[Resenha] Uma Família Feliz, de David Safier

11 fevereiro 2014
Postado por Livy

Uma Família Feliz
David Safier
ISBN: 9788542202250
Tradução: Mariana Ribeiro de Souza
Ano: 2013
Páginas: 288
Editora: Planeta
Pontuação: ♥ ♥ ♥   
A família Wünschmann não é feliz. A livraria da mãe, Emma, está à beira da falência; o pai, Frank, trabalha muito mais do que deveria; a filha adolescente, Fee, foi reprovada no colégio, e o caçula, Max, está apaixonado por uma garota que mergulha sua cabeça na privada da escola. Para completar, depois de uma festa à fantasia, uma bruxa resolve enfeitiçar todos eles e transforma Emma em uma vampira, Frank em Frankenstein, Fee em uma múmia, e Max em lobisomem. Eles precisarão percorrer meio mundo para descobrir como desfazer o feitiço. No caminho, vão se ver frente a frente com monstros, vampiros, lagartos gigantes, motoqueiros e até o Drácula em pessoa, que vai tentar jogar seu charme irresistível para cima da mamãe Emma. Quem disse que é fácil ser uma família feliz?

Os Wünschmann estão longe, muito longe, de formar e ser uma família feliz! Para Emma, dona de uma livraria infantil, tudo parece (ou melhor, está) fugindo do controle. Seu marido Frank já não é mais o mesmo de antigamente, e o relacionamento dos dois esfriou. Frank vive para o trabalho, e só vive cansado. Seus filhos também não ajudam muito: Fee, a jovem adolescente briguenta vive se destemperando com a mãe, e Max, garoto super dotado de inteligência (nerd total) que é introspectivo e medroso. Todos eles juntos causam o maior problema, isso porque de tão infelizes que são, não conseguem ficar muito tempo no mesmo ambiente.

Emma é minha heroína na história. Ela abandonou seu maior sonho, que era ser agente literária e poder viajar pelo mundo, pois ficou grávida de Frank. Realmente acho que ela fez seu melhor e se dedicou como podia, mas a vida não seguiu bem como ela queria. Infelizmente, a família que poderia sim ser muito feliz, acabou seguindo o caminho da rotina, das brigas e da ruim convivência. Nenhum deles valoriza um ao outro, e a desarmonia reina total! O que mais faz Emma sofrer é ver sua filha a odiando, seu filho recluso e seu marido que nem lhe dá mais atenção. Eu realmente peguei as dores de Emma para mim e quis matar toda sua família!

Mas enfim... Um dia ressurge na vida de Emma uma antiga amiga que se deu super bem na vida, e conseguiu o tão sonhado emprego que ela queria! A amiga, querendo se fazer de boazinha, acaba dando uma pequena oportunidade para que a livraria infantil (que tem um lucro baixíssimo e não aparece quase nenhuma viva alma) tenha uma boa visibilidade: Stephenie Meyer vai dar uma noite de autógrafos em um coquetel! E depois ela poderia, quem sabe, dar um pulinho na livraria de Emma. Forçando toda a família a ir com ela, eles acabam, por engano, indo fantasiados ao evento! E pagam o maior mico! Conclusão: tudo vai por água abaixo!

Transtornada, Emma acaba brigando com toda a família no meio da rua e chama a atenção da velha Baba Yaga (e neste caso, bruxa) que lança uma maldição sobre a família. Entre raios e trovões, eles acabam se transformando de fato nos monstros que estavam vestindo com suas fantasias: Emma vira uma vampira, Fee uma múmia, Max vira um lobisomem e Frank vira o monstro Frankenstein. Tem aí início a grande aventura da família atrás da bruxa, para que ela desfaça o feitiço! Mas acima de tudo, a grande aventura de todos em busca de si mesmos, seus objetivos e a chave para o coração de cada um.

David Safier tem uma narrativa hilária e irônica que me cativou. Seu estilo narrativo me fez dar diversas gargalhadas e me divertir muito com o livro e as trapalhadas desta família louca. Mas acima de tudo me surpreendeu. Não esperava muito do livro em questão de diversão ou aventura, e ele está recheado de ambas! Um ponto forte para mim foi justamente esta mescla de cenas cômicas, alfinetadas a diversos assuntos, diálogos divertidos e aventura hilariante!

E eu adorei Emma, mas achei que ela se culpa demais, sendo que não tem tanta culpa assim. A verdade é que todos eles precisavam viver alguma coisa que lhes desse um choque de realidade, e foi o que aconteceu. O legal é que o livro está cheio de boas lições, e uma delas é a mais pura verdade: nem sempre você tem que ter tudo o que quer para ser feliz. Ou seja, a felicidade não é só momentos alegres e divertidos, ou descontraídos. A felicidade é também cuidado, amor e luta. O que achei bacana é que durante o desenvolvimento da trama, todos eles vão se percebendo, se descobrindo e se aproximando.

Cada um tem seus defeitos (e quantos, senhor!), mas com certeza tem qualidades, mesmo que ocultas, pelas quais se vale a pena lutar. Emma sabe que cada um daqueles corações está fechado para ela, mas ela vai fazer de tudo para conquistá-los novamente, e mais: vai se surpreender ao acabar sendo conquistada. Nesta jornada nem tudo é o que parece ser, e entre Godzilla, Drácula, bonecos de cera, um circo louco e até mesmo algumas pragas do Egito, Emma e sua família vão até o fim do mundo não apenas para se salvar, mas também para salvar o mundo!

Em termos de história não é muito inovador, mas a fantasia criada por David Safier ficou muito legal. Ele usou muitos elementos que dariam um bom filme de comédia. E gostei muito do desfecho! De verdade, quero poder ler mais livros com outras desventuras desta família um tanto diferente. Uma família nada feliz, mas que no fim descobre que o amor supera tudo!

PS.: A capa não condiz muito com o livro. Mas como quem vê capa não vê conteúdo, vale a pena conferir a história desta família alemã e dar boas risadas.
Sim, com certeza não éramos uma família feliz. Éramos uma família um pouco estressada que discutia. Mas mesmo assim éramos uma família que se amava. E, no fim das contas, isso é a única coisa que importa na vida.

Comentários via Facebook

9 Comentários:

  1. Nossa, amei a resenha... Quero demais esse livro!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha! Não conhecia esse livro :)

    ResponderExcluir
  3. Oi Livy, que capa mais feia esta menina! Ainda bem que a sinopse e a sua resenha mudaram o cenário.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  4. Livro sobre confusões em família sempre tem um pouco de drama e muito de humor.
    Mas, principalmente, numa verdadeira família o ingrediente essencial é o amor!
    Vou ler este livro!!

    ResponderExcluir
  5. Que demais este livro! Olhando a capa, realmente temos outra ideia de enredo, mas fiquei muito interessada pela sinopse e sua resenha ficou ótima. Achei muito inovador e parece ser bem divertido acompanhar essa família maluca enquanto tenta quebrar o feitiço! Vou adicioná-lo á minha lista :)
    beijos

    ResponderExcluir
  6. Nossa, eu curtir muito a resenha. Nunca cheguei a ler livros de comédia, mas me parece legal esse.

    Participa do Sorteio que esta acontecendo no meu blog, acho que vai curtir, é um livro de Poesias feito pela editora agBook e AlphaGraphics.

    pensecontra.com


    Parabéns pelo blog!!!
    Bjus

    ResponderExcluir
  7. Nossa, eu curtir muito a resenha. Nunca cheguei a ler livros de comédia, mas me parece legal esse.

    Participa do Sorteio que esta acontecendo no meu blog, acho que vai curtir, é um livro de Poesias feito pela editora agBook e AlphaGraphics.

    pensecontra.com


    Parabéns pelo blog!!!
    Bjus

    ResponderExcluir
  8. Nossa quando vi essa capa pela primeira vez achei que o livro seria muito bom, me lembrou o "Precisamos falar sobre Kevin" mas lendo sua resenha, a tematica do livro nao chamou minha atenção :/

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por