Resenha: No Limite da Atração, de Katie McGarry

26 agosto 2013
Postado por Livy

No Limite da Atração
Katie McGarry
ISBN: 9788576862161
Tradutor: Cláudia Mello Belhassof
Ano: 2013
Páginas: 364
Editora: Verus
Pontuação: ♥ ♥ ♥  
Ninguém sabe o que aconteceu na noite em que Echo Emerson, uma das garotas mais populares da escola, se transformou em uma “esquisita” cheia de cicatrizes nos braços e alvo preferencial de fofocas. Nem a própria Echo consegue se lembrar de toda a verdade sobre aquela noite terrível. Ela só gostaria que as coisas voltassem ao normal. Quando Noah Hutchins, o cara lindo e solitário de jaqueta de couro, entra na vida de Echo, com sua atitude durona e sua surpreendente capacidade de compreendê-la, o mundo dela se modifica de maneiras que ela nunca poderia ter imaginado. Supostamente, eles não têm nada em comum. E, com os segredos que ambos escondem, ficar juntos vai se mostrar uma tarefa extremamente complicada. Ainda assim, é impossível ignorar a atração entre eles. E Echo vai ter de se perguntar até onde é capaz de ir e o que está disposta a arriscar pelo único cara que pode ensiná-la a amar novamente. No limite da atração é um livro sexy e envolvente sobre o amor de duas pessoas que estão perdidas e que juntas tentam desesperadamente se encontrar.

No Limite da Atração é um livro apaixonante à sua maneira. Diferente dos outros New Adult's que li nos últimos tempos, traz uma carga de emoção voltada para o drama de uma forma que gostei muito. E não se engane pelo título, No Limite da Atração não apenas mais um romance juvenil, ou mais um erótico super hot para você aquecer suas noites de leitura. Não é nada disso, e vai muito além.

McGarry não precisou usar do erotismo ou de cenas apelativas para fazer sua história criar forma, e muito menos para mostrar o quanto seus personagens se amam. E aviso: se você busca isto neste livro, não vai encontrar. O que você irá encontrar é uma bela história dramática, em que seus personagens se apaixonam e expressam isso através das ações, e não do sexo. Uma história em que você encontrará personagens que, unindo-se, buscam por respostas e felicidade. Eu gostei muito disso. Nada contra, mas definitivamente não estou gostando muito dos NA que tenho visto sendo publicados ultimamente. Eu gostei do enfoque que a autora deu para o drama pessoal de Echo e Noah, e o modo como desenvolveu o romance dos dois. Sem apelações.

O livro tem uma narrativa alternada entre a visão de Echo e de Noah. Ambos sofreram grandes traumas e têm de enfrentar diversas situações complicadas. Echo era uma garota popular em Easwick High, mas acaba se tornando a esquisitona e a mais nova fofoca da escola. Isto porque a garota surgiu do nada com terríveis cicatrizes nos braços, e nem ao menos se lembra da noite em que isto aconteceu. Apesar de inteligente e muito esperta, a garota acabou minguando diante da situação e vive controlada pela personalidade dominadora do pai. Noah, típico bad boy e mulherengo, era um dos populares também. Costumava ter uma vida normal, até que perdeu seus pais em um incêndio e seus irmãos Jacob e Tyler que, então, foram adotados. Desde etão, ele viveu em diversos lares adotivos e endureceu sua personalidade.
- Eu escrevi sobre a pessoa que eu mais amo, o meu irmão mais velho, o Noah. A gente não mora junto, então eu escrevi sobre o que eu imagino que ele faz quando a gente não está junto.
- E o que é? - perguntou o homem.
- Ele é um super-herói que salva as pessoas em perigo, porque ele salvou eu e o meu irmão de um incêndio alguns anos atrás. O Noah é melhor que o Batman. - A multidão soltou risinhos.
- Eu também te amo, maninho. - Não consegui evitar. Ver Jacob de pé ali, ainda me idolatrando como quando ele tinha cinco anos... foi demais. pág. 98
O que Echo e Noah têm em comum? Além de ambos quererem ter uma vida normal e terem um futuro incerto, cheio de dúvidas, preocupações e medo, fazem terapia com a nova assistente social do colégio: a Sra. Collins. Ela acompanha os dois casos, e promete ajudá-los, mesmo que eles estejam um tanto relutantes de início. É através dela e de uma série de eventos que Echo e Noah acabam tendo um contato mais intimo.

Aliás, adorei a Sra. Collins. Tenho um dom incrível para gostar de personagens secundários, mas vejo que esta mulher é tão importante quanto os protagonistas. É através dela que eles, ganhando confiança, se libertam das amarras do passado e conquistam seu futuro, um degrau de cada vez. Fiquei extremamente curiosa com esta personagem, pois além de ser um tanto misteriosa, ela possui uma sabedoria incrível. Gostaria de saber mais sobre ela, o que infelizmente não acontece.

Como disse, este livro é totalmente diferente dos outros NA que já li, e gostei do resultado. A autora se aprofundou muito mais nos sentimentos e traumas dos protagonistas, e desenvolveu suas lutas e dramas de uma forma emocionante. O modo como ela desenvolveu a trama me agradou muito, com uma carga emocional muito forte. Me vi envolvida pelos personagens de uma forma que raramente me vejo com livros deste gênero, e torci muito para que suas dores e sofrimentos fossem amenizados. Echo e Noah têm diversos problemas e defeitos, mas fiquei admirada em diversos momentos com o modo como lidam com as situações e traumas e o modo como crescem e amadurecem.
Fiquei apavorado de me mexer, respirar, existir nesse momento. Na TV, os adolescentes eram mostrados como felizes, sem preocupações. A Echo e eu nunca teríamos uma vida daquelas. Meus pais morreram. E eu fui ferrado por um sistema que supostamente deveria me proteger. A Echo... A Echo foi traída pela pessoa que deveria dar a vida para protegê-la. pág. 127
No Limite da Atração me surpreendeu em muitos aspectos. E eu adorei a história. Cada detalhe sendo trançado e formando uma bela história de drama e romance. Com uma narrativa forte e consistente, muito agradável e envolvente. Eu adorei! Adorei os protagonistas e me emocionei ao final, com cada conquista e cada ato de liberdade e normalidade que eles conquistam.

Por isso digo, este livro é muito mais que um romance juvenil. É um livro cheio de sensações e emoções; de descobertas e lutas; de despedidas e encontros. Para ler, sentir e refletir.
Tinha tanto tempo que eu não me permitia me apaixonar por alguém. Olhei nos lindos olhos verdes da Echo e o medo dela se derreteu. Um sorriso tímido surgiu em seus lábios e no meu coração. Foda-se o resto do mundo, eu estava apaixonado. pág. 201

Informações extras:
Um detalhe bem bacana que eu não poderia deixar de mencionar na resenha é a playlist que a autora usou para se inspirar e escrever sua história e compor seus personagens. Veja alguns vídeos das músicas que a autora escolheu:

Comentários via Facebook

11 Comentários:

  1. é, quem vê pela capa pode facilmente pensar que se trata de um romance juvenil! :P
    nas outras resenhas que li não vi ninguem falando da Sra. Collins, mas fiquei curiosa por ela também...
    sou dessas que também gosta de personagens secundários... principalmente daqueles que a maioria nunca gosta kkkkk
    fiquei curiosa por algumas musicas da playlist, mas agora esotu sem caixinha de som para ouvir ;~~
    quero muuuito ler este livro *-*

    ResponderExcluir
  2. Você me ganhou para o livro devido sua resenha expressiva. Como não gostar quando você enfoca que é algo muito mais do que o usual e curriqueiro que temos visto nos últimos tempos? E disse tudo: "...é muito mais que um romance juvenil. É um livro cheio de sensações e emoções; de descobertas e lutas; de despedidas e encontros".

    ResponderExcluir
  3. Achei que eles erraram no titulo. Eu nunca tinha me interessado muito perlo livro porque pensava que era extremamente erótico, mas pelas resenhas que tenho lido não é bem assim...
    Amo quando a narração do livro é alternada entre dois personagens, enfim, quero ler!!
    Que playlist é essa? Amei!

    ResponderExcluir
  4. Perfeito! Ótima resenha Livy! Estou super interessada, realmente os livros de hoje estão muito apelativos.

    ResponderExcluir
  5. Pela capa e titulo eu não me interesse nem um pouco por esse livro. Mas vendo as resenhas acho que deve ser muito bom mesmo.

    ResponderExcluir
  6. Estava com planos de ler esse livro esses dias, agora com essa resenha, com certeza vai ser o próximo livro que irei pegar para ler. Também estou cansada de livro NA que é todo voltado ao erotismo, fazendo com que as histórias fiquem muito parecidas. A play list da autora só tem musica boa, adorei.

    ResponderExcluir
  7. Estou bem curiosa pra ler alguma coisa desse “novo” gênero New Adult! Esse parece ser bem interessante, e está sitação dolivro é demais....
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Confesso que tinha receio em relação ao livro por cometer este engano de achar que seria muito apelativo, mas depois de sua resenha surgiu aquela fagulha de curiosidade, pois todos os meus receios foram embora, acho que vou ler. Além do que adorei a playlist que a autora escolheu.

    ResponderExcluir
  9. Eu li o livro, e confesso que não gostei de como a Echo é uma enrolona indecisa no inicio mas gradualmente ela vai melhorando, assim como acontece com o Noah que de inicio é bem imaturo mas vais aprendendo aos poucos, principalmente que quando se ama aprede-se a desejar o melhor para a pessoa mesmo que não possamos estar perto delas.

    ResponderExcluir
  10. Por incrível que pareça eu não me interesso por nenhum livro do gênero NA, acho que se eu ler algum um dia vou a falência pq já quero tantos livros pra ler, rsrs, mas de qualquer forma eu realmente não me interesso, apesar de todos os dramas e a personagem secundária digna de um livro só pra ela.

    ResponderExcluir
  11. Nossa, parabéns pela resenha, fiquei com muita vontade de ler! Tô precisando de um livro assim, que me prenda, me emocione, que me faça sentir e me surpreenda. Com certeza já está na minha booklist!
    Como já disseram, repito: Pela capa e título não me interessaria, mas agora quero muito ler e tirar minhas conclusões!

    Beijos!

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por