O lindo e emocionante mangá "O Cão que guarda as Estrelas"

04 março 2015
Postado por Livy


Há muito tempo eu não lia um mangá - quadrinho japonês - e quando vi o lançamento de O Cão Que Guarda as Estrelas, foi amor à primeira vista.



Hoshi Mamoru Inu, em tradução literal, o cão que guarda as estrelas. É uma expressão japonesa usada para descrever uma pessoa que quer algo impossível. A origem vem da imagem do cachorro que fica olhando para o céu como se desejasse a estrela.


Com toda certeza, se tinha algo que eu não imaginava ao iniciar a leitura deste mangá, lançado recentemente pela JBC, era que iria chorar tanto. Sabe, histórias que me fazem chorar, me emocionar, parecem me perseguir, mesmo quando estou procurando uma leitura mais light. Já imaginava que ia adorar, que iria me tocar de alguma forma, mas não imaginava que iria me tocar tão profundamente e me emocionar tanto. 


Este mangá original, simples e cheio de sentimentos foi escrito por Takashi Murakami, e publicado originalmente em 2008. Aqui conhecemos a história de "Papai" e seu cachorro Happy

"Papai", um homem simples, sem emprego, abandonado pela família, com pouco dinheiro no bolso e só a roupa do corpo, parte junto ao seu cachorro em uma viagem só de ida em direção ao interior do Japão, para levar uma vida simples e livre. Juntos, eles tentam viver e sobreviver nesta viagem, sem nunca se separar, mesmo nas horas mais difíceis.


O diferencial é que a história não é narrada por "Papai" e sim pelo cachorro, que com seu olhar inocente e puro, torna a viagem e a vida de ambos ainda mais significativa. 

A história, aparentemente simples, traz a cada página um leque de sentimentos e significados que emocionam muito. A cada página que virava, meus olhos se enchiam de lágrimas, e ao final me vi chorando sem conseguir contê-las. A simplicidade e pureza com que os fatos vão se desenrolando é muito intensa e verdadeira. A história fala das coisas mais simples da vida e como tudo pode mudar de uma hora para a outra, e o que podemos aprender com cada dificuldade. Também fala de amizade, lealdade, companheirismo, amor, simplicidade, liberdade e tempo. 

Outra coisa importante são os traços de Takashi Murakami, que transmitem, por si só, todo o sentimento que até mesmo algumas palavras não podem traduzir. Senti que em muitos momentos nem eram necessários diálogos ou sons, e que as imagens falavam comigo direto ao coração.

Quem tem um cachorro, vai entender um pouquinho da sensação que é ler este mangá, e quando ler com certeza vai se emocionar muito. É uma história linda - apesar de triste - e seu significado fica marcado no coração. Li faz algumas semanas e estava pensando em como escrever uma resenha que demonstrasse bem o que este mangá propõe e proporciona. Não é fácil falar de algo tão bonito, que fala por si só. Não há como eu dizer aqui o que cada linha, desenho, frase, pensamento ou sentimento traz ao leitor, e trouxe para mim. E o quanto tudo isto me tocou e o quanto tudo isto me fez repensar várias coisas de minha própria vida. 


Acho que uma das mensagens mais belas de O Cão que Guarda as Estrelas é sobre o tempo, a coragem para enfrentar as dificuldades e o amor incondicional e simples que não tem nenhum interesse além do de existir. O amor que atravessa o tempo, os limites, as agruras da vida e as amarguras das situações e limitações. Mesmo sem dinheiro, mesmo somente com as roupas do corpo, atravessando o Japão em direção ao interior em um carro velho, "Papai" não perde a alegria e o humor, e tenta enxergar o lado bom de cada momento que tem com seu companheiro fiel. E, mesmo sem entender direito tudo o que acontece à sua volta, tendo apenas a certeza do amor que sente pelo "Papai" e de estar vivendo os melhores dias de sua vida, Happy segue fiel ao lado de um homem que ele vê chegando ao limite em vários sentidos, mas que nunca o deixa para trás e faz de tudo para agradar - até mesmo deixando de comer para que ele coma.

Com certeza, a história termina de uma forma tão emocionante e intensa que dizer que chorei é brincadeira. Não posso dizer tudo o que acontece, mas se pudesse resumir, diria que O Cão que Guarda as Estrelas termina de forma excepcional. Ai, queria poder contar tudo aqui, desabafar, dizer o quanto esta história me partiu o coração, e ao mesmo tempo o reconstruiu. Queria poder dizer tudo o que senti, e explicitamente tudo o que pensei, mas não posso. Pois há pequenos detalhes que se eu revelasse aqui, perderiam o sentido quando você for ler. 

Mas se posso garantir algo, e se posso afirmar algo, de todo meu coração, é a vontade de que mais pessoas tenham a oportunidade ou a vontade de pegar este lindo e emocionante mangá nas mãos e lê-lo. Sentí-lo seria a descrição certa, na verdade, pois ler neste caso seria superficial. Sentir e ouvir com atenção tudo o que O Cão que Guarda as Estrelas tem para contar. Espero que mais pessoas possam compartilhar comigo esta experiência, e levar com elas um pedacinho desta bela história, como eu estou levando comigo no coração. 


ISBN 9788577879045 | Ano 2014 |  132 Páginas | Editora JBC  
Classificação: ♥♥♥♥ () Favoritado!

Comentários via Facebook

7 Comentários:

  1. Olá,
    Eu já li um resenha sobre esse livro e fiquei no maior amor.
    Eu amo cachorros, se eu encontrasse esse livro na prateleira com certeza iria levar.
    Infelizmente, não encontrei ele aqui na minha cidade, vou procurar na internet mesmo.
    Beijos.

    http://www.leituradelua.com

    ResponderExcluir
  2. Desde que eu vi o lançamento desse livro eu tô a fim de ler. Vi muita gente falando bem e falando que chorou bastante com esse mangá. Estou curiosa e doida para ler. hehe. :)

    Beijos!
    http://www.prateleiracolorida.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ótimo post Livy,

    Mais um mangá que vai para minha lista =)

    ResponderExcluir
  4. Puxa Livy seu blog ta lindooooo!!! Encantador!!! *----* <3
    Nunca li uma mangá vc acredita? Jesus mas achei esse tão lindo, já me apaixonei pela ilustração da capa e o titulo me cativou...

    Bjox karinhoso da Kaa
    ❤Senhorita Inspiradora

    ResponderExcluir
  5. Oie Livy =)

    Tô chorando só de ler essa sua resenha t.t
    Ahhh! Esse mangá deve ser muito fofo e triste mesmo, daqueles que deixam nossos corações em pedaços de tão lindo.
    Adorei a dica <3!

    Beijos e um ótimo final de semana;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Parece ser uma linda história. Gosto muito de cachorros. Achei lindos os desenhos.
    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Livy
    Que resenha mais fofa. Nunca li mangás, mas acho bem bacana a maioria dos que já tive chance de folhear. O traço dos desenhos é bem marcante, gostei disso. Acho que essa estória iria me deixar destruída, mas também com a alma lavada hehe.
    Beijos

    Vidas em Preto e Branco 

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por