O que achei de Divergente.

30 abril 2014
Postado por Livy


Eu li Divergente tão rápido, mas tão rápido que posso dizer que o deverei. A leitura é tão fluida e gostosa, e a história tão boa que eu acabei me apaixonando pelo livro, por Tris e pelo (suspira) Quatro. Confesso que li o livro para poder ir assistir o filme no cinema, mas não me arrependo! Aliás, penso na razão de não ter lido o livro bem antes.

Minhas expectativas para o filme estavam altíssimas, e estava tão ansiosa para conferir que me remoía a cada comentário que via no Twitter sobre como o filme era bom, ou ruim, etc. Eu precisava ver logo. Heis que surgiu o dia, e fui ver o filme cazamigas do Clube do Livro de Sorocaba, depois de um encontro muito gostoso. Lá fomos nós conferir o resultado. E o que eu achei?

O que achei do filme:

Foto Divulgação
Divergente tem tudo para ser a nova febre do momento. Aliás, tem mostrado SER a nova febre do momento! Os números não mentem: logo no dia de estreia do filme nos cinemas, o longa arrecadou mais US$22,8 milhões só nos cinemas americanos, sendo considerado uma das melhores estreias de uma adaptação de livro para jovens dos últimos anos. Percebe-se que a grande aposta dos produtores para os cinemas é as adaptações literárias, que conquistam cada vez mais espaço entre adolescentes e jovens adultos. 

Divergente retrata uma Chicago futurista, onde a sociedade se divide em facções - Amizade, Audácia, Abnegação, Erudição e Franqueza. Cada cidadão vive onde suas habilidades são mais necessárias, e onde se encaixam melhor. Os recursos são escassos e controlados, e eles vivem dentro do limite de uma cerca, que protege-os de algo inimaginável (sim é um mistério). Todos aqueles que não se encaixam em nenhuma delas se tornam sem-facção, vivendo uma vida ainda mais abaixo da miséria. 

Todos os jovens que completam 16 anos tem que passar por um teste de aptidão que irá determinar em qual facção irá permanecer ou ser transferido, para passar o resto de suas vidas. É aí que Beatrice (Shailene Woodley) se vê em um dilema ao receber a notícia de que seu teste foi inconclusivo, ou seja, ela é uma Divergente. Algo muito perigoso! Dentre tantas de suas escolhas ela decide ser transferida para a facção da Audácia e lá tem inicio sua jornada de aprendizado e lutas, onde ela vai descobrir que é muito mais do pensava ser. Testando seus limites, sua coragem e determinação, todas as situações levam Tris a um caminho sem volta para o desconhecido e inesperado. 

Divergente é um filme bom. Mas não posso compará-lo com o livro do qual foi baseado, pois o livro é infinitamente melhor. Sei que se tratando de um filme, é praticamente impossível transpor com tanta eficiência o que o livro originalmente traz. Mas para um filme com 2h19min de duração, esperava um pouquinho mais. Achei que faltou ser explorado facetas da história que acabaram tornando o longa carente de profundidade. Para mim muitas cenas foram um pouco vazias e rápidas demais. "Enxugadas" de tal forma que metade da graça foi embora.

Também senti falta de muitas cenas importantes no contexto da história e construção de determinados personagens. Um exemplo é Peter (Miles Teller), grande causador de problemas, e inimigo de competição de Tris. No livro sua personalidade mesquinha, cruel, brutal, arrogante e destruidora é muito mais forte e evidente, e causa um grande impacto ao longo de toda a trama. Mas no filme a impressão que tive dele era apenas a de um adolescente inseguro e arrogante, querendo ser melhor que todos mas sem seu lado mais brutal. Outro personagem que tem um papel forte no livro, mas no filme não, é Al (Christian Madsen). 

Não só alguns papeis ficaram apagados no filme, como muitas cenas foram excluídas. Gente, eu esperei as cenas e... COMO ASSIM NÃO TEM? Minha reação foi de espanto ao ver que cenas realmente boas e impactantes foram simplesmente amputadas da trama. Outra coisa que me incomodou um pouco ao longo do filme foram as "transformações" de algumas cenas e elementos da história. Detalhes mínimos que, para mim que leu o livro, fizeram toda a diferença. Não vou falar quais para não dar spoiler (se alguém ficar curioso me manda um e-mail perguntando, rs). E para completar, ainda por cima, alguns acontecimentos se atropelaram entre si, acontecendo em ordem cronológica totalmente errada. Ah, eu tenho TOC minha gente, me senti muito mal. HAHA

Mas como nem só de limão é feita a limonada, o filme tem seu lado bom sim. Tanto tem que mais me agradou que decepcionou. O que me agradou bastante foram algumas escolhas dos atores e também as interpretações em si. Gostei de Zoë Kravitz no papel de ChristinaJai Courtney no papel de EricAnsel Elgort no papel de Caleb (ah, Ansel fofo). Mas principalmente amei Shailene Woodle e The James no papel de Tris e Quatro, respectivamente.

Sinceramente, não consigo pensar em atores que ficariam melhor nos papeis dos protagonistas, de forma alguma. Shailene foi uma escolha perfeita! Além da ótima atuação, ela tem o tipo físico exato para o papel, além de uma beleza diferente. Eu realmente vi Tris nela. A única coisa que achei um tanto ruim, foi o fato de que o roteiro em si impediu de que o desenvolvimento da personagem fosse mais profundo em determinados momentos, como deveria ser. Em algumas partes a Tris do filme não parece tão forte quanto a do livro. Theo James por sua vez... sem palavras. Apesar de não ser o homem mais lindo do planeta, ele tem um charme irresistível, não vou negar (suspira). Ele ficou perfeito no papel de Quatro, sem tirar nem pôr (eu quero um Quatro para mim, como lidar?).

Também percebi que o roteiro foi um tanto voltado para o romance, pelo menos foi a impressão que tive. Provavelmente uma sacada para atrair ainda mais o público que, claro, torce pelo casal. Afinal, as moças adoram um romance, não é!? 

E falando em romance a gente lembra de música! Pois a trilha sonora do filme me agradou muito, com músicas de Ellie Goulding (que eu adoro), Snow Patrol, M83, Pretty Lights, etc. Confira abaixo a lista completa de músicas: 

1. Find You – Zedd feat. Matthew Koma & Miriam Bryant
2. Beating Heart – Ellie Goulding
3. Fight For You – Pia Mia feat. Chance The Rapper
4. Hanging On (I See MONSTAS Remix) – Ellie Goulding
5. I Won’t Let You Go – Snow Patrol
6. Run Boy Run – Woodkid
7. Backwards – Tame Impala & Kendrick Lamar
8. I Need You – M83
9. In Distress – A$AP Rocky feat. Gesaffelstein
10. Lost And Found (ODESZA Remix) – Pretty Lights
11. STRANGER – Skirllex feat. KillaGraham From Milo & Otis & Sam Dew
12. Dream Machines – Big Deal
13. Dead In The Water – Ellie Goulding
14. I Love You – Woodkid
15. Waiting Game – BANKS
16. My Blood – Ellie Goulding

Principalmente mais para o início do filme, achei que as músicas se encaixavam naturalmente e perfeitamente. Estimulando a sensação e emoção certa! Como quando membros da facção da Audácia apareciam correndo, por exemplo.

Foto Divulgação

A fotografia do filme, ambientação, figurino... tudo está perfeito, muito condizente com a história e está praticamente do jeito que imaginei no livro. Não só isso, como muitos diálogos e cenas foram literalmente inseridas no filme. 

Apesar de não ter me agradado de todo, Divergente é um filme que vale a pena assistir. Suas mais de duas horas de filme passam muito rápido e de forma quase imperceptível. Toda a história do livro está ali, de forma resumida, claro, mas está! O longa quase cumpriu com o prometido, e tenho certeza que fechará com uma bilheteria bem alta nos cinemas. Também tenho certeza que agradará, de forma geral, aos fãs do livro.

Mas para aqueles que não leram ainda e nem viram o filme, eu recomendo: leia o livro, você não vai se arrepender! 

E vocês, já assistiram ao filme? O que acharam? E o que acharam do livro? Livro x Filme? Haha, deixem suas opiniões XD

Comentários via Facebook

15 Comentários:

  1. Concordo plenamente que os personagens secundários deveriam ter sido explorados e algumas cenas que foram importantes deveriam ter aparecido... Mas é como você disse, para um filme com um pouco mais de duas horas, eles não poderiam estender ainda mais o roteiro, sem falar que a história, aos olhos de quem nunca leu o livro, poderia ser complicada. Então eu acho que eles focaram nisso: fazer as pessoas entenderem e se sentirem bem assistindo ao filme (é assim que eu vejo). A escolha dos atores e a trilha sonora dispensam comentários, FOI PERFEITA!
    Ao todo, achei Divergente um filme bastante completo, e olhando pelos olhos de pessoas que não leram os livros foi ótimo (meus pais por exemplo, simplesmente adoraram *orgulho*).
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  2. não vi nem li, mas aqui na minha cidade ta virando um sucesso, toda a molecada ta indo ver em peso o filme
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu li o livro mas ainda não assisti o filme, e só pelo trailer e teasers que saíram eu percebi o que você falou, que algumas cenas impactantes no livro eles deixaram rasas no filme. Estou louca para assistir, só não fui no cinema porque não tenho companhia ='( ~meus amigos não curtem~ enfim rs... esse quatro *__* depois desse filme o <3 virou um <4 porque né haha. Também achei a Shailene perfeita para esse papel.

    http://nerdicesdeumagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu sempre prefiro ler e depois assistir o filme, mas dessa vez, não me aguentei. Eu ainda não comprei o livro, mas estava doidinha para assistir o filme, e tive que ir ver. Eu simplesmente amei o filme, e tenho certeza que o livro é muito melhor!
    http://invasao-de-pandas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Livy, eu sempre tento ler os livros ANTES de ver o filme, mas acho que não vai dar com Divergente. :( Só estou com medo de ter algumas coisas no filme que eu não entenda por causa do livro, entende? Vi algumas pessoas comentando isso e fiquei com um pé atrás.
    Mas sobre o filme ser voltado para o romance: acho que a maioria dos filmes estão assim, né? É uma forma de atrair público.

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  6. Oi, Livy! Ainda não assisti Divergente, mas amo! Acabei de reler os dois primeiros livros e estou com o terceiro nas minhas mãos ansiosas. Eu também geralmente prefiro os livros ao s filmes, sou cricrítica e costumo irritar as pessoas saindo do cinema falando 'no livro não era assim' , detalhes fazem toda a diferença! Mas, ganchos à parte, a adaptação dA Menina que Roubava Livros foi perfeita!

    ResponderExcluir
  7. Oi moça, tudo bem?
    Não posso dar uma opinião concreta quanto ao embate livro x filme porque não li Divergente, fui ao cinema na intenção de descobrir a história e agora estou loucamente curiosa quanto a história. Por não conhecer o livro, devo confessar que o filme supriu todas as minhas expectativas, então o livro deve ser melhor ainda.
    Amei sua crítica, bem completa :)

    Beijos,
    www.segredosentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Adorei o filme e que bom que colocou trilha sonora pois amei RSRSR
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Cara, vc mora tão pertinho de mim (sou de Itapetininga) preciso participar de algo assim com vcs qualquer dia *---*
    Eu quero muito assistir Divergente, mas ainda não li o livro, só por isso ainda não fiz um escarcéu pra ver o filme. Porém com a sua dica, acho que vou investir na leitura mesmo e esperar o dvd do filme, Só espero que não seja que nem Instrumentos Mortais que demorou a eternidade para lançar o DVD.

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oiii!!
    Nossa quero devorar esse livro também, pra só depois assistir o filme! Gostei do protagonista! :P
    Beijos

    Elidiane
    Leitura Entre Amigas

    ResponderExcluir
  11. Ainda não li o livro e nem assisti ao filme, mas estou bastante curioso. Vejo muitos comentários sobre a adaptação, mas muitos são divergentes (desculpe o trocadilho. haha). Pretendo tirar as minhas próprias conclusões.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de Maio

    ResponderExcluir
  12. Oi,
    Assisti ao filme ontem, e OMG! eu adorei, quero ver novo e de novo e de novo...
    Não li o livro, (mas ao ver o filme e agora lendo sua opinião estou maluca para ler...), mas acho que por um lado foi bom ir ver sem ter lido, pq me surpreendi muitooo com a história...
    enfim, eu achei o filme assim, incrível!! Agora preciso ler o livro pra ver realmente... ^^'

    ResponderExcluir
  13. O filme ao todo foi perfeito, gostei bastante de várias partes. Mas também senti falta de algumas, mas como algumas pessoas que eu tenho no Facebook já estavam espalhando as cenas que teriam ou não, já estava mais tranquila.

    www.garotasliterais.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Já li a trilogia e vi o filme... concordo com você em quase tudo.
    O livro é tão cheio de emoção e no filme achei as coisas um pouco chatas não deu pra sentir a emoção... Como Al e Peter (como assim, ficaram apagados, isso não pode).
    O que curti foi a trilha sonora e a fotografia mágicas, fizeram valer a pena.
    No geral achei bem legal, nem tudo é perfeito né

    ResponderExcluir
  15. Li os dois primeiros livros da trilogia e logo lerei o terceiro.
    Realmente, cenas importantes foram cortadas, mas, como a própria autora disse, não tira o sentido do filme e nem o prejudica -muito. Sinceramente? Eu amei o longa. ♥
    Parabéns pelo blog.

    http://voceetaolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por