[Resenha] Kenobi, de John Miller

19 abril 2015
Postado por Livy

Livro cedido pela editora para resenha
ISBN: 978-85-76571-99-5
Série: Star Wars Legends
Tradução: Fabio Fernandes
Ano: 2015
Páginas: 528
Editora: Aleph
Classificação: ♥♥♥ 
() Favoritado!
A República foi destruída, e agora a galáxia é governada pelos terríveis Sith. Obi-Wan Kenobi, o grande cavaleiro Jedi, perdeu tudo... menos a esperança. Após os terríveis acontecimentos que deram fim à República, coube ao grande mestre Jedi Obi-Wan Kenobi a missão de proteger aquele que pode ser a última esperança da resistência ao Império. Vivendo entre fazendeiros no remoto e desértico planeta Tatooine, nos confins da galáxia, o que Obi-Wan mais deseja é manter-se no completo anonimato e, para isso, evita o contato com os moradores do local. No entanto, todos esses esforços podem ser em vão quando o “Ben Maluco”, como o cavaleiro passa a ser conhecido, se vê envolvido na luta pela sobrevivência dos habitantes de um oásis esquecido no meio do deserto e em seu conflito contra o perigoso Povo da Areia.

John Miller nasceu em 1968 nos Estados Unidos. Jornalista e historiador, escreveu diversos roteiros para histórias em quadrinhos das séries da Marvel Comics e Dark Horse Comics, e, também, para o universo expandido de Star Wars, inclusive as séries de sucesso Cavaleiro Errante e Cavaleiros da Velha República. Kenobi, da série Star Wars Legends, é seu primeiro livro dentro do universo expandido. Inicialmente, em 2006, a ideia surgiu como um roteiro para uma série de HQ's para a Dark Horses, a qual deveria ser uma espécie de western de Star Wars que se passaria em Tatooine. No entanto, John Miller percebeu que suas anotações renderiam um romance completo, e engavetou o projeto. Só em 2012 é que os seus rascunhos ganharam forma de romance, elevando John Miller a um novo patamar de feitos dentro do universo de Star Wars. Kenobi já lhe rendeu quatro estrelas em todas as revistas online especializadas.

A Editora Aleph, como sempre, caprichou nessa edição brasileira de Star Wars Legends – Kenobi. É, sem dúvida alguma, uma edição feita para fãs de Star Wars. Desde a capa, o layout caprichado, a diagramação das páginas e o cuidado editorial, Kenobi é um livro imperdível e obrigatório aos apaixonados por essa maravilhosa saga que, dentro do universo expandido, conta com centenas de livros, HQ's, videogames e animações em todo o mundo. Eu amei essa edição e, como todo bom fã, aguardo ansiosamente pelas outras publicações de Star Wars.

Como o próprio título diz, o livro é sobre o Jedi Obi-Wan Kenobi que, nos últimos acontecimentos do terceiro episódio da saga cinematográfica, A Vingança de Sith, se dirige às escondidas para o planeta Tatooine numa missão de vida e morte. Talvez a missão mais importante de sua vida como Cavaleiro Jedi: esconder e proteger o recém-nascido Luke Skywalker, fruto da união conturbada entre o Jedi Anakin Skywalker e a princesa Amidala. Seria desnecessário dizer que isso se faz necessário porque a República galática desmoronou e os Jedis foram caçados e assassinados pelos Siths. Com Palpatine à frente do Império nascente e Anakin transformado em Darth  Vader, a única chance de Obi-Wan Kenobi e do pequeno Skywalker é refugiar-se no anonimato.

Então, que melhor lugar do que o inóspito e árido Tatooine para isso? Em Tatooine, Luke é entregue para o casal Lars, uma família de fazendeiros locais, e Kenobi se interna no árido deserto à procura de solidão. Devido aos acontecimentos recentes: a morte dos inocentes Padawans, a perda de Anakin para o lado negro da força, a morte dos companheiros Jedis, a dissolução da República, Kenobi sente o peso da sua responsabilidade com um dos últimos Jedis, bem como o sentimento de culpa por ter falhado com todos eles. É aquele negócio: eu estou vivo e eles não; eu falhei, enquanto eles lutaram até o amargo fim.

Refugiando-se no anonimato, Kenobi, o "Ben Maluco", passa a seguir um caminho completamente diferente do que havia trilhado até então ao lado de seu mentor Qui-Gon e de seu Padawan Anakin. Em Tatooine ele deixa de ser o Cavaleiro Jedi e tenta sobreviver como um sujeito comum, um fazendeiro iniciante, isolado, e que só quer cuidar da própria vida e, uma vez ou outra, visitar os Lars e certificar-se de que o pequeno Luke continua em segurança. Mas as coisas não acontecem dessa maneira. Ainda mais numa região onde os nativos locais, o Povo da Areia (os Tusken) - uma espécie de nômades, ou beduínos do deserto - estão em constante conflito com os colonos, os fazendeiros. E, é claro, Obi-Wan Kenobi não passará despercebido por muito tempo, e muito menos os problemas e os conflitos locais o deixarão em paz por muito tempo.

Bom, esse é o mote principal de Kenobi, de John Jackson Miller. Aliás, uma história bem ao estilo quadrinhos, considerando-se a influência que esse tipo de gênero tem na carreira do autor. O livro também tem um quê de western, com mocinhos, bandidos, povoados, duelos, romance, e, claro, o deserto.

Os primeiros capítulos são um pouco monótonos, isso por conta de que os personagens estão se apresentando - e são muitos -, e o próprio Kenobi está fazendo a transição entre o Episódio Três para esse interregno do Episódio Quatro da saga do cinema. E a medida em que a trama vai se firmando e os personagens ganhando vida, Kenobi passa a atuar mais abertamente, e os conflitos e as situações o levam, gradativamente, a assumir uma nova postura dentro da sua filosofia Jedi. Mas, não pense que devido ao seu isolamento ele está completamente vulnerável. Entre desilusões, conflitos íntimos, traições, paixão e ganância o Jedi Kenobi nunca estará completamente adormecido.

Dos muitos personagens que compõem a trama, gostei muito de Annilen Calwell, dona de um armazém, e de A'Yark, líder de guerra de uma tribo Tosken. Nesses dois personagens, Miller conseguiu sintetizar o peso dos dois lados do Poder da Força: a facilidade com que se pode ruir e ceder ao lado obscuro da Força e a dificuldade em resgatar o lado já decaído. E além dos fazendeiros, Tusken, Banthas e vermes da areia, Kenobi também conta com Huts de Jabba e outras criaturas típicas de Tatooine para lhe desviar do seu principal objetivo: o isolamento. John Miller também capricha na descrição dos cenários e na boa ambientação de Tatooine, condizentes com as máquinas, tecnologias e cenários vistos nos filmes, criados para a saga pelo gênio de George Lucas. Os últimos capítulos são dramáticos e recheados de muita ação, com um final bem típico dos filmes de Star Wars.

Muitos anos atrás Obi-Wan Kenobi, em companhia de seu mestre Qui-Gon, resgatou de Tatooine um menino poderoso na Força Jedi. Agora, ele faz o caminho inverso para ocultar um outro menino, um outro Skywalker poderoso, do lado sombrio da Força. Por essas e outras, espere encontrar em Kenobi alguns dos bons elementos que tornaram Star Wars uma das franquias de maior sucesso, cultuada em todo o mundo por quase quatro décadas. Kenobi, de John Jackson Miller, é indispensável. Eu adorei, e nem tenho como falar mais, seria redundante e iria acabar chegando ao mesmo ponto: recomendo muito a leitura! Esse já está nos meus favoritos!

Veja também:

Herdeiro do Império

Comentários via Facebook

5 Comentários:

  1. Oi Livy.
    Ah, adoro Star Wars também e esse livro ficou me tentando da última vez que eu passei na livraria, mas eu fui forte e resisti UAHSUAHS Adorei a sua resenha, estou super curiosa pra ler o livro agora <3

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing
    http://thisadorablething.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Livy!
    Eu adoro os filmes dos Star Wars, mas gosto muito mais da trilogia antiga do que da "nova".
    Fiquei curiosa quando vi esse livro da primeira vez, e agora lendo sua resenha, fiquei com ainda mais vontade de ler! Parece ser ótimo!!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  3. Oie
    Adorei sua resenha e fiquei com muita vontade de ler este livro.
    Eu li um em HQ e ameiii.

    Beijos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Qualquer coisa de Star Wars é maravilhoso kk

    http://ruasazuis.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Meu Deus, amei a sua resenha, estava precisando desse impulso para começar o livro e me "localizar" na história. Adorei mesmo.
    Beijos.
    http://livrosemarshmallows.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por