as duas começam uma intensa amizade. No entanto, conviver com Alice é complicado. Quando Katherine passa a conhecê-la melhor, percebe que, embora possa ser encantadora, a amiga também tem um lado sombrio. E, por vezes, cruel. Ao se perguntar se Alice é realmente o tipo de pessoa que deseja ter por perto, Katherine descobre mais uma coisa sobre a amiga: Alice não gosta de ser rejeitada...

Assim que vi a sinopse deste livro, fiquei bem interessada. Mas não sabia realmente o que esperar do livro, se ele iria ser algo mais psicológico ou algo mais voltado para um suspense. Iniciei, então, a leitura de Bela Maldade, sem esperar muito, totalmente curiosa para saber o que foi abordado por Rebecca James, em sua trama.

O livro é divido é dividido em três tempos: o passado de Katherine, com a morte de sua irmã Rachel; o passado recente (este é o tempo onde a narrativa de Rebecca se concentra, em sua maior parte), onde sabemos o que aconteceu com Katherine e Alice, e sua amizade "maldosa"; e o presente, que se passa alguns anos depois do desfecho do passado recente, e nos apresenta o desfecho da trama de forma geral.
Falando assim, vai parecer meio confuso para vocês, e talvez seja um pouco mesmo. Para quem é meio distraído, a dica é prestar bem atenção a estas mudanças de tempo, pois os capítulos não são intitulados de forma que os identifiquem, e eles acontecem no transcorrer da história, sem prévio aviso, complementando acontecimentos. Para mim, o que tornou o livro mais interessante, foi o mistério envolvendo a morte de Rachel.  A autora, soube dosar bem este suspense, e o fato de ter entremeado os tempos de Katherine, e dos acontecimentos, contribuiu para este detalhe. Aliás, a morte da garota é o ponto central da história, o que move tudo, até mesmo os personagens, e traz consequências inimagináveis. E assim que você ler este livro entenderá o que digo.

A autora soube escrever uma história, onde os personagens realmente têm personalidade, sentimentos e feridas que os tornam muito, muito reais. O modo como ela mexe com nosso psicológico e nossos sentimentos e dos personagens, é simplesmente incrível.

Fiquei realmente surpresa com o desfecho, de forma geral, e o motivo para que Alice fosse tão louca. Eu realmente não imaginava que tudo aconteceria como aconteceu.  Apesar de eu ter gostado do livro, claro que fiquei extremamente triste com o final, e isto era inevitável e óbvio, mas mesmo assim, fiquei torcendo para que fosse diferente. Eu esperava umas coisas mais insanas de Alice, mas no fim tudo o que ela fez já é bem assustador. Acreditem, e real demais.
Mas só consigo olhar para os olhos de Alice. Eles são frios, avaliadores, e as pupilas, tão dilatadas, que tudo o que posso ver é escuridão. Dura e inflexível. Profunda. Implacável. Ali, só há trevas. ~ Página 114
O livro é bem fortinho, apesar de que talvez, para você não pareça, mas ele tem um forte apelo psicológico o que traz um clima mais denso, e consequentemente, pode não agradar a todos. Este é o tipo de livro que te deixa meio pra baixo, mas que pode trazer uma mensagem bem legal. Um outro ponto forte do livro é sua diagramação e capa que ficaram excelentes, vale a pena conferir.

Se você é do tipo que adora um suspense psicológico, vai gostar do livro. ;)

Comentários via Facebook

4 Comentários:

  1. Bom, acho que vou gostar do livro então!
    Gosto de livros psicológicos assim e saber que esse, além de mexer com o psicológico, desperta emoções, só aumenta minha curiosidade em lê-lo!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Hum,

    A resenha só aumentou a minha vontade de ler Bela maldade, sem contar q apesar de simples, eu acho essa capa tão linda.

    Bjok

    ResponderExcluir
  3. A capa desse livro é tão simples mais tão linda!
    Quero muito ler ele, a história acho que me agradaria - mesmo eu sendo meio distraída - hahah

    ResponderExcluir
  4. Suspense psicológico é com a Lionel Shriver. Amo de paixão!

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por