[Resenha] Como Viver Eternamente, de Sally Nicholls

05 maio 2014
Postado por Livy

Como Viver Eternamente
Sally Nicholls
ISBN: 9788561501006
Subtítulo: Cada minuto conta
Ano: 2014
Páginas: 232
Editora: Geração
Pontuação: ♥ ♥ ♥   
() Favoritado!
Sam ama fatos. Ele é curioso sobre óvnis, filmes de terror, fantasmas, ciências e como é beijar uma garota. Como ele tem leucemia, ele quer saber fatos sobre a morte. Sam precisa de respostas das perguntas que ninguém quer responder. ”Como Viver Eternamente”, é o primeiro romance de uma extraordinária e talentosa jovem autora. Engraçado e honesto, este é um livro poderoso e comovente, que você não pode deixar de ler. A autora tem apenas 23 anos e embora seja seu primeiro livro, ele está sendo lançado em 19 países, dirigido a crianças, adolescentes e adultos. 

Como Viver Eternamente foi lançado em 2008, e já está em sua 4ª edição. Agora em 2014 ganhou nova capa. ♥ Primeiramente, não tenho palavras para expressar a grandeza deste livro. Li ele em apenas uma tarde, e ainda continuo emudecida para o poder que este livro exerceu sobre mim.
Lista nº1 - Cinco fatos a meu respeito
1. Meu nome é Sam.
2. Tenho onze anos.
3. Coleciono histórias e fatos fantásticos.
4. Tenho leucemia.
5. Quando você estiver lendo isso, provavelmente já estarei morto.

Este foi o primeiro livro da autora Sally Nicholls, e gente, ela acertou em cheio. Seu livro é comovente. É simples, direto, mas cheio de uma riqueza e de sentimentos que o tornam único e especial. Eu ainda sinto toda a alegria e tristeza que a leitura me proporcionou, e tenho a certeza de que este livro vai me acompanhar em minha memória por muito tempo, e em meu coração também.

Conhecemos Sam, um garoto de 11 anos que tem leucemia e sabe que vai morrer. É inevitável e ele tem pouco tempo de vida, já que todos os tratamentos que fez para combater o câncer foram em vão e não surtiram efeito, apenas prolongaram um pouquinho mais sua vida. Ele tem aulas particulares em casa, e em uma dessas aulas ele é estimulado a escrever um pouco sobre si. Mas o garoto se empolga e acaba escrevendo um livro em forma de diário, onde conta acontecimentos do seu cotidiano, seus sonhos e suas tantas perguntas sem resposta.

Também conhecemos Felix, seu melhor amigo, que também sofre com o câncer. Juntos eles vivem suas aventuras, e Felix ajuda Sam a realizar seus sonhos. Juntos eles percebem que nada é impossível, que eles podem ser e realizar o que quiserem (tem ciscos nos meus olhos, gente!). Sam tem sonhos simples, e outros um tanto diferentes ou difíceis, mas nunca imaginou que pudesse realizá-los. Como ir até a lua; andar em um dirigível; subir uma escada rolante que desce e descer uma escada rolante que sobe; bater um recorde; ver nosso planeta do espaço; etc. Mas aos poucos ele consegue conquistar cada um dos seus sonhos, de uma forma inusitada e bela.

- Como é que ter câncer vai fazer você melhorar?
- Bem - hesitei. - Para ensinar coisas.
- Que coisa?
- Bem... como... - vacilei - ... como o que é importante na vida. Sei lá. Você fica entusiasmado de poder andar de bicicleta, por exemplo. E... e percebe como é importante sua família. Coisas assim.

Este é um livro que fala sobre perda, dor e morte. Mas também fala de amizade, os elos do amor e da família, sonhos e o poder da vida. A vida que é tão rara, tão bela e tão simples. A vida em que passamos tão depressa, a qual Sam aprendeu, em sua tenra idade, a dar um valor inestimável.

Na minha velha escola, costumávamos preparar ciclos de vida. Sei tudo sobre o ciclo da água, o ciclo do carbono e o ciclo do nascimento das estrelas. Tem a ver com coisas velhas que morrem e coisas novas que nascem. Velhas estrelas formando novas. Folhas mortas se transformando em plantinhas. Pode ser algo que morre ou pode ser algo que nasce. Depende do ângulo que se escolhe.

É a força de Sam que surpreende e comove. O garoto é tão jovem, mas mesmo assim não se abala com a morte iminente, com a perda de suas forças e a luta contra uma doença a qual ele não pode vencer. É tão triste, mas tão bonito ao mesmo tempo. O modo como ele enxerga as coisas, como ele encara a vida... Ah, gente, só lendo para entender a beleza deste livro.

O modo como ele vai realizando seus sonhos, ao mesmo tempo em que a doença vai o debilitando, é tocante. Eu não pude evitar de chorar rios ao término desta leitura. Senti meu coração inchar em um misto de tristeza e admiração. Em um misto de dor e alegria. Que livro lindo!

Algumas coisas são perfeitas do começo ao fim.

Sally escreveu seu livro do ponto de vista de Sam, e com sua história tão singela e bela. me tocou! Eu sou grata por ler um livro tão lindo, tão emocionante. Recomendo Como Viver Eternamente sem sombra de dúvida, pois para mim é como um pedacinho de vida em forma de livro. (e então essa pessoa que vos fala termina a resenha em lágrimas)

Comentários via Facebook

12 Comentários:

  1. Parabéns pela resenha Livy! Estou ansiosa para ler Como Viver Eternamente! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  2. Nossa, como não desejar ler o livro depois dessa resenha? Vi vários comentários sobre esse livro pela blogosfera, mas até então não tinha parado para ler uma resenha e a sua só aumentou minha vontade de ler esse livro. Já li um livro da Sally e apesar de ter adorado ele não possui a mesma carga emocional desse. Espero poder ler logo!

    Beijo,
    Naty.

    ResponderExcluir
  3. Onw, Livy, que lindo (em especial as letrinhas miudinhas)... pelo visto os sick lits continuam com tudo, ainda balançando o coração dos leitores. rs

    Eu não conhecia o livro, mas valeu (muito) conhecê-lo. :)

    Beijos,

    Samantha Monteiro
    http://www.wordinmybag.com.br/

    ResponderExcluir
  4. acho que o maior intuito do livro é isso mesmo, te mostrar como é bom viver os pequenos momentos!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oie Li =)

    Acabei de ler uma resenha desse livro e ela assim com a sua me deixou bastante emocionada.

    Acho que preciso de ler esse livro agora rs...

    Parabéns pela resenha!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    To desejando bastante esse livro, ele tem uma tematica bem envolvente e sua resenha me chamou bastante atenção.
    Que bom que você gostou tanto do livro, espero ter a mesma experiencia.
    Beijos
    Guilherme - http://leituraforadeserie.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Eu li esse livro em menos de 5 horas e até hoje não consigo esquecê-lo.
    É um livro maravilhoso. E como você disse, simples.
    Parabéns pela resenha =D

    ResponderExcluir
  8. Oi Livy, realmente o livro é muito tocante, é incrível como Sam encara tudo de forma tão natural...eu não cheguei a chorar durante a leitura, mas fiquei emocionada em diversas cenas.
    Parabéns pela ótima resenha.

    Beijos!!!

    @jannagranado
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Nossa o livro ja esta em sua 4 edição... Este livro parece ser daqueles que voc?ê fica de coração partido depois que termina, ja que provavelmente o final não é feliz(ja que o personagem principal morre).
    Eu tenho problema em ler dramas ou parecidos, pois sofro muiiiito junto os personagens, então geralmente fujo de livros assim rs. Mas me parece ser lindo..mesmo sendo tocante, e passar muitas lições e ensinamentos, para quem curte e não fica com depressão depois é ótimo rs,
    beijos.

    ResponderExcluir
  10. Parabéns pela resenha Livy, me deixou ansiosa para ler esse livro que parece ser ótimo!

    ResponderExcluir
  11. Alguém comprou o livro,já leu e quer vender?

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por