[Resenha] Todas as Cores da Escuridão, de Peter Robinson

06 outubro 2014
Postado por Livy

Todas as Cores da Escuridão
Peter Robinson
Livro cedido pela editora
ISBN: 978-85-01-09343-1
Tradução: Carlos Duarte e Anna Duarte
Páginas: 378 
Ano: 2014
Editora: Record
Pontuação: ♥ ♥ ♥  
Enquanto corriam por um bosque, quatro garotos foram surpreendidos pela terrível descoberta de um corpo suspenso, no galho de uma árvore. Trata-se de Mark Hardcastle, um bem-sucedido cenógrafo e figurinista. O caso fica com a detetive Annie Cabbot, que não consegue entender por que um cenógrafo tão bem-sucedido como Mark, cuja última produção, Otelo, foi tão elogiada, se mataria. Seria mesmo um suicídio? Pouco depois, o corpo de Laurence, o companheiro de Mark, também é encontrado, revelando um crime com requintes de crueldade. Diante dessas circunstâncias Annie tem que interromper as férias do inspetor-chefe Alan Banks e chamá-lo para ajudar a resolver o caso. E quanto mais ele investiga, mais se vê preso em um mundo de sombras onde nada é o que parece. Motivado a descobrir a veracidade dos fatos, desafia autoridades, coloca a própria vida e o emprego em risco e se depara com inimigos inimagináveis. 

O primeiro livro da série policial Allan Banks foi lançado com sucesso em 1987, sob o título "Gallows View", seguido por outros 16 livros até Todas as Cores da Escuridão, que é o décimo oitavo da série, publicado em 2009. Após esse episódio da saga Allan Banks, outros quatro títulos foram lançados: Bad Boy (2010),Watching The Dark (2012), Children Of the Revolution (2013) e Abattoir Blues (2014). No Brasil, a Editora Record já publicou Amigo do DiaboBrincando com FogoCaso EstranhoPerto de Casa e Pedaço do meu Coração. Portanto, percebe-se logo que uma série que tem quase dezoito anos não é uma série qualquer. São 22 livros dentro da série Allan Banks e outros cinco com títulos diferenciados. O que, certamente, permitiu a Peter Robinson notabilizar-se em thrillers policiais de suspense. 

Todas as Cores da Escuridão é o primeiro livro que leio do autor. Portanto, não posso avaliar a sua obra como um todo, infelizmente. Com o devido tempo, pretendo ler outros livros dessa série e resenhá-los. Mas, desde já, posso dizer que Peter Robinson conseguiu chamar a minha atenção. Perfeitamente notada, é claro, pelo bom suspense que ele conseguiu criar nesse livro; um romance no mais tradicional suspense policial que prendeu a minha atenção da primeira à última página. 

A trama começa com um suicídio. Um sujeito pendurado numa árvore, para cujo local  é designado a inspetora Annie Cabbot, parceira, braço direito, confidente e "quase caso amoroso" do inspetor Banks; o qual, aliás, tirou uma semana de folga para relaxar ao lado de sua atual namorada, Sophia Morton. Às vésperas do final de semana, o caso do suicida não promete ser outra coisa senão exatamente isso, mais um que covardemente desistiu de continuar vivendo. Bom, seria simples assim, não fosse o fato de que Annie e sua colega, a sargento Winsome, descobrem algumas incongruências no local. Tais incongruências apontam em uma direção nada simples e agradável, e Allan Banks é reconvocado pela chefona, a superintendente Gervaise, para assumir o caso. 

Bom, imaginem se Banks volta da licença com um largo sorriso de orelha a orelha, deixando a belíssima (e enjoada) Sophie sozinha no jantar com os amigos. Até parece, né? Mais do que depressa ele vai tentar concluir o caso do suposto suicídio como, obviamente aparente ser, um suicídio. Mas, querendo ou não, aí entra uma velha lei de Murphy: "Se alguma coisa pode dar errado, dará. E mais, dará errado da pior maneira, no pior momento e de modo que cause o maior dano possível"

Allan Banks vai descobrir isso da pior maneira possível, envolvendo-se cada vez mais fundo no caso. E quanto mais ele e Annie esmiúçam a vida do suicida, mais eles descobrem acerca dos motivos que o levaram à morte. Ainda mais que o aparente suicídio está diretamente relacionado com o assassinato de um sujeito rico, homossexual e, de quebra, amante do suicida. 

A primeira suspeita é óbvia: assassinato seguido de suicídio? No entanto, Banks e Cabbot vão descobrir rapidamente que há muito mais escondido aí além de um  assassinato e um suposto suicídio; algo tão tenebroso que colocará em risco não apenas o relacionamento dos dois, mas também as suas carreiras e suas próprias vidas e  daqueles que eles mais amam. 

Com diálogos inteligentes (aliás, muitos diálogos), bem construídos, personagens fortes e marcantes, Peter Robinson tece uma trama de suspense onde o cerne de tudo é o caráter humano. Num mundo globalizado, onde a mídia é preponderante e instantânea, e nem tudo é o que parece ser (pois cada vez mais se tem a nítida impressão de que estamos perdendo as nossa individualidade), Todas as Cores da Escuridão desponta como um romance policial de investigação tradicional que aborda temas importantes da nossa sociedade moderna, como o homossexualismo, amizade, drogas, o poder das tecnologias de ponta, o temor do terrorismo, a falta de confiança das pessoas uns nos outros e o bom e velho egocentrismo. Eita nós, hein? O que seria do mundo sem o homem egocêntrico. 

E investigação é o que não falta no livro. Altos e baixos, como numa gangorra, em que Banks e Cabbot se deparam com forças que estão acima até mesmo da própria lei, e que farão de tudo para impedí-los de chegar fundo no cerne da questão e descobrir a verdade por detrás desse caso misterioso envolvendo um suicídio e um assassinato. Desta forma, a cadência da ação no livro é feita pelo ótimo suspense que nos prende à trama através dos diálogos e da investigação propriamente dita. 

Um outro ponto interessante são os personagens. São muitos, todos muito bem caracterizados e construídos com esmero. Em particular, gostei da atuação e do caráter da Annie Cabbot e da superintendente Gervaise. Me simpatizei com a Winsome também. Sophie, a namorada de Banks... bem, deixa pra lá. Quanto ao Banks, achei-o um pouco arrogante e muito senhor de si. Talvez por que ele precise um pouco dos sentimentos da Cabbot para domesticá-lo. Seja como for, quem sabe isso ocorra nos próximos livros da série. 

O final também é bem interessante e cheio de surpresas. Gostei! E fica uma ressalva para a ótima capa do livro, gostei muito. Este livro é um excelente exemplar para os fãs da série, ou mesmo para os que, assim como eu, ainda não conhecem o trabalho de Peter Robinson e as peripécias investigativas de Allan Banks e Annie Cabbot. Portanto, fica aqui a dica. Todas as Cores da Escuridão é altamente recomendado para fãs ou não de Peter Robinson, e do gênero, pois é um excelente thriller investigativo. Aliás, a série Allan Banks, como um todo, parece ser muito boa.

Comentários via Facebook

19 Comentários:

  1. Oi Livy.
    Ah, adoro livros policiais, mas ultimamente parece que está difícil achar um que realmente me agrade. O último que eu li foi péssimo UAHSUAHS Juro. Enfim, esse parece ser bem interessante. E nossa, quantos livros! São muitos, mas o bom é que dá pra ler sem ser na ordem, né? Pois isso gosto de romances policiais. Adorei a resenha.

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing
    http://thisadorablething.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá Livy!!!
    Uau!!! 22 livros não é pouca coisa não...
    A história desse me parece bem interessante.. vc com certeza conseguiu atiçar minha curiosidade pelo título... e como não precisa ler em uma ordem específica melhor ainda...kkk
    Parabéns, ótima resenha..
    Bjuss

    ResponderExcluir
  3. Oi Livy! Livros do gênero sempre me interessam, este aqui em particular por não ter somente um caso complexo, mas também por o autor abordar temas atuais e polêmicos, isso deixa a trama mais verossímil. Vai para lista de futuras leituras.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  4. Adorei essa capa! Não conhecia nada do autor, na verdade, minhas leituras de suspense estão bem caídas.

    {http://www.duasgotas.com.br/}

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Não conhecia esse autor, mas para ter tantas obras publicadas de uma mesma série, deve ter uma escrita incrível.
    Faz tempo que quero ler um suspense policial e esse paresse ser muito interessante.
    Adorei sua resenha, fiquei com vontade de ler o livro.
    Beijos
    Construindo Estante || Facebook

    ResponderExcluir
  6. Oi Livy, tudo bom? Não conhecia a série, mas nossa.. 22 livros?
    Tem que ser realmente MUITO boa, né?!
    Confesso que não sei se aguentaria acompanhar uma série com tantos volumes, mas o enredo me deixou intrigada. E bem, não é qualquer livro que merece "4 estrelas" (ou corações, rs!), não é mesmo?
    Beijos ♥

    Thati;
    http://nemteconto.org

    ResponderExcluir
  7. Adoro thrillers investigativos mas nunca tinha ouvido falar de Peter Robinson. Bom, com tantos livros de uma mesma série publicados, com certeza ele não é qualquer coisa.
    Adorei o enredo desse livro. Vou colocar na minha lista.
    Até a capa já deixa um ar de mistério no ar.
    Adorei!

    bjs.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Livy, tudo bem?
    Meu gênero literário favorito de longe é romance policial! Harlan Coben é o meu autor preferido. O legal desse gênero é que ele sempre - ou quase sempre - nos deixa sem fôlego. Quando pego um, só largo o livro quando termino a leitura.
    Quanto a "Todas as cores da Escuridão", já chama a atenção pelo título. Vendo a capa e depois lendo a sinopse, fiquei super interessada. Só não gosto muito do fato de ser uma série. Gosto de livros independentes.
    Beijos <3
    http://livros-cores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá! Leio poucos livros desse gênero e sinto que estou precisando de novas indicações, então acredito que sua resenha tenha vindo no momento perfeito.

    http://www.whoisllara.com/

    ResponderExcluir
  10. Olha tenho que confessar que gostei bastante da sua resenha, principalmente porque adoro um Suspense Policial com boa dose de investigação. Acho que livros assim nos prende bastante e acho que vou dar uma pesquisada para saber mais dessa série, pois faz tempo que não leio nada do gênero. Muito bacana sua resenha. Me chamou bastante atenção e fiquei com vontade até de comprar.
    =]

    Enfim...vai para os meus desejados sem dúvida
    e pode ter certeza que quero entrar nessa investigação junto com o personagem =D

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Gostei da resenha Livy. Aprecio bastante romances policiais e esse parece ter todos os ingredientes que julgo necessários em uma boa trama: personagens fortes, dinamismo e suspense do início ao fim. Ótima dica! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Livy, até que estou lendo mais livros policiais, no momento um nacional está me tirando do sério com seus mistérios rs sobre Todas as cores da escuridão (que por sinal, amei o título!) realmente fiquei interessada na leitura, mas confesso que os 22 livros lançados da série me deixam apreensiva em começar uma leitura tão longa, sem falar que nem todos foram lançados por aqui :( Mas enfim, leria sim pois o mundo dos livros policiais está me conquistando.

    Beijos
    Passaporte Literário

    ResponderExcluir
  13. Gostei muito da sua resenha. Não conhecia o livro e nem o autor. Porém livros com esse tema me deixam muito curiosa. Já está anotado aqui e em breve irei ler ele. Adorei a dica!
    pactoliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Não sou muito fã do gênero mas até que fiquei curiosa! Preciso ler mais livros desse tipo, justamente para tirar a má impressão que tenho deles, essa é uma boa dica ;)

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Essa é a primeira resenha que leio desse livro. Alias essa é a primeira vez que vejo falar dele. Não gostei muito da capa, mas pela sua resenha, é bem o tipo de livro que amo ler. Adoro livros com diálogos inteligentes e que a gente fica na aflição de saber o que vai acontecer.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  16. Livy, vou ser sincera contigo: 18 livros em uma série dói. Até porque, mesmo que sejam livros "independentes", se você gostar, fica com vontade de ler os outros e isso dói...
    Mas tá, falando sobre o livro, essa foi a primeira resenha que já li dele. Gosto desse ambiente de investigação, de suspense, tanto que vários livros desse estilo estão entre meus favoritos. <3
    Gostei da indicação. Mais um para a lista de desejados.

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  17. Olá, Livy.
    Eu confesso não ter o costume de ler esse tipo de livro, então nem me interessei pela obra. Mas se gostasse do gênero iria ficar interessada, sem dúvidas. Também curti a capa.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Nossa, vontade de ir correndo comprar esse livro! Adoro suspenses bem construídos, com uma investigação bem conduzida e que não deixam nenhuma ponta solta; e esse livro me pareceu ser desse tipo. Com certeza entrou na minha lista de compras!

    Beijos,

    www.lendoporai.wordpress.com

    ResponderExcluir
  19. Nossa adoro livros de investigação, esse livro deve ser ÓTIMO!
    Sem falar que a resenha me chamou muita atenção.

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por