[Resenha] Princesa Mecânica, de Cassandra Clare

21 abril 2014
Postado por Livy

Princesa Mecânica
Cassandra Clare
ISBN: 9788501092700
Tradutor: Rita Sussekind
Ano: 2013
Páginas: 430
Editora: Galera Record
Pontuação: ♥ ♥ ♥   
() Favoritado!
Continuação de Príncipe mecânico, “Princesa Mecânica” é ambientado no universo dos Caçadores de sombras, também explorado na série Os Instrumentos mortais, que chega agora ao cinema. Neste volume, o mistério sobre Tessa Gray e o Magistrado continua. Mas enquanto luta para descobrir mais sobre o próprio passado, a moça se envolve cada vez mais num triângulo amoroso que pode trazer consequências nefastas para ela, seu noivo, seu verdadeiro amor e os habitantes do Submundo

Uma declaração antes de você começar a ler esta resenha: Cassandra Clare é uma destruidora de corações. Sim, ela é! Se você não leu nada da série Os Instrumentos Mortais (eu mesma só li o primeiro livro), é uma boa ideia começar pela série As Peças Infernais. Nesta trilogia você encontrará o mundo antes de Clare e Jace, conhecendo os antepassados e fatos importantes do mundo dos Caçadores de Sombras.

Princesa Mecânica é justamente o último livro da trilogia de As Peças Infernais. E gente, sinceramente, não tem como falar desta série sem surtar ou enlouquecer. Primeiro que é inegável que Cassandra Clare tem o dom da escrita. Sua narrativa não só é envolvente, como mostra seu amadurecimento a cada livro. Fica claro o quanto sua escrita melhorou, e como ela é mestre em construir uma boa trama dramática, com muita aventura e ação; rica em detalhes. Ela consegue amarrar as duas séries dos Caçadores de Sombras de forma que tudo realmente está interligado. Leia e você entenderá.

E eu não posso falar de Princesa Mecânica e o desfecho da trilogia sem um aperto no coração. Sabe aquele tipo de leitura que não sai da sua cabeça, mesmo após horas e dias e semanas de leitura? Sabe aquele livro que fica no seu coração como uma ferida aberta? Aquele livro que você não consegue parar de lembrar e pensar? Princesa Mecânica causa isso e muito mais. Tia Clare conseguiu me fazer sorrir e chorar e gritar.

Como vimos nos livros anteriores, Tessa ainda não sabe o que é e o motivo de sua existência. A única coisa que a jovem sabe é que não é uma simples mundana, e que também não é uma caçadora de sombras. O que ela é então? O pior de tudo é que o único que tem as respostas para suas perguntas é seu maior inimigo, Mortmain. O terrível homem por trás dos autômatos infernais que causaram um grande terror nos livros anteriores. Também é o homem responsável por muito discórdia e um plano terrível que pretende subjugar os caçadores de sombras.

Mas Tessa não tem que enfrentar apenas os mal de Mortmain, ela tem que enfrentar os dilemas de seu coração, e aí meus caros amigos, que Cassandra Clare não tem dó nem piedade. Tessa se vê entre seu amor pelo doce Jem e o temperamental Will (ah, Will). Agora noiva e prometida à Jem, a jovem se vê impedida de demonstrar qualquer afeição por Will, que o faça perceber seu amor. Mas o pior é que Jem está cada vez mais doente, e sua droga demoníaca está acabando. Será que ele irá sobreviver? E será que Tessa irá conseguir escolher entre o amor de Will e Jem? Será que ela vai obter as respostar que tanto precisa sobre quem verdadeiramente é?

Ah, sabe, a frase que me vem a mente para dizer a você que ainda não leu este livro é: "Sabe de nada inocente!" rs. E nem imagina o quanto este livro é doloroso. O livro todo é cheio de dor e reviravoltas. De angústia e verdades cruéis. Mas tem uma beleza imensa.

Apesar de todo sofrimento, eu gostei do desfecho que Cassandra deu para os personagens. Cada um teve seu momento especial, seu tempo e seu final. Cada um teve suas chances. Will e Jem brilharam de uma forma única neste livro. O que mais me chamou a atenção é o modo como ambos se completam e no fim, são um só. Isto fica claro e evidente em todo o livro, é impossível separar um do outro, pois um é e tem o que o outro precisa. Esta amizade e este amor fraternal é lindo e tão verdadeiro que chega a doer. É muito especial.

Tessa mantêm seu carisma e seu brilho, como sempre, e mostra que pode ir muito além do que imaginávamos. Eu já esperava que ela fosse o que se revelou ser, mas gostei do modo como tudo teve um fim, e como ela pode seguir em frente com tudo o que descobriu.

Este é um livro de despedidas, de descobertas, de emoções fortes, de desfechos. Não esperava o fim que o livro teve, por mais spoilers que tenha visto, e por mais que tenha imaginado. Realmente me surpreendeu, e me deixou: "Hã? Cuma? É isso mesmo produção?". Sim, é isso mesmo! Não tem como fugir, é inevitável! O pior é que realmente não sei se gostei ou não do final. Estou muito dividida e não sei o que esperar. Achei em partes tão bonito, que, como sempre, chorei litros. Mas, em partes, achei tão sofrido e doido, que chega a ser terrível.

Princesa Mecânica faz parte de uma série FABULOSA, e digo com toda certeza, eu amei! Posso dizer que, se você ainda não leu, não sabe o que está perdendo. Leia também e junte-se ao clube dos corações despedaçados, dos choros incontroláveis e da dorzinha no peito por ter lido um livro tão fantástico. Sei que ainda vou pensar neste livro por muitos e muitos dias, talvez até mais. Talvez, na verdade e com certeza, eu nunca vá esquecer.

Comentários via Facebook

11 Comentários:

  1. Ainda não li nenhum livro da trilogia de As Peças Infernais, pela resenha parece ser ótima, fiquei bastante interessada em ler!

    ResponderExcluir
  2. Oi Livy, esta é uma das muitas séries que eu estou adiando um pouquinho o início. São tantas que fico até perdida. Adoro as capas da série e os enredos parecem serem, ótimos.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  3. Eu amoooo As peças Infernais!!!
    Logo logo quero comentar no meu blog!
    Amei a resenha
    Beijos
    Stephanie
    www.naestantedelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. O livro foi muito bom! eu esperei muito ansiosa pelo lançamento e achei que a historia foi muito boa e melhor que o segundo livro, e como você disse, é o tipo de livro que você não consegue tirar da cabeça por dias, mas no meu caso, porque de fato eu odiei o final. Fiquei com tanta raiva que não sei se quero mais ler algum livro da Cassandra clare rsrsrs. Ficou muito estranho, imagine só se em crepúsculo a bela terminasse com os dois? não. definitivamente não.
    Adoro seu blog, estou sempre acompanhado!
    Parabéns pelas resenhas.

    ResponderExcluir
  5. Oii! Terminei de ler os 6 volumes de Instrumentos Mortais há dois dias e ainda estou de luto kkk estou tentando me desapegar da historia para poder começar a ler Peças infernais, mas esta difícil rs.
    Por isso vim buscar a resenha para me sentir mais motivada e funcionou, vc me convenceu kkk hoje começarei o Anjo mecânico.
    E também vou te convencer a ler toda a saga do Os instrumentos mortais, viu kkk de um livro para o outra muda coisa muda e faz vc surtar a cada capítulo! Depois de Harry Potter, essa virou minha saga preferida! E jace...ai Jace...estou apaixonada por ele *-* Ele e Clary são meu casalzinho 20!
    E mesmo sentindo ciúmes por ambos...irei conhecer Tesse (que aparece em Os instrumentos mortais, a cidade do fogo celestial) e Will parente distante do Jace.
    Enfim, espero gostar da Peças infernais tanto quanto gostei do Instrumentos mortais.
    Beijinhos e até mais***
    Naah :)

    ResponderExcluir
  6. li os dois primeiros livros de as pecas infernais e amei estou doida para ler o terceiro que deve ser melhor ainda .quem ñ leu esta perdendo porque o livro e maravilhoso ,espero que tess nao fique com jem mas sim will

    ResponderExcluir
  7. amei os livros de as peças infernais fiquei apaixonada e nao consigo tirar da cabeca mas recomendo

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. ALERTA SPOILER AS PEÇAS INFERNAIS Diante de sua resenha só posso dizer que faço das suas palavras exatamente as minhas. Porém gostaria de acrescentar alguns pontos de vista meus, pq acabei a pouco o ultimo livro de peças infernais e não consigo tirá-los de minha cabeça. Quando começo a ler uma segunda série de um mesmo autor que vai abordar relativamente sobre um mesmo tema, tenho uma tendência a ficar meio que na defensiva, e pensando que nada pode se comparar com o que li antes daquele autor(a) e por muitas vezes eu estava certa, mas não dessa vez, não com esses livros e não com essa autora. Li Os Instrumentos Mortais e depois li As Peças infernais e, sem sombra de dúvida As Peças Infernais foram os melhores livros que já lo em toda a minha vida, tudo que sentimos nessa trilogia e algo que me parecia impossível sentir em páginas de livros. Entretanto, devo dizer que me decepcionei infinitamente com o final de Will.. Porque para mim nunca tinha lido sobre um personagem tão extraordinário, o enredo que cassie criou em torno dele me pareceu algo inimaginável( apesar de ter preferido que a maldição fosse verdadeira e que magnus a tivesse realmente quebrado, pois achei que isso tirou bastante credibilidade de will), acho que seu personagem tinha muito ainda para dar e merecia ainda receber muito. De Tessa?, vc se pergunta. Não. Da história. Apesar de ter querido que Tessa ao menos tivesse dito a ele "eu te amo" mais de uma vez no livro e se não de forma marcante para a única vez que o fez; acho que apesar de will não ser um herói de acordo com Tessa ele definitivamente era ou poderia ter sido, sua morte poderia ter sido algo muito maior, muito mais grandioso do que foi: uma morte normal. Talvez porque eu tenha plena convicção de que sua beleza fosse tamanha que eu não agüento viver em um mundo onde eu sei q ela não se foi, mas se acabou em vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Will e tessa voltam no final do livro cidade do fogo celestial....bom, estou dizendo isso mas ainda não terminei, vou começar princesa mecânica ainda

      Excluir
  10. Me apaixonei pelo final, incrível como essa triologia você não pode escolher um lado é um Trio amoro sem Team kk Cassandra me faz chorar litro toda vez que releio e a mensagem que traz no final me da um sentimento de "sou forte eu consigo" <3 Princesa Mecânica é meu eterno livro preferido.

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por