[Resenha] O Último Passageiro, de Manel Loureiro

12 maio 2014
Postado por Livy

O Último Passageiro
Manel Loureiro
ISBN: 978-85-422-0260-1
Tradução: Sandra Martha Dolinsky
Ano: 2014
Páginas: 382
Editora: Planeta 
Pontuação: ♥ ♥ ♥   
() Favoritado!
Agosto de 1939. Um enorme transatlântico chamado Valkirie aparece vazio e à deriva no Oceano Atlântico. Um velho navio cargueiro o encontra e decide rebocá-lo até o porto, mas não sem antes descobrir que nele há um bebê de poucos meses... e algo mais que ninguém é capaz de identificar. Por volta de setenta anos depois, um estranho homem de negócios decide restaurar o misterioso transatlântico e repetir, passo a passo, a última viagem do Valkirie. A bordo, presa em uma realidade angustiante, a jornalista Kate Kilroy busca uma boa história para contar. Mas acabará descobrindo que somente sua inteligência e sua capacidade de amar podem evitar que o transatlântico pague novamente um preço sinistro durante o percurso. Inquietante. Enigmático. Viciante. Bem-vindo ao Valkirie. Você não poderá desembarcar…mesmo se quiser.

Tenho que dizer, este é o livro que Stephen King gostaria de ter escrito!

Eu sempre fui curiosa para conferir Apocalipse Z, de Manel Loureiro. Tantos comentários positivos, tanta gente elogiando e indicando, e eu ainda não tive o prazer de ler! Mas eis que a oportunidade de ler algo de Manel não surge para mim através da sua tão famosa trilogia de zumbis, mas sim através de seu novo (e fantástico) livro.

Em O Último Passageiro, saímos do clima apocalíptico de um mundo devastado por uma pandemia zumbi e enveredamos por uma atmosfera (ou uma névoa apavorante) de mistério, suspense e paranormalidade. E claro, pontuada com um terror de primeira numa narrativa onde se pode encontrar personagens interessantes e um bom desencadeamento da trama.

O Último Passageiro me encantou desde o prólogo que, aliás, chama-se A Névoa e subdivide-se em quatro capítulos, com 41 páginas. Confesso que foram as 41 páginas de introdução num livro que mais me apavoraram até agora. Se o restante do livro não tivesse mais nada a oferecer, esse prólogo “prolongado” já teria valido a pena; pois é puro terror. Um terror visceral, daqueles do qual é impossível ficar indiferente. É uma combinação perfeita de tudo que eu tenho como fobia: a vastidão do oceano; a escuridão absoluta; uma névoa amarela assustadora; um navio saindo do nada… Quer mais?! 

Essa primeira parte do livro conta o encontro do navio Valkirie, em 1939, pelo navio carvoeiro Pass of Ballaster. O capitão Tom McBride e sua tripulação estão passando por maus bocados sob um nevoeiro denso e misterioso. No navio nada funciona corretamente, e o ar está tão frio que pingentes de gelo já começam a se formar dentro do navio. O clima não melhora quando eles se deparam, de forma quase mortal, com um misterioso navio: o Valkirie. O que aparentava ser quase um acidente náutica, acaba se transformando num pesadelo ainda maior para McBride e seus tripulantes. O clima é de terror puro e genuíno. É de tirar o fôlego, simplesmente.

A segunda parte do livro é Kate. Catalina Soto, ou Kate Kilroy, uma bela jornalista do London New Harald, que encontra-se ainda enlutada pela morte do marido, também repórter daquele mesmo jornal, Robert Kilroy. Assim que retorna ao trabalho, Kate vai receber da diretora do jornal, Rhonda Grimes, a reportagem que Robert estava fazendo sobre um sujeito chamado Isaac Feldman: uma espécie de banqueiro dos cassinos virtuais; um sujeito multimilionário, considerado mafioso e sem escrúpulos. Rhonda instiga a curiosidade jornalística de Kate e, deste ponto em diante, ela vai retomar a investigação de Robert. O que ela não podia adivinhar naquele primeiro momento, é que sua vida iria ser posta de cabeça para baixo numa vertiginosa aventura de mistério e terror.

Essa parte é bem interessante, pois vamos conhecer algumas particularidades do navio Valkirie, bem como que fim levou a tripulação do carvoeiro Pass of Ballaster. Além do que, obviamente, um pouco sobre o próprio Isaac Feldman, a medida em que a investigação de Kate vai aproximá-la do Valkirie.

A terceira parte é Valkirie. Nesse momento, Kate (e nós, obviamente), embarca no misterioso navio. A partir desse ponto em diante vamos conhecer outros personagens que compõem o plantel de personalidades da trama principal. Também vamos nos aprofundar, gradativamente, na história por trás do Valkirie. O navio foi comprado e restaurado por Isaac e posto para navegar outra vez. Muita coisa interessante vai acontecer nessa terceira parte do livro. É quase como uma montanha-russa de emoções. O foco central da narrativa é Kate Kilroy, mas o autor nos apresenta outros pontos de vistas, em alguns momentos, para realçar o clima de terror ou de mistério.

Este livro nos apresenta uma história de terror de primeira linha com momentos arrepiantes. O mistério é constante, no que tange as origens do Valkirie e os aspectos sobrenaturais que envolvem o desaparecimento da tripulação e passageiros da viagem inaugural de 1939; assim como quanto ao interesse de Isaac Feldman em colocar o navio novamente em circulação depois de mais de 70 anos de inatividade. E como se isso não bastasse, há ainda todo um clima de tensão entre os passageiros a medida em que eles se deixam influenciar pela obscuridade que envolve o navio.

Eu, particularmente, me deliciei (me apavorei, seria mais decente de se dizer) lendo-o. Me simpatizei de cara com Kate e seu drama. Gostei muito do jeito como ela conduziu a investigação e de como concluiu a história. Também gostei muito da tripulação do Pass of Ballaster e senti uma grande pontada de pena por Isaac.

O livro me lembrou, assim indiretamente, é claro, um outro livro que li: O Iluminado, do divo Stephen King... naquela parte do hotel, quando os eventos paranormais começam a se manifestar pra valer e Jack enlouquece de vez. Por isso eu disse, lá no começo, que este é o livro que Stephen King gostaria de ter escrito. Eu considero O Iluminado a melhor história de terror paranormal já escrita até hoje, e Manel Loureiro não fez por menos em O Último Passageiro.

Manel cria um empolgante e sensacional thriller que mistura com perfeição suspense, mistério, terror, ficção e o sobrenatural. É uma apavorante viagem pelo medo, no tempo e espaço, dentro de um navio tomado pelas sombras mais profundas que alguém já viu, onde pessoas atormentadas e acossadas pelo medo convivem com criaturas sombrias e enigmáticas, cercados por toneladas de aço frio em pleno oceano. Não há como resistir ao avanço das sombras. Nenhum lugar é seguro para se esconder. O mistério, a morte e a escuridão encerram-se dentro do Valkirie.

Falando do livro em si, adorei a capa! Tem todo o clima de mistério, terror e paranormalidade que vamos encontrar em suas páginas. A diagramação está ótima. Como ressalva, tenho apenas a salientar que há alguns erros de impressão em algumas linhas em trechos espalhados pelo livro que carecem de uma revisão em uma próxima edição. De resto, o livro está show.

Valeu cada coração que dei de pontuação para ele e a garantia de um lugarzinho entre os meus favoritos. Manel Loureiro prendeu minha atenção até a última linha do livro. São 382 páginas das quais foi impossível desgrudar. E até o último parágrafo Manel sustém o desfecho final. E quando ele o conclui, é simplesmente arrebatador – ou melhor dizendo, apavorante. Esse, tenho certeza, não vai demorar para virar filme (assim espero)!

Comentários via Facebook

20 Comentários:

  1. Oi Livy,
    U-A-U...que resenha hein...eu desde que soube do lançamento desse livro fiquei super curiosa, realmente parece ser uma história que nos arrebata de uma maneira surpreendente...só posso dizer que sua resenha me fez ficar ainda mais curiosa pela história...espero em breve poder ler.

    Beijos!!!

    @jannagranado
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Também acho que vai virar filme! :D

    ResponderExcluir
  3. Nossa Livy, que resenha maravilhosa!
    Não sabia do lançamento desse livro e fiquei muito curiosa com a história.
    Estou lendo alguns livros do Stephen King só agora, já que li um conto dele com o Joe Hill, outro mestre do terror, e estou amando.
    Quero muito ler esse livro.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Oi Lyvs! Gostei muito do que vc pontuou na resenha. E gente, isso não é livro para ler a noite não, sou muito medrosa, hahaha XD. Concordo com vc, o cenário do mar + a questão de navio são elementos perfeitos para horror.

    Se eu conseguiu superar esse medo (e ganhar o livro do marido, haha), é leitura na certa! :)

    Beijos,
    Lygia - Brincando com Livros

    ResponderExcluir
  5. Oie Li =)

    Não conhecia esse livro, mas só o fato de ser uma livro histórico já me chamou a atenção. O problema é que conforme fui lendo a sua resenha ele me pareceu ter alguns detalhes que me deixam com medo, e vc sabe que eu sou medrosa rs....

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  6. Quando eu vi a sinopse e sua resenha no comecinho achei que era um livro de mistério e suspense, mas depois que vc falou que é um terror DESISTI, porque eu nào leio nada do gênero, embora o livro tenha me chamado bastante atenção pela sua resenha mesmo. Acho que vc escreveu de uma maneira que conquistaria qualquer leitor e te dou os parabens por isso, porque quando gostamos realmente de um livro que é o meu caso eu as vezes TRAVO para escrever como eu realmente me senti e vc captou isso legal. PARABENS. Nossa adorei. Pena que n gosto do genero, mas indicaria para outras pessoas sua resenha para ler, porque achei mto legal a historia.

    Se cuida linda

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Gostei da resenha Livy. Uau, parece ser um livro de terror e tanto? Quando você disse que esta seria uma obra que o Stephen King gostaria de ter escrito, fiquei em polvorosa. Se tiver oportunidade, pretendo lê-lo sim, com certeza! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  8. Menina!! Ainda bem que vou ler este livro ainda este mês.
    A resenha está tão incrível, que se eu já não tivesse o livro, iria comprá-lo agora!!!
    Amo terror, e peguei este livro só pela sinopse, já percebi que foi um tiro certo!
    Resenha impecável!!!

    Bjkas

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Eu já estava com vontade de ler este livro, mas depois de ler sua resenha, tive a certeza de que "preciso" ler.
    Pelo visto, é uma leitura instigante e muito interessante!
    Já vai para a minha lista!
    Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  10. Livy! Eu nunca li nenhum livro que me deixasse com medo além dos livros do King, se este é mesmo tão apavorante preciso conferir. Nunca li nada do autor, mas Apocalipse Z é um desejo, contudo, depois de tudo que você escreveu aqui, O último passageiro virou prioridade.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  11. Leiam o Princípio do Fim.
    as primeiras 100 páginas foram as melhores da minha vida. é fantástico. o cara é além de genial. estamos diante de uma lenda. somos contemporâneos de um genio.
    sei que o blog é dedicado ao público feminino, mas duvido que alguém, independente do gênero, não vá gostar do livro.
    estou ansioso para ler o Último passageiro. só vi gente falando bem.

    ResponderExcluir
  12. Caramba! Muito bom esse livro. fiquei ansiosa pra ler. Adoro temas cheios de terror e mistérios. Você conseguiu me surpreender com a história. Com certeza vou querer ler. Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Depois de ler sua resenha tenho que concordar com você. Esse é o livro que Stephen King gostaria de ter escrito. É bem a cara dele. Mas gostei de saber que temos outro tão bom e que nos proporcionará leituras fantásticas. Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  14. Oi Livy, confesso que a sinopse não me chamou atenção, mas daí continuei lendo sua resenha e fiquei com uma hiper mega vontade de lê-lo, achei que seria um livro de suspense e taus, mas daí envolve terror também, e tipo.. eu AMO livros com esse gênero, daqueles que nos apavoram mesmo, que ao ler sua resenha, percebi que é o que "O último passageiro" faz, então com certeza, está na listinha das "prioridades" desde então.
    Ah! parabéns pela resenha, ta demais!!!

    ResponderExcluir
  15. .... Estou ainda começando o livro, à pág 86, livro esse que adoraria ter mas não é meu, é empréstimo de uma biblioteca aonde sempre vou.
    Estou gostando muito da narrativa instigante e o ritmo alucinante com que os fatos vão aparecendo, de cara, antes mesmo de ler qualquer linha, eu me lembrei, pela sinopse, do também malfadado Perséphone que está nas páginas de Duma Key do SK, penso que em matéria de navios amaldiçoados seja lá pelo que seja, são idênticos e também pressuponho que assim como em Duma, só mesmo com muita diligência, dedicação, amor, fé e coragem para escapar de uma viagem nesse troço infernal. Gostei muito da sua resenha, o livro é tudo que vc diz e muito mais!

    ResponderExcluir
  16. Li a Trilogia Apocalipse Z e gostei muito. Tanto a sinopse, quanto a resenha apontam que o autor também se saiu bem em mais um livro de terror.

    ResponderExcluir
  17. Sou perdidamente apaixonada por livros de suspense; terror e etc.... Quando vi a capa do livro, já pensei de cara, este livro tem que fazer parte de minha estante, mas até então não tinha lido resenha (s)..... A partir dessa, pude confirmar seu lugar em minha coleção.... Estou com gostinho na "boca" de saber o mistério por trás de nevoeiro até sua "reinauguração"....
    Sem contar que prefiro ler livros á noite, ao som do silêncio, isso é fascinante para quem ama como eu...
    Ótima resenha, bem detalhada......


    Bjsss Livy

    ResponderExcluir
  18. Eu não conhecia o autor e vc me surprendeu ao dizer que meu amado Stephen adoraria ter escrito...Sem sombra de dúvida vou quer ler, aidna mais comm você dizendo maravilhas sobre o livro. Fiquei chocada ao descobrir que o livro é terror, pela capa e sinopse eu juraria que era suspense.. Preciso l^-elo.

    bjs e parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  19. Adorei a resenha! Estou louca pra ser esse livro, e agora a vontade só aumentou!! Esperando chegar na livraria para comprar. <3

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por