Resenha: Starters, de Lissa Price - Editora Novo Conceito

25 agosto 2012
Postado por Livy

Starters Lissa Price
ISBN: 9788581630144
Ano:
2012
Número de páginas:
368
R$
29.90
Editora: Novo Conceito
Pontuação: ♥ ♥  
Sinopse: Seu mundo mudou para sempre.
Callie perdeu os pais quando a Guerra dos Esporos varreu todas as pessoas entre 20 e 60 anos. Ela e seu irmão mais novo, Tyler, estão se virando, vivendo como desabrigados com seu amigo Michael e lutando contra rebeldes que os matariam por uma bolacha.
A única esperança de Callie é Prime Destinations, um lugar perturbado em Berverly Hills que abriga uma misteriosa figura conhecida como o Old Man. Ele aluga adolescentes para alugar seus corpos aos Terminais — idosos que desejam ser jovens novamente. Callie, desesperada pelo dinheiro que os ajudará a sobreviver concorda em ser uma doadora. Mas o neurochip que colocam em Callie está com defeito e ela acorda na vida de sua locadora, morando em uma mansão, dirigindo seus carros e saindo com o neto de um senador.
Parece quase um conto de fadas, até Callie descobrir que sua locatária pretende fazer mais do que se divertir — e que os planos de Prime Destinations são tão diabólicos que Callie nunca podia ter imaginado...
~ Cuidado, a resenha pode conter spoilers ~

Starters é um livro que engana pela sinopse. Quando li a premissa do livro, criei mil e uma teorias sobre como Lissa Price abordaria o tema de uma guerra que havia eliminado do planeta todos aqueles que tinham idade entre 20 a 60 anos. E imaginei qual seria o caminho que a autora seguiria. Admito que imaginei todo o tipo de trama conspiratória. Imaginei grupos revolucionários lutando contra um sistema tecnológico implantado pelos tais de Enders (os velhos da história). E por aí vai. Não que a história não tenha sua pitadinha de conspiração, mas não na escala que imaginei que chegaria.

Starters pode ser considerado um livro interessante em termos de distopia, mas não chega a ser um dos melhores e mais originais do gênero. Mas mesmo assim, eu gostei do livro. Confesso que até a metade da trama estava começando a me desanimar, pois achei que toda a minha expectativa não seria saciada. E na verdade, não foi mesmo. Mas Price acabou me surpreendendo. Lá pela metade do livro as coisas começam a realmente esquentar, e prender a atenção. A trama realmente melhora e finalmente toma uma forma e um rumo. O segredo por trás do fato estranho de Callie ter acordado em seu corpo, sendo que deveria estar "dormindo" enquanto uma Ender, chamada Helena, alugava seu corpo, começa a se moldar. Como se não bastasse, uma estranha Voz surge em sua cabeça, fazendo a garota começar perceber que nada do que a Prime Destinations faz é tão inofensivo quanto aparenta ser. O que me chamou a atenção para a trama foi que tudo o que aconteceu é decorrente da Guerra dos Esporos e da Prime Destinations. Envolvendo politicos, chantagem, cobaias, grandes mistérios sobre o desaparecimento de certas pessoas, isodos insatisfeitos, jovens lutando pela própria sobrevivência e... o Velho.

Aproveito para falar dos personagens. O Velho, é um dos grandes mistérios do livro. Quem ele é e o que quer? Por que está por trás de uma organizção como a Prime Destinations, usando corpos de jovens inocentes para ganhar dinheiro... ou talvez mais que isso? A impressão que tive é que há um motivo muito maior por trás, mas que não fica claro ou é revelado. Algo que não envolve apenas dinheiro e poder, mas algo a mais. O Velho só dá as cara pra valer, mais para o final do livro, mas o terror que causa já é o suficiente para o livro inteiro. Ele destrói vidas, corações e esperanças... Destroe sonhos. E não mede esforços para escapar, conseguir o que quer, etc. Sua maldade é tao grande, que causa arrepios. Não que ele cause medo, mas a sensação de impotência que causa é opressora. Não só para os personagens, mas para os leitores também. Ele não deixa às claras quem é, e pode ser qualquer um, até mesmo alguém que aparece constantemente na trama, mas sua identidade nao é revelada. E este é outro fator que o torna terrível.  Gostei do personagem como vilão.

Callie foi uma boa personagem, e cumpre seu papel. Apesar de ter me decepcionado um pouco quando a garota acorda em seu corpo novamente, depois de Helena ter assinado seu aluguel, e acordar em uma mansão, cheia de dinheiro e recursos... e por alguns momentos se esquecer de seus objetivos. Isso me deixou um pouco chateada. Afinal nem parecia que ela havia vivido tanto tempo nas ruas, dormindo em um chão duro e vivendo de sobras. Não que a garota não pensasse no irmão Tyler, ou em seu amigo Michael, e em como eles estavam sobrevivendo sem ela. Mas ela tinha lapsos. Entende-se ela se sentir deslumbrada em alguns momentos com toda a opulência ao seu redor, mas em alguns momentos ela falhou como heróina. Um destes momentos é quando duvida da Voz em sua mente, que se revela ser Helena. Ela duvida das teorias da Ender sobre a Prime Destinations, apesar de tudo estar bem embaixo do seu nariz,, e tudo acaba virando uma grande tragédia... que pode se resolver é claro. O problema é que sempre há uma brecha para que o mal perdure, né?! Bom, tirando estes fatores, eu gostei da personagem, sim! Ela é forte e determinada, e quando se dá conta do que realmente está acontecendo ao seu redor, sua coragem toma grandes proporções.

Tyler e Michael são sua familia no pós-guerra, eles não aparecem muito no decorrer da trama. Mas tem alguma importância para a história. Tyler, é frágil e sofre de uma doença pulmonar grave, mas sua doçura e modo de encarar a vida são encantadores, assim como sua coragem para um garoto que tem apenas 7 anos de idade. Michael por sua vez é o caso de amor mal resolvido de Callie, que não chove e não molha, e fica por isso mesmo, risos.
Também há Blake, um jovem rico de 16 anos, filho de um senador importantissímo que está concorrendo à eleição (e também tem sua cota de importância na trama). Ele garantirá romance para Callie, um alívio em meio a tanta dor, e muitas surpresas.
Helena, a inquilina do corpo de Callie é uma personagem de suma importância para a trama. É ela que move Callie a questionar o que nem imaginava. É ela que a faz enxergar o que há por trás de diversos acontecimentos e que a faz ver que precisa lutar, muito mais do que tem lutado, não somente pela sua vida, mas pela vida de tantos outros.
Também há muitos outros personagens memoráveis, mas são tantos que fica dificil falar de todos aqui.

Na distopia criada por Price uma coisa que me incomodou muito foi a tal da Guerra dos Esporos. Não pela guerra em si, ou pelo fato de ela ter acontecido ou não, mas pelo fato da autora não dar explicação nenhuma sobre a bendita da guerra. Eu juro que esperei o livro inteirinho, ansiosa por uma explicação plausível e digna, mas nada, nadinha de nada de  elucidarnos com sua ideia sobre a tal da guerra. Termina o livro e não se tem quase informação alguma sobre as causas, apenas os efeitos. Ou seja, sabe-se que pessoas entre 20 a 60 anos de idade morreram, deixando orfãos para trás, e idosos no comando do governo e sistema mundial. Isso por que deu-se prioridade para vacinar contra os esporos os idosos, crianças e adolescentes, que seriam mais fragéis em relação a doença. Além disso, vê-se o efeito que a guerra e a tal doença causou no planeta.
Afora isso, a curiosidade me matou muito, muito mesmo. Gostaria de saber o porque da guerra. O que motivou a guerra, e porque ela aconteceu. E o que são estes tais de esporos (tudo bem, eu sei o que é um esporo, mas que tipo de esporo a autora cita?)? O que eles causam? Do que as pessoas morrem e o que a doença causa?
Sei lá, posso ser um tanto exigente, mas acho que se a autora resolveu criar uma distopia, em que a guerra é o cerne para os acontecimentos que se desenrrolarão no livro, deve ter uma base e uma boa teoria sobre a mesma. Ficou um tanto estranho e vago, e causa um tanto de descredibilidade à trama de Price. Não é como se Callie tivesse nascido em um mundo devastado, ou dominado por Enders com seu sistema autoriário sobre os jovens, que tem que lutar para sobreviver. Se explicaria a situação vaga no caso, pois a jovem poderia não ter noção ou saber das causas da infame guerra. Mas Callie viveu toda a situação de perto, vendo sua mãe morrer por causa dos esporos e seu pai sumir por causa da guerra. Então... é isso, este foi um dos meus descontamentos com a história, e vê-se pelo tamanho que ocupou em minha resenha.

 Falando da narativa da autora, eu gostei sim. Só achei que não foi tão criativa. Apesar disso, gostei do livro de uma forma geral. Esta sensação de que os jovens não têm saída... isto é opressor. É realmente assustador. E a autora consegue passar todas estas emoções para o papel. Gostei de sua fluência em contar a história, e o fato de ela saber prender a atenção. O que me deixou triste é a morte de alguns personagens que interagem com Callie, mas também torna tudo mais emocionante. A autora consegue criar todo tipo de situações e fazer nossos sentimentos aflorarem. Eu fiquei condoida com diversos acontecimentos e em determinado momento senti, junto com Callie suas perdas e anseios. Achei interessante também, que há Enders bons, assim como há Starters ruins. E isso pode trazer muitas liçoes.
Um outro fato interessante, que não sei se muitos leitores irão apreender, ou parar para pensar. Mas eu fiquei me questionando o porque de os jovens serem denominados Starters e os idosos como Enders. E cheguei a uma conclusão, e entendi o porque: Starters vem da palavra START em inglês, que quer dizer COMEÇO. Enders vem da palavra END em inglês, que quer dizer FINAL. Nem preciso explicar mais né.

O final do livro me supreendeu, e a isto tenho que dar uma salva de palmas para Price. Sim, senhor! E quando você ler o livro, também se surpreenderá! Tia Price consegue tirar um: Oh My God! de nossos lábios e fazer nosso queixo cair. Fiquei bem supresa com a engenhosidade da autora. Ela foi realmente má, risos. Muitas coisas que já tinhamos como certa, caem por terra e...bum! fazem nosso coração parar. E o meu parou!  Ponto a favor para a autora.

O trabalho editorial da Novo Conceito, mais uma vez ficou supremo. A capa tem relevos nos circuitos, tem um tom metálico e ficou muito bacana. Apesar de terem usado a mesma capa que a original, e tem haver com a trama, eu não achei muito bonita. A revisão do livro deixou passar uma ou duas palavras, mas fora isto está tudo ok! O resultado é um livro bem editado e muito bonito. Mais um trabalho de qualidade da editora.

Realmente fiquei pensando em como fazer uma resenha de Starters, e no final ela ficou enormeeeeee. Acho que há muitos pontos bacanas no livro, assim como alguns pontos negativos. E no geral é um livro entre mediano e bom, dependendo do seu ponto de vista. Acho que como distopia poderia ser um pouco melhor, mas o final compensa muito, e realmente não te decepcionará... em partes.
Porque aqui vai uma noticia: Price deixa um monte de pontas soltas, e te deixa louquinho (a). Porque muitas situações ficam no ar. Isso acontece porque este é o primeiro livro de uma série (é se você não sabia, agora está sabendo, risos). O próximo livro é intitulado como Enders, e ainda não tem previsão para ser lançado por aqui. Eu estou ansiosa pela continuação, para saciar minha curiosidade.
Para quem se interessar, é possível achar no blog da Editora Novo Conceito o e-book da introdução do livro, que se chama Retratos de uma Starter. Mas já aviso: é apenas uma chamada para deixar os leitores curiosos. Para quem ler o livro, vai ver que este pequeno conto criado por Lissa Price não tem muita relevância. É apenas o começo do livro visto pela visão de outro personagem.

Comentários via Facebook

22 Comentários:

  1. Parabéns pela resenha Livy! Gostei realmente, apesar do tamanho rsrs. A única coisa que tem me desanimado quanto a Starters é que, fiquei sabendo, que assim como O Retrato de Uma Starter, a trama é narrada no presente, e eu particularmente ODEIO esse tipo de narrativa... Mesmo assim você me impulsionou bastante à leitura e quero fazê-la em breve!

    Um abraço e
    muito sucesso para você!

    http://gihfigueiredo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Sua resenha foi super Livy, fiquei super curiosa. Mais do que só lendo atrás do livro, por isso não comprei. Eu querooo!

    ResponderExcluir
  3. Adorei a sua resenha Livy, não vejo a hora de comprar

    ResponderExcluir
  4. Pra falar a verdade, eu não fiquei nem um pouco curiosa pra ler esse livro quando a NC o divulgou pela primeira vez. Eu li a sinopse e não gostei, baixei o conto, mas não consegui ler por falta de vontade e empolgação… Mas tinha tanta gente dizendo o quanto o livro parece ser bom, que acabei cedendo e foi para a lista dos meus desejados. Sua resenha está mt boa. Mas o livro msm em si nao me empolga, nem me deixa curiosa sobre a estoria.
    mas parabens pela sua resenha, esta otima
    bjjim

    ResponderExcluir
  5. Preciso desse livro, se é distopia quero ler!

    ResponderExcluir
  6. Adorei sua resenha! Deixou bem claro os pontos positivos do livro e me deixou curiosa pra lê-lo. Li O Retrato de Uma Starter e gostei. :) :)

    Beijos!
    www.desejoliterario.com

    ResponderExcluir
  7. Oie, adoro distopia, porem ainda fiko meio em duvida com esse livro .....


    Mas axo que vou dar uma chance para ele..


    Bjo

    ResponderExcluir
  8. To lendo este livro agora, por isso não li toda a sua resenha, quero esperar pelas surpresas. Até agora estou gostando bastante :)

    Beijinhos

    www.chatadoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pela a resenha! Só me deixou mais curiosa ainda sobre a respeito desse livro, Livy!

    ResponderExcluir
  10. Até estranhei a alta pontuação, já que por aí só ando vendo nota 2 ou 3 pelo livro... Em todas as resenhas que li, diziam que até a metade o livro é um "martírio", por assim dizer, mas que depois começa a ficar bem mais interessante, tenho o livro em ebook, e espero ler quando tiver uma oportunidade, quem sabe quando lançar Enders algum dia OAIDSHDOD :) Mas uma coisa é certa, livro sem explicações é uma coisa que me deixa maluca! Como pode uma distopia sem ter explicações direitas? Como vamos saber o que aconteceu, onde acontece a história, esse tipo de coisa? (como você disse a respeito da guerra dos esporos), li o retrato de um starter e achei que tudo seria explicado, porque ficar perdida em uma história não tem nem condições... Adorei a resenha, espero lê-lo em breve pra tirar conclusões próprias HAHAHA

    ResponderExcluir
  11. um aviso pro pessoal que não se empolgou com o livro, minha amiga comprou ele só por causa da capa, ela leu me falou que era legal, eu li a sinopse e não me interessei, mas quando eu comecei a ler.. meu deus o livro é ótimo! ele te prende e você não consegue mais parar de ler! de tanto falarmos do livro, uns amigo meus que odeiam ler acabaram topando o desafio de lê-lo, eles conseguiram e adoraram o livro! o livro passou de mão em mão da minha turma e todos amaram! e ficamos discutindo o final super iper mega surpreendente, e quem poderia ser o tal do Old man tão misterioso, eu já tenho a minha teoria, e eu particularmente achei ele melhor do que jogos vorazes... leiam e não se arrependeram!

    ResponderExcluir
  12. O livro é ótimo mesmo!!! Só não concordo com a resenha quanto à questão da guerra. Por mais que Callie tenha "vivido" na época, ela era criança e inocente, superprotegida pelo pai e penso que o motivo que levou a guerra ainda se esclarecerá nos próximos livros, assim como outros assuntos, principalmente relacionados ao pai de Callie. A forma como a autora desenvolve a história, mostra o amadurecimento da heroína durante os acontecimentos e não podemos esquecer que se trata de uma adolescente. Pelo gênero do livro, achei ótimo e adorei a narrativa. Tenho certeza de que a serie fará sucesso!

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Estou lendo o livro e estou amandooo *-*

    ResponderExcluir
  15. Terminei de ler ontem e Ameiiiiiiii super.O livro é demais e cada pagina tem uma surpresa e os personagens sao otimos.A autora consegue prender a atençao pra historia.O fim foi meio váquo,mais o segundo vai complementar!

    ResponderExcluir
  16. Comecei a ler a saga e já estou amando, ótima resenha :)

    ResponderExcluir
  17. Oi, gostei do que vc publicou. Bom eu estou lendo o livro e estou gostando muito do livro.. Ele é legal, ficou en segundo lugar dos livros que mais gosto, pois o prumeiro é a saga de FALLEN de lauren. Eu recomendo pra quem nao leu STARTERS ainda lerem eh um otximo livro.. Bjs

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem! Preciso da sua ajuda... Eu li o livro há algum tempo e vou começar o Enders agora... Só que eu esqueci as coisas importantes do Starters, e to com medo de ficar perdida... Você poderia me dar uma "luz" e me mandar um e-mail me contando? isabella_b_96@hotmail.com

    ResponderExcluir
  19. Devido a repercussão imensa deste livro, fiquei super curiosa para ler. Gente, estou adorando. O livro prende a atenção do leitor com uma leitura fácil e instigante. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  20. Ótima resenha, adorei, pelo que está me parecendo sua resenha prende mais a respiração do que o próprio livro,que é claro, é ótimo, parabéns.

    ResponderExcluir
  21. Adorei sura resenha. Já li o Starters e estou na metade do Enders. O livro é bom, Enders esta mais interessante pois já temos noção do assunto e personagens e é muito interessante quando ela se encontra como filho do "Velho"... Estou me questionando quem ele realmente é, honestidade, princípios e intenção. Vamos ve o que acontece no final.

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por