Resenha: O Domínio - O Início do Fim de Steve Alten

03 janeiro 2012
Postado por Livy








O Domínio
Steve Alten


Tradução: Micheli Vartuli
Ficção
ISBN:
9788560280698
Lançamento:
01/11/2010
424 páginas
R$
43,90
Editora: Suma de Letras
Pontuação: ♥ ♥ ♥ ♥ (4/5)
Sinopse: O Domínio conta a história do arqueólogo Julius Gabriel, que por 32 estudou a fundo enigma místico presente no calendário maia. Como uma profecia, o calendário prevê uma data precisa para o fim do mundo: 21 de dezembro de 2012. Ele acredita que ainda há tempo para reverter a previsão do Apocalipse mas para isso é preciso, antes de tudo, entender qual é a sua razão de ser. A resposta, segundo Julios, estaria escondida em peças-chave espalhadas pelo mundo, misteriosas e imponentes.A Grande Pirâmide de Gizé, no Egito. O monolito de Stonehenge, na Inglaterra. Os gigantescos desenhos nas encostas de Nazca, no Peru. O templo de Angkor Wat, no Camboja. As pirâmides do Sol, em Teotihuacán, e de Kukulcán, em Chichén Itzá, no México. Perseguido e ridicularizado, Julius morre antes de conseguir seu intuito. Quando a estudante de psicologia Dominique Vazquez se apresenta no asilo psiquiátrico da cidade para fazer o seu estágio de pré-graduação, o novo diretor põe aos seus cuidados um paciente especial: Mick Gabriel. Gabriel é um paranoico esquizofrênico de Q.I. altíssimo. Logo nas primeiras conversas, ele tenta convencer Dominique de sua esdrúxula tese de que o fim do mundo está próximo: seu pai, Julius, um respeitado arqueólogo, teria previsto o Apocalipse a partir do calendário dos maias. Assim como tem ocorrido há mil anos, a sombra de uma serpente surge na extremidade norte da pirâmide de Kukulcán. Ao mesmo tempo, um raro alinhamento galático está em curso e uma transmissão de rádio dos confins do espaço alcança a Terra. Ela aciona o mecanismo interno de um objeto há muito tempo enterrado no Golfo do México. Enquanto a profecia começando a se cumprir, tudo o que Mick quer é que Dominique o ajude a escapar do asilo. E só o que ela não sabe é que isso faz dela a última esperança da humanidade.

Você acredita que o mundo vai acabar em 21 de dezembro de 2012?
Pois bem, esta é a pergunta do ano, senão da década, que está na cabeça de muita gente em todo o planeta, e que já gerou uma quantidade extraordinária de livros, artigos de revistas e filmes nesses últimos anos. O assunto é polêmico, pois atiça a nossa curiosidade e, por que não, os nossos temores, trazendo em sua esteira conotações religiosas, filosóficas e sociopolíticas. Por mais que não queiramos, não dá para ficar indiferente. É um assunto interessante que nos traz uma série de argumentações contra e a favor, as quais podem perfeitamente ser debatidas até o dia 21 de dezembro.

Dentre todos os livros que abordam o tema "O Calendário Maia e o Fim do Mundo em 2012", confesso que fiquei bastante impressionada com O Domínio, de  Steve Alten. Inicialmente, sou sincera em dizer que fiquei com a pulga atrás da orelha, se valeria a pena ler ou não. Primeiro, porque não conhecia o autor; segundo, por causa do tema. Pensei, "mais um sobre o fim dos tempos com a temática 2012". Depois do filme 2012, de Roland Emmerich, cheguei a seguinte conclusão: não veria ou leria nada mais sobre essa temática. Bom, mas que me enganei, e ainda bem.

Nas 421 páginas de O Domínio, primeiro livro da série, Steve Alten mostra que é um escritor competente, versátil e muito, muito criativo. Ele conseguiu mesclar com muita propriedade elementos históricos e arquiológicos com política, ação, suspense e mistério. E, ainda de quebra, acrescentou um toque de dramaticidade e uma pitadinha de romance. É o ponto alto da ficção científica, sem dúvida alguma.

O pano de fundo de O Domínio é, obviamente, a fatídica data do calendário Maia, 21 de dezembro de 2012 (como já mencionei anteriormente). O suspense e o mistério envolvendo o diário  de Julius Gabriel (pai de Michael), e, consequentemente, o caléndário Maia e a destruição do mundo funciona muito bem. Pois o grande diferencial deste livro é que o autor não se prende apenas nisso. Sobre esse "pano de fundo" ele tece uma trama que é um misto de thriller de catástrofe e ficção científica. Iludem-se aqueles que pensam que vão encontrar apenas mais um romance especulativo sobre a profecia inserida do apocalipse Maia.

O livro reúne conhecimento arqueológico, mitológico, religioso, filosófico, científico e humano, contendo uma história dinâmica, empolgante, detalhada e com bom embasamento científico. Seu ponto forte é justamente a aventura e a fantasia mitológica, com um toque acentuado na ficção científica. Esse último, fica ainda mais evidente no segundo livro da série: Ressurreição. Steve Alten é uma enciclopédia, e isso fica mais do que evidente no segundo volume. Porém, o que é mais legal de tudo, ele usa termos técnicos e fatos históricos, mesclando-os com ficção e fantasia. O melhor de tudo é que a gente não sabe onde começa e termina o quê, tamanho é o convencimento que ele nos transmite em sua narrativa.

Em uma boa história, com narrativa caprichosa, não poderia faltar bons personagens. Os protagonistas, Michael Gabriel e Dominique Vazquez, cumprem perfeitamente os seus papéis. Os demais personagens são igualmente interessantes, e cada um está inserido bem apropriadamente no contexto. A medida que a trama vai se desenvolvendo, esses vão aparecendo e tornando a história mais envolvente e interessante. Porém não vou entrar em detalhes, falando da complexidade da história e dos personagens do livro, para não revelar aspectos relevantes e importantes da narrativa. Porque alguns acontecimentos narrados nesse livro terão desdobramentos importantes no segundo volume da série.

O livro foi publicado em 2001, porém Alten conseguiu ambientá-lo com perfeição para a época atual. Lendo-o, tem-se a impressão de que foi publicada nesse ano passado, tamanha é a interação dos aspectos tecnológicos atuais. E a descrição de alguns eventos naturais, bem como a parte mitológica e histórica dos primórdios do povo mesoamericano, estão perfeitos.

De tudo que gostei no livro, Steve Alten me fez relembrar alguns bons filmes que já assisti: O Segredo do Abismo (The Abyssis, 1989,de James Cameron); 2012 (de Roland Emmerich, 2009), algumas partes, obviamente; alguns detalhes de O Exterminador do Futuro (de James Cameron).

Em suma, este é um daqueles livros que merece ser lido e, principalmente, continuado. Como obra de ficção, é fantástico. Amantes de romance arqueológico, aventura, suspense e Sci-fi terão muito prazer em ler esse livro e as suas continuações. Steve Alten faz reviver um gênero literário que está muito ausente nas prateleiras das livrarias: a boa e velha ficção científica.

Steven Alten prova que um tema tão polêmico pode ser contado de forma bastante criativa, revelando nuances que vão muito além de uma profecia milenar. Permite-nos refletir sobre nossa condição humana e sobre o nosso lugar nesse cantinho do Universo. O que fomos e o que fizemos ontem é o que somos e fazemos hoje, e será o que seremos e faremos amanhã. O caminho do Bem e do Mal existe igualmente para todos. Se escolhemos um ou outro, é uma questão de consciência de cada um. Porém, a escolha, certamente, não afetará apenas a nós, individualmente, mas sim todos os que estão direta ou indiretamente ligados a nós.

Boa leitura para todos, pois o livro é simplesmente indispensável!
 NOTA EXTRA:
HISTÓRIA =  ♥ ♥ ♥ ♥  (4/5) 
NARRATIVA = ♥ ♥ ♥ ♥ (4/5)
PERSONAGENS =  ♥ ♥ ♥ ♥  (4/5)      
ORIGINALIDADE =  ♥ ♥ ♥ ♥ (4/5)
REVISÃO/ TRADUÇÃO =  ♥ ♥ ♥ ♥ ♥ (5/5)      
CAPA/ DIAGRAMAÇÃO =  ♥ ♥ ♥ ♥ (4/5)

Comentários via Facebook

9 Comentários:

  1. Gostei muito da idéia do livro, emsmo que já tenha sido usada muito, a obra tem uma atmosfera um tanto inovadora. Se houver oportunidade, lerei com certeza.

    Beijos,
    Joshua - Blog Pensamentos do Joshua - pensamentosdojoshua.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Que ótima resenha! Gostei muito dos elogios que você fez ao autor :D
    Eu tenho muito interesse em temas que abordam o fim do mundo, mas como você disse, é ruim quando esses temas se focam muito em certas religiões ou culturas... eu gosto é de quando temos uma visão mais ampla, mais generalizada a respeito do assunto. E pelo que eu li na sua resenha, será justamente isso que irei encontrar em O Domínio.
    Adorei a dica, com certeza irei ler!

    Abraços,
    http://leitorasanonimas.com

    ResponderExcluir
  3. Parece bem interessante, e embora eu não compre essa ideia que o mundo vai acabar este ano. Gostei da dica e se tiver a oportunidade o lerei com muita atenção =D

    beijos

    Amigas entre Livros

    ResponderExcluir
  4. embora nao acredite na profecia, achei interessante a proposta do livro, adorei a resenha parabens, bjs Pri

    PRI E OS LIVROS

    ResponderExcluir
  5. Oie Livia ^^ Olha acho que vou gostar muitooooo deste livro.

    Acho que já vi todos os documentários sobre esse tema (sim eu sou retardada kkkkk).

    Adorei a dica e amei sua resenha flor!

    bjus

    anereis.

    mydearlibrary | bookreviews • music • culture
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  6. Parece interessante, não sei porque me lembrei do "Dan Brown" lendo essa resenha.. rsrs
    Tentarei conferir depois!
    Beijos, Ann G. anngominho.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Embora não acredite que o mundo vai acabar esse ano, quero muito ler o livro, pois o achei muito interessante.
    Visite meu blog: http://euemeupaisdasmaravilhas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  8. Eu A-DO-REI o seu blog! Tudo bem legal por aqui. Suas postagens são bem organizadas e elaboradas. Parabéns!
    Eu estou te seguindo, se não se importar, me segue de volta?

    http://jovens-garotas.blogspot.com

    Beijos e te espero lá!

    ResponderExcluir
  9. Estou lendo e digo que é ALTAMENTE RECOMENDADO, tão intrigante que em momentos até esquecemos que se trata de ficção ! comprei o livro hoje e não desgrudo dele a várias horas hehehehe.

    abraços !

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por