Resenha: O Espadachim de Carvão, de Affonso Solano - Editora Fantasy

29 maio 2013
Postado por Livy


O Espadachim de Carvão
Affonso Solano
ISBN: 9788577343348
Ano: 2013
Páginas: 256
Editora: Fantasy - Casa da Palavra
Pontuação: ♥ ♥   
Filho de um dos quatro deuses de Kurgala, Adapak vive com o pai em sua ilha sagrada, afastada e adorada pelas diferentes espécies do mundo. Lá, o jovem de pele absolutamente negra e olhos brancos cresceu com todo o conhecimento divino a seu dispor, mas consciente de que nunca poderia deixar sua morada. Ao completar dezenove anos, no entanto, isso muda. Testemunhando a ilha ser invadida por um misterioso grupo de assassinos, Adapak se vê forçado a fugir pela vida e se expor aos olhos do mundo pela primeira vez, aplicando seus conhecimentos e uma exótica técnica de combate na busca pela identidade daqueles que desejam a morte dos Deuses de Kurgala.
Quando vi a sinopse do livro O Espadachim de Carvão fiquei muito interessada e ansiosa pela leitura. Antes de mais nada, fiquei curiosa com o mistério que envolveria Adapak, o rapaz de pele totalmente negra, como carvão.

Affonso Solano trabalha como ilustrador e storyboarder para empresas como TV Globo, TV Record e agências de publicidade. É colunista do site Tech Tudo e co-criador do site Matando Robôs Gigantes, hoje incorporado ao grupo Jovem Nerd. Um nome de peso, não!? Dá para perceber que Solano vem com tudo para o mundo da literatura, cheio de criatividade e boas inspirações para seu trabalho. 

Aliás, uma das coisas que mais me chamaram a atenção em O Espadachim de Carvão é o trabalho primoroso e cuidadoso com a arte do livro. A ilustração da capa ficou por conta de Rafael Damiani e o projeto gráfico da capa foi realizado por Rico Bacellar. Além deste excelente trabalho, conferimos capítulos iniciados com ilustrações do próprio Affonso Solano, como a que podemos ver abaixo:


Em seu primeiro Solano nos mostra todo o potencial de sua criatividade apresentando ao leitor um mundo completamente único. Conhecemos todo um folclore: animais, vegetação, seres, lendas e crenças totalmente inéditos. E cada um destes com características e nomes inusitados e bem diferentes. O autor não somente cria um mundo totalmente novo, mas também toda uma linguagem própria.

Sua narrativa é rica em detalhes, com personagens de personalidade marcante. Intercalando entre os capítulos o passado e o presente, conhecemos Adapak, o espadachim de carvão (ponto para o autor, já que personagens de pele negra são raros em livros). Carismático, me cativou desde o início. Sua personalidade até certo ponto inocente e gentil, mas determinada e forte, me encantou. Não tive como não gostar e torcer por ele, em sua busca pela verdade e por respostas. E é através deste grande personagem que conhecemos o mundo de Kurgala, suas crenças, história, criaturas e mistérios. Um ponto forte e atrativo do livro são as cenas de ação e aventura, das quais Adapak é o centro das atenções.

Apesar de diversos pontos positivos, tenho que dizer que, infelizmente para mim, a fantasia criada por  Affonso Solano não funcionou. Eu não consegui acreditar no mundo criado pelo autor. A impressão que tive é que tudo foi jogado no papel apenas para se formar uma história de aventura e fantasia, mas sem grande profundidade. Quando leio um livro, um dos principais pontos que me farão gostar da história ou não, é o autor conseguir me convencer de que aquele mundo, ou aquelas pessoas realmente existem, ou existiram. O que aconteceu com este livro é que o autor não conseguiu me convencer. E fiquei realmente triste por isso, pois esperava bem mais da história.

Achei a trama um tanto sem força, e desde o inicio do livro fiquei me questionando qual era o objetivo do autor. Aonde ele queria chegar com sua história ou o que ele queria nos passar. E sinceramente, não consegui me envolver. Adapak foge incessantemente, e no final o motivo é um tanto previsível e apagado. Aliás, achei que justamente por isso a trama foi fraca, pois não há algo que me prenda a trama e a causa de Adapak. Apesar do mistério que o envolve e que acomete o mundo de Kurgala, me pareceu faltar algo que desse mais efeito e mais credibilidade para as ideias de Solano. Ao meu ver o autor foi muito criativo no desenvolvimento do mundo e dos personagens, e está de parabéns. Mas por outro lado, faltou força na história de forma geral. Ao final do livro me senti um tanto decepcionada, pois esperava mais do mistério que envolvia Adapak.

Enfim, em geral o livro tinha um grande potencial para ser muito mais do que foi, mas creio que Solano está no caminho certo. Por fim, classifico o livro como bom. Afinal, não há como negar que é uma boa pedida para os fãs de fantasia e de uma boa aventura, cheia de ação e boas cenas de luta.

Comentários via Facebook

18 Comentários:

  1. Você tem razão Livy, pouco se vê livros em que o personagem principal seja negro. Acho que não é pelo preconceito mas pelo esquecimento disso na sociedade.

    ResponderExcluir
  2. A capa do livro parece um poster de cinema e a história parece ser um pouco clichê, deuses, armas, guerra, ilha e essas coisas.

    ResponderExcluir
  3. Capa muuuito boa, mas nao to querendo livros ''mitologicos'' e pelo que eu li a diagramação do livro é muito bonita.
    Não curti muito o nome,n me interessei tbm D:

    Abraços (:

    ResponderExcluir
  4. Que pena que o livro não foi tão bom assim, mas acontece, fazer o quê!
    Mas gostei muito do fato dos capítulos começarem com alguma ilustração. Isso é raro nos livros de hoje em dia.

    Beijos,
    Resenhando Books

    ResponderExcluir
  5. Caramba, esse autor é super conhecido.
    A arte da capa desse livro ficou incrível, sério. As resenhas sobre eles em geral não tem sido as melhores, mas ele está entre os mais vendidos no submarino.
    Eu concordo com você, é muito raro encontrar um protagonista negro/escuro e por mais absurdo que isso seja é a verdade, por isso é muito bacana essa inciativa dele de colocar como personagem principal um negro.

    ResponderExcluir
  6. A capa é muito bem elaborada mesmo.
    Parece ser uma história muito boa, o autor parece ter uma criatividade e tanto. Bom, mas como nem tudo é um mar de rosas, você disse que teve algumas partes que o autor deixou a desejar... Como é o primeiro livro, quem sabe ele melhora nos próximos?
    Adorei a resenha!

    Bjs
    http://pensandoemlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Gosto muito de livos de magia, e aventura mas confesso que nem a sinopse do livro chamou minha atenção. Outro ponto que foi citado na resenha é a questão da historia alternar entre presente e passado, até hoje nunca li um livro que fizesse isso e eu gostasse. A unica coisa que me chamou atenção nesse livro foi a capa.

    ResponderExcluir
  8. Achei esse livro lindo e a história fascinante.Adoro livros que envolvam magia e uma boa aventura.Pelo meu ver o autor soube desenvolver uma boa história,envolvente e empolgante.muito boa sua resenha,fiquei desejosa de lê-lo.Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Achei esse livro lindo e a história fascinante.Adoro livros que envolvam magia e uma boa aventura.Pelo meu ver o autor soube desenvolver uma boa história,envolvente e empolgante.muito boa sua resenha,fiquei desejosa de lê-lo.Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Eu fiquei extremamente encantada com a história do livro! Sua resenha me deixou com uma grande vontade de ler.

    ResponderExcluir
  11. Quero muito ler, a capa é fascinante!

    ResponderExcluir
  12. Gosto muito de livros de fantasia. Mas tenho que admitir que esse não me atriu.
    Eu concordo com você sobre a questão do personagem negro. São poucos os livros em que o personagem principal é negro.

    ResponderExcluir
  13. A história parece ser bem criativa, até que gostei da resenha, o livro parece ser cheio de ação e aventura, e eu gosto disso... Estou curiosa para ler...

    ResponderExcluir
  14. É ruim quando um livro não atinge o potencial que achávamos que iria alcançar. Isso tem ocorrido bastante comigo =( Enfim... mas sou fã da editora e estava querendo ler esta obra. Então lerei e vamos ver o que eu acho.

    ResponderExcluir
  15. Eu até ganhei um marcador desse livro, mas confesso que não gosto muito desse estilo fantasia.
    Ótima resenha, parabéns!

    Concordo com você quando elogiou a capa. Ficou realmente muito interessante.

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  16. A capa realmente é um dos pontos fortes desse livro. Ela ao vivo deve ser mais bonita ainda. Eu gosto bastante de livros de fantasia, e tento ler o maior número deles. É realmente uma pena que o autor não conseguiu extrair o melhor dessa história. Mesmo assim, espero ter a oportunidade de ler em breve.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  17. Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas parece ser bom. Não faz muito meu gênero, mas acho que daria uma chance. Eles poderiam melhorar essa capa, né? rs. Sempre me guio pela capa, preciso parar com isso, hm.
    Ótima resenha!
    Beijos,
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. "Achei a trama um tanto sem força, e desde o inicio do livro fiquei me questionando qual era o objetivo do autor. Aonde ele queria chegar com sua história ou o que ele queria nos passar". Quanto à o que ele queria nos passar, levem sempre em conta que história alguma tem o dever ou necessidade de passar alguma coisa, em vista que na mente de muitos autores, a vontade de criar uma história divertida, sem moral de vida e filosofia alguma, é apenas o que importa. Se eu gostei de ler sobre um cavalo tomando chá ao lado de um rato com cartola e uma vassoura falante, então eu não vou buscar significado nisso, uma vez que a cena me divertiu e por isso meu dia foi alegre. Sentir a necessidade de querer passar alguma moral ou significado em suas histórias, só fará com que você arranque dela toda a peculiaridade que a ideia poderia ter.

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por