.




Quando olho para Sky lembro que o ar não é apenas algo que existe, mas que se respira. Mesmo que esteja do outro lado do pátio, consigo ver o peito dele se movendo. Não sei porque, mas, neste lugar cheio de desconhecidos, fico feliz que Sky e eu estejamos respirando o mesmo ar. O mesmo ar que você respirou. O mesmo ar que May respirou.
—Cartas de Amor aos Mortos, Ava Dellaira

4 de junho de 2012

Resenha: Delírio, de Lauren Oliver


Delírio
Lauren Oliver
Tradução: Rita Sussekind
ISBN: 978-85-8057-164-6
Lançamento: 12-03-2012
Páginas:
352
Editora: 
Intrínseca
Pontuação: ♥ ♥ ♥ ♥  
Muito tempo atrás, não se sabia que o amor é a pior de todas as doenças. Uma vez instalado na corrente sanguínea, não há como contê-lo. Agora a realidade é outra. A ciência já é capaz de erradicá-lo, e o governo obriga todos os cidadãos a serem curados quando completam dezoito anos. As pessoas também enfrentam outras duras imposições das autoridades, como toque de recolher, fiscalização sobre as artes e intensivo controle através de escutas telefônicas e agentes nas ruas, sempre atentos a qualquer atividade suspeita. Lena Haloway acredita que todas essas regras são para o bem da população e aguarda ansiosamente o dia de sua intervenção. Essa é a coisa certa e esperada a se fazer. Mas tudo que ela conhecia e em que acreditava desmorona no momento em que Lena se apaixona por Alex. Faltando apenas noventa e cinco dias para sua intervenção, será que Lena ainda escolherá a cura?

Delírio é o primeiro volume de uma trilogia distópica, escrita por Lauren Oliver, mesma autora de Antes Que Eu Vá. E começo a resenha afirmando que estava louquinha para conferir o trabalho de Lauren em Delírio (que na verdade foi escrito e lançado antes de Antes Que Eu Vá, lá fora). E como eu estou numa fase em que estou simplesmente devorando distopias, estava bem ansiosa. Não tive arrependimentos pela espera.

Todo a trama acontece em Portland, nos Estados Unidos; e tem como pano de fundo um sentimento: o amor. Todos os acontecimentos que se desenrolam têm como causador esta... doença, que dominou o planeta de uma forma aterradora, causando delírio; violência; entre outros problemas para a humanidade. Este mal tinha que ser erradicado. É então que descobrem uma cura para o tal mal. A Intervenção. Quando os jovens completam 18 anos, passam por este processo, que tira a doença de seu sistema e os curam. Aparentemente, isso livrará todos de um grande mal, diminuindo a violência, e tornando todos felizes... sem ter o perigo de serem acometidos pelo amor deliria nervosa. Todo e qualquer cidadão que vá contra o sistema implantado, e que são denominados como Simpatizantes, são mortos; jogados nas Criptas, ou fogem para a Selva (sociedade formada pelos Inválidos). Em uma sociedade que parece ser segura, e à espera de uma vida que parece ser feliz, e é tudo que qualquer pessoa pode desejar...  Lena irá descobrir que nem tudo é o que parece.

O que achei interessante, é que a autora conseguiu brincar com o certo e o errado, de uma forma que nos faz refletir. Se tratando de distopias, Delírio não é o mais inusitado, mas posso dizer que é de certa forma muito criativo, e creio que o objetivo da autora não era criar um super distopia; mas falar sobre algo, sobre um sentimento, sobre uma sociedade falha, etc. O legal da autora, e que é um traço marcante em suas narrativas e tramas criadas, é que ela escreve para nos fazer pensar. Acho que podemos trazer a história de Delírio para nosso cotidiano e nossas vidas. Até onde padrões e achismos são saudáveis? O que pode ser definido como preconceito, como violência? Até onde cidadães e governos podem ou devem ir? Entre outros. Acho que o livro não se trata apenas de um romance para se ler, mas para se analisar.

Antes de falar qualquer coisa mais, necessito dizer que Lauren Oliver tem uma das narrativas mais intensas e fascinantes que já tive a oportunidade de ver. Sem dúvida alguma a autora escreve de forma em que demonstra toda sua paixão pelo mesmo. Em cada palavra e trecho do livro, é como estar lendo uma poesia. Toda a narrativa é muito poderosa, e é possível se embrenhar na vida dos personagens de tal forma, que seus sentimentos são palpáveis. O modo como ela nos mostra o amor desabrochando, o amor lutando para sobreviver em uma sociedade totalmente destruída (por diversos motivos), é incrível. Eu sou suspeita para falar, pois amei o outro livro da autora, mas digo que fiquei encantada com a narrativa. Tudo é nos mostrado de forma tão verdadeira, que é impossível de largar o livro, e não se envolver com o sofrimento de Lena, a protagonista.

Também marquei diversos trechos do livro no decorrer da leitura, e planejava colocar alguns entre a resenha... mas são tantas passagens interessantes, que não há nem como imaginar em colocá-las aqui.

Em partes eu imaginava a história de outra forma. Mas ao decorrer da leitura, gostei dos caminhos que Lauren trilhou, e gostei da história de uma forma geral. Adorei os personagens, seus anseios e medos... Seus dilemas. Fiquei admirada com o crescimento da protagonista, e de sua coragem; assim como também com o desenvolvimento da trama, que em seu crescente se torna alucinante (me deixou de boca aberta e um tanto... ansiosa pela continuação). Lena e Alex (um Inválido) merecem destaque. Eu me envolvi muito, e foi um pouco difícil de largar o livro... digamos que foi um dos que me causou uma boa impressão, e deixou uma marca boa em mim. Sem dúvida está na lista de favoritos! =)

4 comentários :

  1. Olá!!!

    Todos falam tão bem desse livro e a série em si.
    Eu ainda não li, mas pretendo...
    pela sua resenha, a autora se garantiu no quesito reflexão. boa pedida, creio


    Beijos,

    Samantha Monteiro
    Word In My Bag
    http://wordinmybag.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu A-DO-REI esse livro, muito bom, a série tá linda... nem a deliria nervosa me fará deixar de gostar desse livro!
    Eu tbm resenhei ele, se quiser ve lá no meu blog:

    http://livrosinfinitos.blogspot.com.br/2012/06/resenha-delirio-1-delirio.html

    Beijos, Fernanda
    Livros Infinitos

    ResponderExcluir
  3. Poxa estou lendo e amando muito, porém vs já contou que o Alex é um invalido :(

    ResponderExcluir
  4. tenho esse livro e é a minha próxima leitura, não sabia que se tratava de uma serie!?

    ResponderExcluir

Olá leitores do No Mundo dos Livros!

Deixem um comentário nesta postagem. Sua opinião é muito importante!

Posts Recentes

Últimos Comentários