Resenha: A livraria 24 horas do Mr. Penumbra, de Robin Sloan

09 outubro 2013
Postado por Livy


A Livraria 24 horas do Mr. Penumbra
Robin Sloan
ISBN: 9788581632483
Tradutor: Edmundo Barreiros
Ano: 2013
Páginas: 288
Editora: Novo Conceito
Pontuação:  ♥ ♥ ♥  ♥ 
A recessão econômica obriga Clay Jannon, um web-designer desempregado, a aceitar trabalho em uma livraria 24 horas. A livraria do Mr. Penumbra — um homenzinho estranho com cara de gnomo. Tão singular quanto seu proprietário é a livraria onde só um pequeno grupo de clientes aparece. E sempre que aparece é para se enfurnar, junto do proprietário, nos cantos mais obscuros da loja, e apreciar um misterioso conjunto de livros a que Clay Jannon foi proibido de ler. Mas Jannon é curioso…
Em primeiro lugar tenho que dizer que adorei a capa do livro. Comparada com as capas lá fora... Urgh! Esta versão da Novo Conceito ficou maravilhosa. Esse toque neon no “24 horas do...”, como um reflexo na vitrine da livraria, ficou muito bacana. E bacana também é o livro. Aliás, apaixonante. 

Até o presente momento, A Livraria 24 horas do Mr. Penumbra é o livro mais original e viciante que li em 2013. O livro trás uma história divertida e deliciosa de ler. Também é uma boa pedida para quem quer colocar o hábito da leitura em dia. O livro possui texto bem diagramado, com um layout que facilita a leitura dinâmica. Sem contar que a escrita de Robin Sloan nos cativa logo no prólogo: “Procura-se um atendente.” Também poderia ser: “Procura-se um leitor que seja apaixonado por livros.”

E sobre livros, mas não somente de livros, é do que se trata este livro. É sobre livros, porque se trata de uma livraria, afinal de contas. Livros antigos e misteriosos, diga-se de passagem, já que a Livraria do Mr. Penumbra não é uma livraria comum. Nela há uma aura de mistério e misticismo entremeados naqueles livros seculares. Estantes que se estendem do chão ao teto por três andares de altura. Lá no alto, a escuridão junto ao teto não nos permite ver as últimas prateleiras de livros que, enigmaticamente, parecem se estender ao infinito.

Mas, também, A Livraria 24 horas do Mr. Penumbra aborda temas bem atuais, de um mundo cada vez mais globalizado. As tecnologias mais comuns e modernas estão presentes no livro, bem como as mídias das redes sociais: Google, Twitter, Facebook, banda larga, wi-fi, downloads/uploads, e-mails, interatividade virtual, supercomputadores, programação, web designer, Photoshop, MP3, digitalização de documentos, celulares, lojas online, entre muitas outras coisas que, nos últimos 30 anos, passaram a fazer parte integral e indispensável do nosso cotidiano. Tanto ou mais, talvez, quanto o rádio, a televisão, o fax, a máquina de lavar roupas, o forno de micro-ondas e o telefone, eram considerados o que havia de mais moderno e indispensáveis há 40 ou 30 anos atrás. Está tudo lá, no livro, tão necessários ao contexto da narrativa quanto o são para todos nós, cada qual à sua maneira.

Entre o velho e o novo, Robin Sloan tece a sua trama de forma irreverente e despojada, muito agradável, apresentando-nos personagens apaixonantes e  carismáticos: Clay Jannon, Penumbra, Ashley e Mat, Kat Potente, Neel, Miss Lapin, Maurice Tyndall, Oliver Grone, o misterioso e sombrio Corvina, Edgar Deckle, o escritor de livros de fantasia Clark Moffat e o não menos enigmático Aldus Manutius por tás da Festina Lente Co...

Fantasia, magia, aventura, romantismo, ficção, tecnologia de ponta, boa literatura, referências aos ícones da mídia e do mundo dos livros; decorada com figuras de enredo que apontam para os jogos de RPG,  filmes noir de suspense e códigos misteriosos que precisam ser decifrados.

Clay Jannon é um cara comum, e poderia ser aquele amigo que você conheceu na faculdade, ou que mora no apartamento ao lado, ou, ainda, que você encontra no ônibus todos os dias ao ir para o trabalho. Assim como você ou eu, ele tem um fascínio bastante peculiar por tecnologia de massa e literatura (bom, quem hoje em dia não o tem?). Ainda, adora filmes, jogos de RPG e curte os amigos. É um cara simpático e pró-ativo. Ao se empregar como atendente numa livraria de livros antigos, trabalhando no turno da meia-noite, Clay passa a conhecer clientes esquisitos e misteriosos (tanto quanto o dono da livraria) e se aprofunda num mistério que a cada noite toma conta da sua vida. Isto o fará questionar a própria essência da livraria e a razão dele próprio ter vindo trabalhar ali. Quanto mais Clay se questiona e busca respostas para suas dúvidas, mais os enigmas se acumulam, tornando o mistério entre àquelas prateleiras uma aventura tão sagrada e necessária quanto a busca pelo Santo Graal.

Como num game de RPG, Clay empreende uma busca pela verdade por trás da Livraria 24 horas do Mr. Penumbra, e o que ele encontra mudará para sempre o modo como ele (ou nós) pensa e vê o mundo à sua volta.

A Livraria 24 horas do Mr. Penumbra é um romance de ficção feito para a sua diversão. Independentemente da paixão que você nutre pelo seu celular, seu laptop, seu tablet, sua conexão de banda larga, suas redes sociais, Robin Sloan nos convida a desfrutar da mais antiga paixão da busca pelo conhecimento humano: a leitura. De forma definitiva, o autor prova que ler ainda continua sendo embarcar no imaginário e conhecer o mundo, senão o próprio universo. Deleite da alma, sem dúvida alguma! E por mais que a tecnologia nos enfeiticem com suas inovações e seus gadgets, os livros impressos ainda exercem sobre nós um fascínio que nenhum chip em todo o mundo será capaz de obliterar.

Por isso leiam. Leiam muito, e sempre. Leiam A Livraria 24 horas do Mr. Penumbra e se apaixonem também pelo prazer que os livros nos dão a cada nova leitura. Leiam, meus amigos, porque o conhecimento é tudo o que somos, o que temos de nosso e o que desta vida podemos levar!

Eu adorei esse livro e o recomendo, para todos!

Comentários via Facebook

18 Comentários:

  1. Oieee =)
    Que bom que vim aqui ler tua opinião, já tinha lido outra resenha, mas não foi tão positiva quanto a tua, mas é o que penso, cada um tem seu gosto particular. Depois de ler tuas palavras, creio que irei ter bom momentos com o livro, quero ele!
    Beliscões carinhosos da Máh-
    Cantinho da Máh
    @Maaria_Silvana

    ResponderExcluir
  2. a capa deste livro ficou incrívelmente linda mesmo! achei um trabalho incrível da editora *-*
    achei interessante a sua comparação entre a busca do personagem com um RPG :D
    estou curiosa em ler o livro por conta deste mistério todo envolvendo o livro *-*

    ResponderExcluir
  3. Oiiiiiiiiii
    já tinha lido algumas resenhas sobre esse livro, e tds mt boas assim cm a sua!!!
    Fiquei bastante curiosa qt à capa desse livro...acho q vou gostar bastante da história!

    Bjoooooooooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. cara eu tenho o livro, mas ainda não li. por todas as resenhas q ja li tenho certeza que vou adorar.
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  5. Você é a primeira pessoa que eu vejo que achou esse o livro mais viciante de 2013. Eu achei o livro ok. Realmente é bem interessante a forma como o autor une o velho e o novo, mas me desagradou um pouco a forma como tudo se resolve de maneira extremamente facilitada. E também não curti os personagens, achei-os meio sem sal, meio vazios. Mas foi um livro que divertiu.
    Quanto à capa, não consegui gostar da nacional... Achei justamente o contrário hahah, que as capas estrangeiras estavam muito mais bonitas.

    Um beijão, Livro Lab

    ResponderExcluir
  6. Nossa adorei sua resenha (confesso que não tinha vontade de ler o livro por ter visto duas resenhas negativas dele, e por isso perdi a vontade...), mas agora com a sua resenha...fiquei bem curiosa *-*
    Com certeza vou dar uma chance ( e sim, a capa ficou realmente linda *-*)
    Valeu pela dica

    Beijo
    http://heysisteraj.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Ganhei o livro e fiquei muito feliz, mas por alguns percalços da vida ainda não consegui lê-lo, mas pretendo fazer isso assim que puder. De qualquer forma, sendo uma leitura maravilhosa ou não, esse livro para mim é especial!

    ResponderExcluir
  8. Eu já quase comprei ele um monte de vezes, mas sempre me deixo influenciar por uma resenhas negativas que já li. O que sinto agora é arrependimento :(
    Um livro com essa capa e esse titulo tem que ser mesmo bom, dedicadamente vou comprar ele o mais rápido possível!

    ResponderExcluir
  9. gosto muito desse livro
    livro-azul.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Acho que eu sou a única que nunca leu esse livro
    desde o lançamento anseio por ele, mas aqui na minha cidade
    ele é incrivelmente caro, estou esperando uma promoção para poder adquirir o meu hehe

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Nossa, Livy, fiquei com ainda mais vontade de ler este livro depois da sua resenha! Adoro livros que falam sobre livros. Personagens que leem já ganham minha simpatia desde o início. E adorei sua mensagem de incentivo a leitura no final! Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou lendo e, realmente, é diferente de tudo que eu li este ano, quiçá de tudo que eu já li ? Na expectativa para saber como termina, posso dizer que eu recomendo o livro!

      Excluir
  12. Eu tenho o livro mas ainda não o li, não por falta de vontade, pois o que leio de resenhas positivas da obra e ainda afirmando ser um livro único sempre me faz querer ler.
    Vou tentar adiantar ele na lista de leituras, afinal... acho que após ler essa resenha fiquei ainda mais curiosa e ansiosa pela leitura. Ah... a capa é tão linda... eu achei pelo menos.

    ResponderExcluir
  13. Parece muito legal msm!
    E fiquei pensando: como seria legal ter uma livraria 24hrs! ;D

    ResponderExcluir
  14. Eu não tenho a menor vontade de ler esse livro. Já li várias resenhas e muita gente falando bem dele, mas não sei, ele não consegue me despertar essa vontade de ler.

    ResponderExcluir
  15. Que legal encontrei alguém que gostou tanto deste livro quanto eu, li e resenhei este livro no meu blog também. Realmente a leitura flui muito rápido a escrita é leve, mas nem por isso é menos interessante, adorei o jeito que ele mesclou tecnologia e tradicionalismo.
    Parabéns pela resenha, se der da uma passadinha la no blog ;)

    Abraço,
    Diego de França

    ResponderExcluir
  16. Sempre tive vontade de ler esse livro, olhava pra ele nas livrarias e o que mais me chamava a atenção era a sua capa.
    Vou comprar pra ler

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por