Resenha: Phaenomen, de Erik L' Homme - Editora Prumo

10 setembro 2012
Postado por Livy

Phaenomen Erik L'Homme
ISBN: 978-85-7927-102-1
Nº de páginas:
216
R$ 31,90
Editora: Editora Prumo
Pontuação: ♥ ♥  
Sinopse:  Para o pessoal da Clínica do Lago, Violaine, Claire, Nicolas e Arthur são simplesmente quatro adolescentes loucos, estúpidos e inúteis. Isso até que o único médico que realmente se importa com eles é sequestrado e os jovens resolvem escapar da clínica para encontrá-lo. Repentinamente, os quatro são levados a uma aventura incrível e tem de enfrentar seus medos para salvar o Dr. Barthélemy. Em uma saga de tirar o fôlego, os jovens se dão conta que também estão prestes a descobrir um dos maiores segredos do século XX. A vida deles nunca mais será a mesma. A história da humanidade também não. Uma perseguição emocionante, em que os quatro adolescentes terão de mergulhar na fonte de suas supostas deficiências para descobrir que, na verdade, elas são seus grandes poderes sobrenaturais e sua única esperança.

Phaenomen (que vem da palavra latina Phaenomena, abreviada pelo Dr. Barthélemy, e que significa Fenômenos), é um livro delicioso! Erick L' Homme nos presenteia com uma narrativa inteligente, muito bem elaborada, com enigmas e mistérios muito interessantes. Apesar de ser um livro relativamente pequeno, em relação a quantidade de páginas, tem uma trama que envolve e encanta com eficiência, sem necessitar de uma história mais extensa. Este é aquele tipo de livro gostoso de se ler, e rápido por sinal, em que se quer devorar inteirinho e ainda termina-se querendo mais.

Eu adorei o modo como Erick conduziu sua história. Aparentemente simples, o livro ganha um crescente de mistário e muitos enigmas, além de nos conduzir pelo mundo "diferente" de Violine, Claire, Nicolas e Arthur. Este personagens, juntamente com os vilões Clarence, Augustin e Matt, além do Dr. Barthélemy, formam uma equipe memorável. Sem brincadeira alguma, todos são de uma inteligência estupenda, suas ações são mutio bem amarradas, suas descobertas são incriveis,  e suas participações na trama são de suma importância.

É possível se aprofundar muito nos personagens com as jogadas que o autor faz. A cada início de capítulo (que são curtinhos e fáceis de ler), o autor nos traz os pensamentos de algum dos personagens que terá mais destaque naquele determinado capítulo, ou que tem relevância para o mesmo. E isto permite-nos entender melhor seus medos, seus anseios, suas dúvidas e suas ações. Além deste elemento, não há como não simpatizar com o mundo dos jovens protagonistas. Cada um deles sofre de algum "distúrbio" que fez com que seus pais o abandonassem em uma instituição chamada Clínica do Lago, localizada na Europa. Lá eles são considerados loucos, verdadeiras aberrações. E são tratados como tal.
"Pobres crianças! Abandonadas aqui por pais assustados e que haviam desistido." - Dr. Barthélemy
A vida na clínica não é nada fácil, mas eis que surge o querido Dr. Barthélemy, que os defende e procura os entender, estudando a fundo seus estranhos comportamentos. Mas quando três estranhos surgem na clínica e raptam o doutor, os jovens embarcam em uma aventura para descobrir o porque ele foi sequestrado, e conseguir resgatá-lo.
O que achei bacana, é que o mistério que envolve o rapto do doutor e os misteriosos documentos que os vilões procuram, e que o mesmo escondeu com enigmas, vai além do que poderíamos imaginar. E a aventura das crianças se torna muito mais grandiosa do que eles poderiam esperar. Eu fiquei admirada com a garra, força e coragem dos jovens. Eles em nenhum momento desistem, mesmo quando se sentem fracos e cansados pela viagem exaustiva, mesmo quando tudo faz com que sentam medo, tanto de seus estranhos poderes, quanto dos homens que estão com o doutor sob poder. Eles tem uma força de vontade que chega a dar inveja, e dar um banho em muito personagem adulto de outros livros. Tanto que eles dão um bocado de trabalho para Clarence e sua equipe. Além disso, é durante a viagem que os quatro se apercebem do que são capazes, de que são muito mais fortes e podem ir muito mais longe do que os fizeram areditar. Eles conseguem desvendar mistérios e enigmas de forma sábia e muito madura. E esta maturidade, para enfrentar os perigos e seus próprios medos é um ponto forte ao qual o autor apostou, e acertou em cheio. Me indentifiquei muito com os personagens, e os adorei.

Agora, para que você entenda melhor o que os torna difenretes, veja: Violane consegue enxergar a "aura" das pessoas. Esta aura tem uma forma de dragão, que normalmente está negra ou mais clara, dependendo das intenções e índole da pessoa. Ela, a garota, tem a aura de uma cavaleiro, que consegue amansar os dragões e influenciar as atitudes dos que os possuem. Claire, por sua vez, se desloca de forma diferente que nós. Ela não consegue manter o equilibrio em terra, mas quando desloca-se no ar, ela fica praticamente invisivel. Não que a garota consegue voar, ou ficar transparente, mas parece conseguir manipular o ar ao seu redor e se deslocar rápido. Arthur é um garoto muito alto para sua idade e sofre de algo que o atormenta muito: ele se lembra de tudo! Tudo que lê, vê, ouve, etc. Tudo isto fica gravado em sua mente para sempre. Sua memória é fotográfica. E por último, Nicolas consegue enxegar as cores de todos os seres e coisas. Essas cores o orientam sobre coisas vivas, etc. Por isto o garoto sempre usa óculos escuros, pois sua visão é muito sensível.
Um grupinho estranho? Talvez. Eu achei que não haveria uma explicação para eles, mas fiquei datisfeita com um pincelada de resposta para o que são. Ao final do livro, não só todos os mistérios são revelados, como também pode-se extrair uma explanaçãoo para que as crianças sejam assim. Claro, fica por conta da imaginação do leitor, mas está valendo.
O que achei interessante, é que apesar de se tratar de um livro juvenil, o autor deu uma carga de dramaticidade à vida dos jovens (que não têm mais que quatorze anos) bem grande. Eles tem um peso enorme em suas vidas, e vivem em uma realidade bem sombria, solitária e triste. Isto me fez ficar condoída por eles, sofrer com eles e lutar junto a eles.

O trabalho gráfico da Editora Prumo está perfeito, e não há erro algum na revisão e tradução.
Voltando para a narrativa de Erick, eu fiquei muito, muito satisfeita. Seu livro é muito fácil de ler gente! E sua criatividade foi bem explorada. Gostei do fato do autor utilizar  termos em latim para titular os capitulos, e como se aprofundou nos personagens e suas personalidades, como soube explorar todos os pontos de sua trama e colocou elementos de reflexão, como amizade, a relevância de certas coisas, o que é certo e errado, e o que e normal ou não, lealdade, respeito, força, determinação, etc. Coisas simples que se podem apreender com a trama. Ao final de cada capitulo ele coloca também, algum trecho de livro, trechos de cartas, ou troca de mensagem entre os personagens. Também elementos como mistério e aventura tornam o livro uma obra, em geral, prazerosíma.

Quer um livro gostoso de ler? Este é o seu livro!
"O mundo só existe porque você o vê, Claire. É a mesma coisa com as pessoas: se você sorri para elas, elas se abrem, se você as ignora, elas se fecham" - Dr. Barthélemy diz para Claire em uma de suas consultas.



Comentários via Facebook

11 Comentários:

  1. nossa, parece ser um excelente livro ;o
    depois desta sua resenha fiquei super afim de ler!
    gosto desses livros que nos envolver bastante na história.
    adorei a ultima frase da Dr. Barthélemy que vc escolheu!

    ResponderExcluir
  2. nossa o livro parece perfeito, adorei viu

    ResponderExcluir
  3. Nossa, que otima sua resenha!
    é a primeira vez que ouço falar do livro e que vejo uma resenha sobre ele.
    Se fosse so pela capa com certeza nao em interessaria mt, mas lendo a sua resenha com certeza nao tinha como nao fik encantada por esse livro. *-*
    quero mt ler
    bjim

    ResponderExcluir
  4. Bonita a capa, mas não é o tipo de historia que tem me empolgado ultimamente. Estou mais para romances adultos. Bjksss

    ResponderExcluir
  5. Nossa que resenha, adorei.
    Bom ainda não conhecia o livro, mas deu pra perceber bem do que se trata, gostei bastante.
    Sem contar que a capa tá muito bonita.

    ResponderExcluir
  6. To amando o blog, cada resenha que eu leio faz minha lista de compras aumentar.
    Não que eu seja preguiçosa, mas eu gosto de livros de fácil leitura, que não cansam e não enrolam. hhehe

    ResponderExcluir
  7. Ai gostei dessa estoria, parece interessante, vou anotar o titulo, preciso ler algo diferente

    bjos

    ResponderExcluir
  8. Ah esqueci de falar eu não leria o livro por que não gostei da capa e do titulo mas a resenha foi boa me convenceu

    bjos

    ResponderExcluir
  9. AIUshAIUSHA

    Me lembrou xman e estilhaça-me!!!

    Adoooro mutantes! Confesso que nao conhecia o livro, mas me deu muita vontade de ler.


    Pena q nao faz parte de uma série..>Ou pena que nao é maior =(

    ResponderExcluir
  10. amei a resenha, a capa é meia estranha, mas a resenha ficou ótima

    ResponderExcluir
  11. Amei a capa e a história me lembrou Dark Elite...Deve ser muito bom...Fiquei com muita vontade de ler...

    Thais Vianna
    @dathais

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por