[Resenha] O Tesouro da Encantadora, de Caroline Carlson

12 maio 2014
Postado por Livy

O Tesouro da Encantadora
Caroline Carlson
ISBN: 9788565765312
Tradutor: Ricardo Gouveia
Série: A Quase Honrosa Liga de Piratas
Ano: 2014
Páginas: 400
Editora: Seguinte
Pontuação: ♥ ♥ ♥   
Há muitos anos, quando objetos mágicos eram tão comuns quanto panelas nos lares de Augusta, a magia era controlada por uma feiticeira muito poderosa: a Encantadora das Terras do Norte. Certo dia, cansada de sofrer ataques de cidadãos que queriam usar os poderes de maneira ilícita, ela resolveu se vingar: recolheu a maioria dos itens mágicos do reino e desapareceu, deixando os cidadãos sem notícias de seu paradeiro nem desse magnífico tesouro. Anos depois, quando Hilary Westfield decidiu que queria ser pirata, nem imaginava que estava prestes a participar da caça ao maior tesouro de todos os tempos. Afinal, tudo o que a preocupava era fugir da Escola da Senhorita Pimm para Damas Delicadas, onde as jovens da alta sociedade aprendiam a valsar, desmaiar e se comportar à mesa. Hilary não via utilidade nenhuma naquelas lições e queria se juntar à Quase Honrosa Liga de Piratas. Qualificações não lhe faltavam, mas a Liga não admitia garotas em sua equipe de algozes e pilantras. Decidida a partir para alto-mar a qualquer custo, Hilary responde ao anúncio de um pirata autônomo em busca e membros para sua tripulação. De repente, ela se vê no meio de uma aventura marítima em busca do tesouro mais valioso do reino: o tesouro da Encantadora. Para encontrá-lo, ela contará com um mapa sem X e precisará enfrentar o vilão mais traiçoeiro — e surpreendente — de todos os mares. 

Sempre achei fascinante histórias de piratas. Tanto eles sendo inimigos ou amigos, bonzinhos ou totalmente malvados; desbravando os sete mares, destemidos, à caça de tesouros e vivendo aventuras. Há diversas formas como são representados, inclusive li romances de época onde os piratas são lindos e sensuais (é, sabe como é). Também uma das minhas histórias favoritas de piratas é com o famoso Jack Sparrow em Piratas do Caribe. Claro que na realidade eles eram temíveis, terríveis, impiedosos e nada amigáveis. Mas não há nada como uma fantasia para "mudar" um pouco estes fatos.

Ainda não tinha lido nenhum livro juvenil de piratas, por isso fiquei encantada com a série A Quase Honrosa Liga de Piratas. Ela traz para os jovens (e também para os não tão jovens assim) leitores o primeiro livro O Tesouro da Encantadora, cheio de aventuras e uma garota sonhando ser pirata.

Na sociedade do reino de Augusta, há muito tempo atrás, havia uma Encantadora das Terras do Norte. Esta mulher era dedicada a cuidar da magia do reino, dividida entre os cidadãos através de objetos mágicos. Ou seja, todo cidadão de Augusta podia utilizar magia. A Encantadora era quem mantinha a ordem e equilíbrio do uso desta magia. Mas conforme o uso se tornava indevido e a sede de poder aumentou, e depois de um acontecimento que a aborreceu muito, a Encantadora resolveu que os cidadãos de Augusta não deviam ter em mãos tanto poder. Recolhendo todos (ou quase todos) os objetos mágicos do reino a Encantadora sumiu junto com a magia. Mas ainda assim ficaram muitos objetos para trás, claro, nas mãos da alta sociedade. Também há tesouros ainda escondidos, que atraem a atenção dos piratas. E claro, há boatos sobre o tesouro da Encantadora, mas ninguém sabe de seu paradeiro ou se ele ainda existe. Pior, ninguém entende porque a Encantadora abandonou o reino e levou o tesouro consigo, deixando todos na mão.

Isto foi há muito, muito tempo! Hilary Westfield viveu ouvindo diversas histórias sobre a tal da Encantadora e o tesouro. Ela mesma tem um pedacinho de magia perto dela no formato de uma gárgula (muito fofa) que tem o poder de proteção. Mas Hilary se preocupa mesmo é em se tornar pirata. Ela até tenta entrar para A Quase Honrosa Liga de Piratas, mas eles a rejeitam... por ser uma moçoila. Ou seja, mulheres não podem ser piratas! A jovem não se contenta com um não, claro, afinal seu sonho (desde que se entende por gente) sempre foi se tornar pirata e se aventurar pelos mares. Ela vem treinando há muito tempo, mas seu pai, o almirante James Westfield nunca lhe deu ouvidos ou concordou com seu sonho. E pior, a faz ir para uma escola de boas maneiras para jovens damas a Escola da Senhorita Pimm para Damas Delicadas. Credo, Hilary preferia ser engolida por tubarões do que ter que se tornar uma dama de respeito. Ela ainda quer ser uma impetuosa pirata, e é o que será.

Em meio há uma série de desventuras, ela acaba conhecendo os piratas Jasper e Charles, e acaba embarcando em uma aventura através dos mares atrás de um tesouro inimaginável. (Juro que não vou falar mais nada, porque tem tantas coisas legais e detalhes surpreendentes, que se eu contar mais um pouquinho vocês vão sacar tudo).

Acho que dizer que a narrativa é encantadora é a melhor forma de descrever como o livro é gostoso de ler. Cheio de aventura, diálogos e trechos divertidos, e muita emoção. O Tesouro da Encantadora foi uma grata surpresa para mim, tanto pelo trabalho lindo da edição (a editora está de parabéns), como pela história em si.

E eu adorei os personagens, não tem como não se apaixonar por eles. Hilary me irritou algumas vezes, mas eu gostei de sua determinação e coragem, principalmente para lutar por aquilo que acredita ser certo, assim como pelos seus sonhos. E acabei adorando-a. Fiquei admirada com como ela é fiel aos seus princípios e à amizade. Também adorei a governanta da garota, a Srta. Eloise Greyson. Ela é tão destemida e durona, ao mesmo tempo em que tem um coração mole. Jasper e Charles são piratas que de temíveis nada têm. Na verdade eles são uns amores, bondosos, espirituosos e corajosos. Eu os admirei muito. Jasper é o comandante do navio pirata Pombo e o responsável pela aventura em que todos irão se encontrar. Charles é um jovem rapaz que tem uma história triste, mas se mantêm firme e determinado. Também tem uma personagem muito meiga e companheira que eu adorei, que é a Claire, amiga que a Hilary fez em sua jornada.

Odiei com todas as minhas forças o almirante James Westfield. Que homem odioso >.<
Também não fui muito com a cara da tal Encantadora das Terras do Norte. A achei um tanto egoísta, mesquinha e controladora. Ela também é uma cega e egocêntrica, mas tudo bem, o tesouro é dela afinal, fazer o quê!?

Mas dentre todos os personagens, a minha favorita, sem dúvida, é A Gárgula  Ela foi criada pela Encantadora e também é uma das peças mágicas, e foi feita para proteger a família Westfield. Só que ela é muito fofa gente! Ela é um tanto desbocada, fala o que pensa, mas é uma criaturinha que dá vontade de adotar. Ela foi a causadora de boa parte de minha diversão com a leitura deste livro, e os comentários e jeito despojado dela são demais! Eu quero uma gárgula para mim!

Eu gostei da trama, que é leve e divertida, mas também tem muita aventura e tensão. O livro traz também belas mensagens sobre lealdade, amizade e confiança. A força para lutar pelo que se crê e pelos seus sonhos, assim como seus ideais. É um livro que vale muito a pena ser lido. É diversão garantida.

Um outro ponto que gostei muito é que o livro é bem dinâmico. Durante o transcorrer da história há diversas cartas, anúncios de jornais, recados, folhetos, etc., e todos eles são mostrados em seu formato original para nós, o que torna o livro muito mais interessante. Outro detalhe é que há mapas, ilustrações em cada início de capítulo, etc. Também tenho que dizer que eu estou apaixonada pela capa, que representa os principais personagens do livro em sua aventura. Amei ♥ 

Sem sombra de dúvidas O Tesouro da Encantadora é um dos melhores livros juvenis que tive a oportunidade de ler! Recomendadíssimo! Agora é esperar pela continuação para acompanhar as outras aventuras de Hilary e seus amigos (e minha gárgula preferida).


Comentários via Facebook

13 Comentários:

  1. esse livro parece fofo, eu ja li outras resenhas bem positivas que me deram mt vontade de ler. com certeza vai ser uma leitura que eu vou gostar.

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  2. Gostei da resenha Livy. Só ouço ótimos comentários a respeito deste livro e imagino que ele seja realmente excelente. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  3. Eu não conhecia esse livro, parece ser muito legal!

    bjs

    http://nandaaflordapele.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Adoro livros com piratas e mais ainda quando são juvenis. Desde que vi a capa da obra, fiquei com vontade de lê-la. Sua resenha fez essa minha vontade aumentar.
    Adorei a resenha.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de Maio

    ResponderExcluir
  5. "mas tudo bem, o tesouro é dela afinal, fazer o quê!?" HAHHA, eu ri XD
    Eu gostei bastante tbm, Lyvs, é um livro leve e despretensioso mas que acabou se tornando um dos queridinhos pra mim esse ano. Adorei a Hillary <3 e a gárgula, hahaha

    ResponderExcluir
  6. Oi Livy, adoro ler livros mais leves que são voltados para um público mais jovem...ah piratas é um tema que dá para explorar tanto né? Fiquei curiosa sobre a história de uma menina querer ser pirata...quero muito ler esse livro e conhecer a história.

    Beijos!!!
    @jannagranado
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Livy! Eu adorei o livro, dei boas risadas com as situações inusitadas que nossa pequena piratinha viveu, que menina determinada, gostei muito dela, mas doi mesmo a Gárgula que roubou a cena, queria uma daquelas de estimação. É um livro para o público juvenil, mas suas lições servem para todos nós.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  8. Parece ser um livro bem divertido de ser ler, está na lista dos livros que vou ler desde já.

    ResponderExcluir
  9. Este livro é o que mais desejo ler no momento. Sua história é incrível e amo este tipo de leitura cheio de aventura e emoção. Não vejo a hora de poder ler. Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Parecer ser um livro muito bom de se ler, eu como sou uma super fã de piratas tenho certeza que vou gostar muito. Como sempre ótima resenha parabéns ...

    ResponderExcluir
  11. Ele tem uma mistura de fofuras e descobertas bem interessantes......
    Gosto desse tipo de gênero para dar uma "variada" e uma descontraída, sem contar que podemos descobrir histórias fantásticas.....
    Estou até vendo Hilary como capitã, mandona e divertida....
    Amei..

    Bjsss

    ResponderExcluir
  12. Pelo que li em sua resenha o livro é muito divertido e vai arracar muitas risadas do leitor, além de prender nossa atenção a cada página. Sem sombra de dúvida quero lê-lo.
    Parabéns pela resenha.

    bjs

    ResponderExcluir
  13. Deve ser super bom! Super afim de ler. Adorei a resenha :D

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por