[Resenha] A Maldição do Tigre, de Colleen Houck

30 dezembro 2013
Postado por Livy


A Maldição do Tigre
Colleen Houck 
ISBN: 9788580411607
Tradutor: Raquel Zampil
Ano: 2013
Páginas: 288
Editora: Arqueiro
Pontuação:  ♥ ♥ ♥   
Kelsey Hayes perdeu os pais recentemente e precisa arranjar um emprego para custear a faculdade. Contratada por um circo, ela é arrebatada pela principal atração: um lindo tigre branco. Kelsey sente uma forte conexão com o misterioso animal de olhos azuis e, tocada por sua solidão, passa a maior parte do seu tempo livre ao lado dele. O que a jovem órfã ainda não sabe é que seu tigre Ren é na verdade Alagan Dhiren Rajaram, um príncipe indiano que foi amaldiçoado por um mago há mais de 300 anos, e que ela pode ser a única pessoa capaz de ajudá-lo a quebrar esse feitiço. Determinada a devolver a Ren sua humanidade, Kelsey embarca em uma perigosa jornada pela Índia, onde enfrenta forças sombrias, criaturas imortais e mundos místicos, tentando decifrar uma antiga profecia. Ao mesmo tempo, se apaixona perdidamente tanto pelo tigre quanto pelo homem.

A Maldição do Tigre é o primeiro livro da série da Saga do Tigre da autora Colleen Houck. O livro que conta a história de Kelsey e os irmãos Ren e Kishan, que se tornaram tigres depois de uma maldição.

Eu adorei a história criada pela autora, principalmente por apresentar uma mitologia que não é muito explorada. Aliás, não havia lido nada, até o momento, com a mitologia hindu. Com certeza, Houck está de parabéns por ter se aventurado em um mundo totalmente diferente. O livro é rico em detalhes e me encantou. A todo momento, durante a leitura, pesquisava para me aprofundar mais nos deuses e saber mais sobre esta cultura. E gostei do resultado!

Houck soube narrar muito bem sua história, com uma riqueza de detalhes e de linguagem incrível. O clima do livro é exótico e quente, muito envolvente. Os cenários são de tirar o fôlego, assim como as cenas descritas e os personagens. Me senti verdadeiramente dentro de cada momento do livro... podia sentir o suor escorrendo enquanto andava por entre as densas florestas, ou podia sentir o calor de cada cena de ação. Muito bom!

Um pequeno detalhe que me incomodou na narrativa é que em alguns momentos a autora é detalhista até demais. Por exemplo, em determinados momentos, quando Kelsey está interagindo com o tigre Ren, ela passa a mão por sua pelagem e depois vai lavar a mão. Sempre que a bendita tem uma cena em que passa a mão por Ren em forma de tigre, a autora tem que descrever que ela vai lavar as mãos. Assim como outras cenas ou elementos repetitivos e desnecessários ou irrelevantes. Não sei, pode ser implicância minha, mas não vi necessidade de tanta "descrição" em todo momento. Mas enfim, não é nada que estrague a história e a graça do livro, muito pelo contrário.

Mas, Kelsey consegue quase fazer isso. Há! Antes de mais nada, este livro está entre os favoritos do ano, mas não dei nota máxima para ele pois Kelsey conseguiu, sozinha, me encher o saco! Infelizmente não consegui curtir muito a personagem. Eu realmente tentava entrar "em sua pele" e pensar como ela pensaria, mas sinceramente, não deu! Quase que no fim do livro desejei sua morte, intensamente! Sério! Achei ela muito, muito enjoada. Em muitos momentos ela é corajosa, muito inteligente, e simples, etc., mas o problema é que quando se trata de algumas situações ela é muito cheio de não me toques, e isto me incomodou muito. Isso aconteceu muito principalmente por causa de Ren. Ela destrata e desfaz do rapaz, assim como é cabeçuda e teimosa e não dá o braço a torcer para nada. Ela quer ter razão de tudo! Me irritou mesmo. Espero poder dar uma chance para ela nos próximos livros, mas minhas esperanças são minímas de que vá gostar dela.

Por outro lado, os irmãos tigre são fascinantes. Não tive como não me apaixonar. Em primeiro lugar, porque eu amo tigres. Sim, sou encantada por estes grandes felinos. E este é um dos pontos que me fez amar este livro! Em segundo, porque eles são um show! Além de lindos, são enigmáticos e muito sedutores. Eles têm uma aura irresistível de perigo e aventura. E, ainda sem ter livro os outros livros da série, sou totalmente team Ren. Gostei de Kishan, sua personalidade rebelde, cheia de si e confiante. Mas Ren é maravilhoso demais. Ele tem toda esta tristeza e esta seriedade e calma, que me conquistaram (suspira).

E claro, um personagem que eu não posso esquecer é o Senhor Kadam. Ele é simplesmente fantástico! Meu personagem preferido, sem dúvida. Ele é calmo, sábio e muito inteligente. E dá todo um ar de graça à trama! o vilão não dá muito as caras neste livro, mas percebe-se o quanto é mal e negro.

Enfim, eu adorei a aventura criada por Colleen Houck. Achei-o perfeito em questão de história e entretenimento. Me envolvi muito com a leitura e o mundo exposto pela autora. Recomendado!

Comentários via Facebook

17 Comentários:

  1. É realmente fascinante ler livros sobre cultura oriental, justamente por abordarem temas que as vezes nem tinhamos ideia de que existiam, ao mesmo tempo em que nos surpreendem por mostrar que os sentimentos das pessoas, em qualquer lugar do mundo podem ser tão familiares aos nossos. Enfim, fiquei com vontade de ler este livro desde a primeira vez que o vi, acho que vou conferir se a personagem é tão chata quanto alguém que eu conheço... rs :)

    ResponderExcluir
  2. não sou muito fã de livros neste estilo, mas estou bem curiosa para ler esta Saga! já vi muitos comentários positivos, e li alguns quotes que me fizeram ficar encantada antes mesmo de ler!
    uma coisa que ouvi muita gente falar é este detalhe de a autora ser detalhista demais.... não gosto de livros assim, pois acabam me cansando ;S
    aaah, quero muito ler. e espero não me decepcionar!!! :P

    ResponderExcluir
  3. Eu li esta saga inteirinha e concordo com você quando diz que teve vontade de matar a Kelsey. O senhor Kadan é muito bom e os tigres....ah os tigres...Príncipes indianos em forma de tigres...
    No ultimo livro o que posso dizer é que o chororô é geral e que o final é surpreendente, embora me faria muito feliz se a dona Collen escrevesse como anunciado anteriormente "o sonho do tigre".

    }PS: se um dia eu o ler novamente vou contar quantas vezes a Kelsey toma banho...

    ResponderExcluir
  4. Eu li esta saga inteirinha e concordo com você quando diz que teve vontade de matar a Kelsey. O senhor Kadan é muito bom e os tigres....ah os tigres...Príncipes indianos em forma de tigres...
    No ultimo livro o que posso dizer é que o chororô é geral e que o final é surpreendente, embora me faria muito feliz se a dona Collen escrevesse como anunciado anteriormente "o sonho do tigre".

    }PS: se um dia eu o ler novamente vou contar quantas vezes a Kelsey toma banho...

    ResponderExcluir
  5. Concordei plenamente com o que disse e já te alerto: vais querer matar Kelsey com a continuação da saga... ela é realmente uma protagonista irritante.

    ResponderExcluir
  6. Eu ainda vou ler esse livro! #MissãoImpossível

    ResponderExcluir
  7. Oi, amei esse livro. Ele foi o único que me tirou da ressaca literária de Jogos Vorazes.
    Me apaixonei pelos dois irmãos, realmente perfeito. Estou lendo o segundo livro dessa série.

    Convido você a conhecer meu cantinho.
    Beijos.

    cafofodasah.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Amei o livro também. Cheguei a fazer uma resenha dele no meu blog e concordo com você: a autora é bem detalhista, até demais. Existem pessoas que amam isso, mas eu descarto rapidamente.
    Sobre a Kelsey, eu gostei dela e consegui me colocar no lugar do que ela estava passando. Acho porque talvez eu seja MUITO cabeça dura. Você descreveu detalhes sobre ela que eu não percebi e normalmente as pessoas falando que eu sou (como cabeça dura). Hahaha
    Adorei sua resenha.
    Beijos,
    Gi
    http://setemaravilhas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  9. Comecei a ler ontem, espero gostar do livro!

    Adoro livos detalhistas, por mais que pareçam entediantes, me faz viajar com mais eficacia, é ótimo.

    Parabéns pela resenha. Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Kelsey é extremamente chata mesmo !!! Nos ultimo capítulos também quis socar a cara dela, desnecessário quele mimimi todo só porque ele é um príncipe gato kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade! Não gostei do livro por causa disso, ela é muito sem graça e cheia de mimimi pra ser a personagem principal!

      Excluir
  11. Achei que só eu tinha tido problemas com a Kelsey lavando a mão o tempo todo, sendo enjoada e sempre falando coisas desnecessárias. A história é absolutamente linda, mas não vi o porque de ela ter sido a escolhida, ela não me pareceu merecer o Ren. Não vi motivos pra ela trocar o Ren (meu Deus, que homem!) pelo Kishan, até porque me pareceu que o interesse dele pelas mulheres do irmão é justamente porque elas são do irmão e não dele. Adorei a resenha, parabéns!

    ResponderExcluir
  12. Nossa,quero muito ler esse livro!!e ainda mais depois que eu li sua resenha,ficou o máximo!!!

    ResponderExcluir
  13. A melhor saga! Preciso ler os outros 💜 fiquei apaixonada pela Maldiçao do tigre...

    ResponderExcluir
  14. A melhor saga! Preciso ler os outros 💜 fiquei apaixonada pela Maldiçao do tigre...

    ResponderExcluir
  15. Concordo! Não gostei muito do livro por causa disso, ela é muito sem graça pra ser a personagem principal!

    ResponderExcluir
  16. Amo demais essa saga! Compartilhamos do mesmo sentimento pela Hayes. HAHA. Acho que quase todo mundo!

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por