Razões porque amei e indico a série Demolidor da Netflix

02 maio 2015
Postado por Livy


A justiça é cega.

Prometi a mim mesma que não iria falar sobre a série Demolidor, pois já tem muita gente falando. Mas, como poderia deixar de vir aqui compartilhar com vocês algo tão bom? Sério, se você ainda não assistiu, corre assistir porque eu tô surtando de tão boa que a série é e recomendo esta série é maravilhosa! Terminei com lágrimas nos olhos de tanta emoção (não, não por ser triste, mas sim por ser muito fodástica). 

O Demolidor (que não chega a ser uma tradução literal de Daredevil, maaaas, tudo bem) é um dos meus personagens preferidos do universo Marvel e finalmente ganhou uma adaptação digna de nota! Esqueça aquele filme horroroso com Ben Affleck, por favor! Aliás, apague da sua memória aquela adaptação horrível! Não há comparação para o que você assistiu naquele filme para o que vai encontrar na série. Aqui, nesta série da Netflix em parceria com a Marvel, temos uma adaptação de qualidade, original e muito cuidadosa, que vale a pena cada minuto. Não dá para parar de assistir até terminar!

Daí, cá está esta pessoa que vos fala pensando em uma forma de lhes mostrar o quanto esta série é boa. E se arriscando a dizer que é uma das melhores adaptações da Marvel, sim, Senhor! E como poderei fazer isso? Sei lá! Dá vontade de resumir este post com a frase: "Assistam, por favor!", mas não dá!



Essa produção de Drew Godard, com a Netflix em parceria com a Marvel, foi certeira! Baseada na história original de Frank Miller. Desde a abertura, até os últimos segundos do último episódio tudo é conduzido de forma fenomenal, orquestrada de forma a cada detalhezinho ter sua importância e ligação. Ou para que deixe ótimo ganchos para o futuro. Aqui nada é à toa, meu caro. Mas, antes de mais nada vou dar uma resumida na história para você, que não a conhece, se situar melhor. Ok? 

Matthew Murdock ficou cego ainda menino quando ao tentar salvar um senho de um acidente o caminhão que levava galões com produtos tóxicos o atingem. Em compensação, Matt percebe que outros sentidos ficam aguçados. Ele consegue identificar uma pessoa pelo cheiro, consegue saber se uma pessoa está mentindo pela respiração ou batimentos cardíacos e, com sua audição que mais ficou aguçada, de todos os seus sentidos, consegue identificar sons à distâncias inimagináveis. Tudo isso contribuindo para que ele "enxergue" sem ver.

Seu pai, Jonathan "Jack" Murdock, era um boxeador que ganhava a vida sendo pago para perder, até o dia em que, pelo filho, decide ganhar. E com isso compra sua morte. Sozinho no mundo, Matt, quando cresce quer garantir que sua cidade, e mais precisamente Hell's Kitchen (Cozinha do Inferno, é um bairro da cidade de Nova Iorque), irá ser segura e ter um futuro melhor. Para isso, juntamente com seu amigo da faculdade, Foggy Nelson, ele abre um escritório de advocacia e, juntos, vão garantir, pela lei e pela verdade, que a cidade esteja segura. Mas, como Matt bem sabe, somente a lei não pode garantir isso. Às escondidas ele coloca sua roupa preta e sua venda (aqui ainda não é uma máscara - pelo menos na série, ok?) e se torna o vigilante e protetor da cidade. O que pode ser muito mais difícil quando as coisas são muito mais extensas e incontroláveis do que parecem.


Matt terá que enfrentar muito mais do que simples crimes ou delinquentes quando encara as consequências dos atos do terrível e frio Wilson Fisk, o antagonista da série. Ele controla vários setores do crime na cidade, tudo às escondidas. Para chegar até ele, Matt enfrenta muitos desafios e se vê entre uma luta consigo mesmo, pelo que é certo e o que é errado.

Isso é apenas um breveeeee, muito breve resumo. Não tem nem 1% do que a história é e traz, ok? Só para vocês entenderem do que estamos falando. Não quero estragar outros detalhes da história com spoilers, então não vou falar muito sobre ela, e sim sobre os elementos que compõem a série. Mas o que vale ressaltar aqui é o capricho do roteiro e o quanto a adaptação está fantástica. Conseguiram trazer para a série, em um conjunto perfeito de roteiro e direção de arte e fotografia, todo o clima frio e sombrio que envolvem Hell's Kitchen e o Demolidor, e trazer uma brutalidade e violência de forma mais nua e crua. Então, aqui, nada de censura ou pudor quando falamos de sangue e lutas. Yeahhh \o/


Outro ponto forte da série, com certeza, é o elenco. Não imagino como poderiam ter escolhido atores diferentes para interpretar cada um dos personagens. Sério, as escolhas foram perfeitas! 

Charlie Cox, que interpreta o Demolidor, e Vincent D'Onofrio, que interpreta Wilson Fisk, são os grandes destaques da série (a meu ver), apesar de todos os outros terem seus papeis tão bem colocados quanto. Mas, ambos levam a série para níveis estratosféricos de adrenalina, e são responsáveis, quase sozinhos, por boa parte da "diversão"! 

Charlie encarnou muito bem o papel de nosso justiceiro, um cara cheio de conflitos, vivendo o peso de enfrentar seus inimigos "sozinho". Adorei cada detalhe e elemento que interage com ele, e como sua história foi conduzida até o momento em que finalmente assume, com todas as forças, seu papel de Daredavel. Em muitos momentos, ele ainda está fraco em sua causa, não por não acreditar nela, mas por ainda não ter ganhado força para enfrentar todos os desafios que esta traz a ele. Mas as circunstâncias o levam até o derradeiro momento sem volta. Adorei, adorei, adorei! Este Demolidor ganhou um espaço no meu coração!


Vincent sem dúvida alguma foi brilhante em seu papel de Wilson Fisk. Cara... tão brilhante que me fez ter faniquitos durante boa parte da série. Que cara foda! Com o perdão da palavra, mas ele é. Ele sempre está a frente, e como em um jogo de xadrez, prevê os passos de Matt antes mesmo que ele os dê. É de uma inteligência incrível, e de uma esperteza sem tamanho. Um vilão à altura da série, e à altura da história original! FANTÁSTICO! A interpretação do ator também está impecável e eu virei fã! Cara, como ele arrasa sendo odioso, violento, perturbado e instável. Ele conseguiu encarnar muito bem o papel de um cara destemido, temido, sem medos e que não mede seus atos para ir aonde quer chegar.

Aliás, falando nisso, temos aqui um conflito de ideologias. Durante toda a série ouvimos Fisk afirmando que quer que a cidade atinja todo seu potencial, que quer o melhor para a cidade. Mas não é justamente o que o Demolidor quer? Vi muitas pessoas debatendo sobre este "pequeno" detalhe e algumas, erroneamente, interpretando que ambos querem o mesmo para a cidade. Mas não é bem isso. No último episódio, o próprio Fisk conta uma história (que eu fiquei vidrada e grudada no sofá...UAU) que o define bem e que mostra o que realmente é e o que realmente quer.

Não vamos confundir as coisas, ok? Eles não querem o mesmo. Aliás, Fisk quer exterminar com o "lixo" e o que ele considera "feio" e "podre" na cidade (a pobreza e todos aqueles que não "deveriam" estar na SUA cidade), para que atinja o potencial que ele quer. Não tem nada de bondade nisso, pelo contrário, ele quer algo bem diferente para a cidade e não é nenhum filantropo usando os meios errados para atingir algo bom. Os únicos momentos em que demonstra ter algum sentimento, é os que envolvem Vanessa, por quem se apaixona, e por quem fará tudo a seu alcance para proteger. Tirando este pequeno detalhe de humanidade em seu caráter, ele é um cara frio, violento e bruto, usando os meios errados, para atingir objetivos errados. Ele não quer o bem da cidade. E ele se mostra, a cada episódio. Mostra sua essência e o que verdadeiramente é! (interpretação para aplaudir de pé). Inclusive muitas cenas ótimas na série são por causa deste moço careca - ele mata sem dó nem piedade, tem muitas que ó, me deixam toda arrepiada só de lembar.


Uma das coisas mais fantásticas na série são as sutilezas do roteiro que traz diversos elementos que compõe um conjunto de encher os olhos. Por exemplo, os flashbacks dos personagens (de Matt e Fisk) que se encaixam perfeitamente ao momento que estamos vivendo no presente. Estes flashs de memória nos fazem entender melhor a história de Matt e de Fisk, assim como entender os que os fez chegar onde chegaram. Estes momentos remetem à importantes acontecimentos de seus passados que se ligam aos acontecimentos presentes de forma sensacional!

Sabemos que Matt enxerga sem precisar ver. Ele vê o mundo em tons de vermelho, como se estivesse em chamas, mas o que o faz enxergar o mundo ao seu redor são seus sentidos aguçados. Então um outro elemento muito bom na série, principalmente visualmente falando, é o efeito blur (efeito embaçado e esmaecido nas bordas) em algumas cenas em que ele está usando seus sentidos para identificar algo. Também, junto com ele, temos o som aguçado daquilo que ele está ouvindo.


Você pode até pensar; "Tá, o cara é cego, mas nunca teria sentidos tão aguçados assim". Tá, poderia até concordar com você, mas... Primeiro, estamos falando do universo Marvel, onde temos tantos herois e vilões inconcebíveis e mesmo assim tão queridos. Segundo, não esqueça que ele foi atingido por produtos tóxicos que podem ter "aumentado" e potencializado estes sentidos. Terceiro, aceite que doí menos! Este é um dos elementos que o fazem ser o que é! Que, por sinal, foi muito bem explorado e utilizado na série! Tem cenas de tirar o fôlego e que me fez dar pulinhos no sofá!


Falando nisso, temos a fantástica fotografia e as lutas! Visualmente a série está de parabéns, e merece todos os elogios possíveis. Primeiramente, o clima sombrio e noir foi muito bem introduzido, e a paleta de cores está fantástica. Em muitos momentos dá aquela impressão de estarmos vendo uma HQ, de tão rica as cores de cena. As gravações foram em NY mesmo, o que trouxe mais veracidade para a série, e os cenários são outro show à parte!


E as cenas de luta? Ah, meu amigo, as cenas de luta são fantásticas! Tem uma luta no segundo episódio que não teve cortes de câmera, por exemplo, e ficou tão, tão, tão perfeita! E dá-lhe Demolidor! Quando este cara coloca esta venda, ninguém o segura! As cenas de luta são de tirar o fôlego, e não pouparam sangue, violência e muitos hematomas (Matt que o diga).


Mas não se engane achando que o Demolidor é indestrutível e inabalável, pelo contrário, ele apanha muito, erra muito, e toma decisões erradas também! Ele quase morre, se fere gravemente, etc. Não há nenhum glamour e ele não é nenhum super heroi imbatível. Matt é um cidadão comum (ou quase), católico, cheio de remorso e angústia, apenas lutando pelo que é certo. Ele procura não matar ninguém, mas em muitos momentos se debate com as consequências de seus atos, e até onde deve chegar para conseguir manter a cidade protegida e livre de pessoas como Fisk. 


Temos muitas cenas em que ele conversa com um padre (o padre mais legal do mundo, gente!), em que estas questões são levantadas mais claramente. Em determinado momento Matt até mesmo pergunta para o padre se ele acredita que "o demônio anda entre nós", e ele nos conta uma história fantástica, afirmando que acredita sim, e que o demônio são as pessoas.


Para quem está procurando easter eggs na série, tem sim! Não são gritantes e se você não prestar atenção pode acabar não os vendo. São bem sutis, mas são bem legais. Mas não se preocupe, se você não reparar neles, não é nada que afete o desenvolvimento da série. Para aqueles curiosos, ou para aqueles que assistiram e não acharam, vou deixar links de duas críticas que falam justamente destes easter eggs, e olha, tem muita coisa surpreendente e bacana, então confira: Universo HQ | Freakpop. Além de muitas referências legais (como Stan Lee, que aparece na série. E o logo da editora que antecedeu a Marvel) tem muitos personagens aparentemente "sem importância" na série, que serão grandes vilões, e com certeza, terão mais destaque futuramente. Também, outro elemento interessante, é que a série se passa depois dos acontecimentos da Batalha em NY, sim, das peripécias de Loki no filme de Os Vingadores


Outra coisa que merece destaque na série são os diálogos inteligentes. Muitos deles, inclusive, também trazem easter eggs, e fazem até menção a outros personagens do mundo Marvel, como Thor e Homem de Ferro. Aliás, as falas são tão legais, que em muitos momentos me vi querendo ter um caderninho do lado, para anotá-las. Frases de efeito, reflexões e histórias sensacionais, etc.


O que mais posso dizer? Sinceramente, não é toda série com herois que tenho vontade de assistir, e costumo ser bem crítica quando o assunto é série, mas o Demolidor conseguiu superar minhas expectativas! Resumindo? Trilha sonora perfeita, personagens e elenco perfeito, fotografia perfeita, cenas de luta perfeitas, vilão e mocinho perfeitos... E a série vai ganhando força a cada episódio que passa. 

Com 13 episódios, de duração aproximada de 55 minutos cada, é impossível não querer assistir tudo de uma vez só, tendo em vista que esta série foi feita de modo que um episódio termine e o próximo comece exatamente onde o anterior parou. Ou seja, é como um filme bem extenso cortado em partes. Quando fui chegando nos últimos episódios eu fui tendo pequenos ataques, e quando cheguei no último, quase tive um treco. Que episódio! Foram tantas emoções, que eu gritei, torci, dei soquinhos no ar, praguejei e... até chorei! Como disse lá no início deste post enorme, eu terminei a série com lágrimas nos olhos de pura emoção e satisfação. E não estou exagerando não! 

Olha, foi uma imensa alegria assistir uma série tão boa, e ainda maior vendo que não estava enganada quando meu instinto mandou largar todas as outras séries que estava assistindo para vê-la. Então, recomendo sim, e recomendo muito.

Vídeos:

Comentários via Facebook

11 Comentários:

  1. Eu assisti a série inteira no fim de semana de estréia haha não tem como não amar
    Devolveu a dignidade ao Demolidor <3
    Abraços

    http://ruasazuis.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Livy!
    Eu comentei na sua foto ontem que comecei assistir este final de semana, estou adorando, para os fãs da Marvel ter uma adaptação de alta qualidade como estra é um presente. Amei.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  3. Oiê!
    Fiz maratona na medida do possível dessa série logo quando saiu, e me apaixonei no 1º minuto do primeiro episódio e foi amor até o fim, eu já curtia o filme do Demolidor, com essa série fiquei destruída com a perfeição, só não saí na porrada com meu primo que não curtiu tanto a série pois ele tem quase dois metros e eu não sou o Demolidor que manja dos paranauês então fiquei quietinha! haha
    Eu amei os flashbacks, que mostraram bem o passado de ambos e a amizade do Matt com o Foggy é tão linda! <3 Das menções ao mundo Marvel só consegui absorver a da garota grega da faculdade, que dizem ser a Elektra!
    O fundo mais sombrio e as lutas deixaram a série perfeita e que venha 2016!

    Beijão! Amei o post, amei a série, amei tudo!
    Blog: Dei um Jeito

    ResponderExcluir
  4. E como foi certeira! Falou bem.... alias a resenha toda está ótima!
    Eu tinha cancelado em Fevereiro a minha assinatura do NetFlix por causa da faculdade mas quando saiu o Demolidor e os meus amigos começaram a falar...não resisti! Tiive que voltar e não me arrependo (sorte que as provas já tinham acabado). Gostei bastante dessa serie. O negocio agora é esperar um ano pela 2 temporada.

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Juro que nunca tinha ouvido falar desse herói da Marvel, mas já é o segundo post que leio sobre a série ser incrível. Aliás, o Netflix está arrasando nas produções. Não sou muito de acompanhar heróis, mas a história desse me deixou curiosa, achei bem diferente e interessante.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oie Livy =)

    Já adicionei O Demolidor na minha lista lá no Netflix. Todo mundo está falando super bem da série e espero gostar também, até por que agora que vou ficar "órfã" de Revenge, preciso de outra série para chamar de minha XDDD

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  7. Olá Livy,
    Eu adoro suas resenhas. <3
    Estou acompanhando a serie e estou gostando bastante.
    Beijos.

    http://www.leituradelua.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Livy =)
    Uau que post, realmente imagino que a série seja tudo de bom, afinal ler tudo que escreveu já me deixou sem fôlego, fiquei imaginando sua empolgação no sofá rsrs. Vou adicionar essa série, quero muito ver, tenho certeza que eu irei achar fodástica, assim como você.

    BeijOs!!!
    @jannagranado
    @lpdiversao
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Livy!
    Ahhhh eu quero ter mais tempo! Consegui terminar o segundo episódio... gostei muito da série \o/
    bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  10. Gostei da dica Livy. Por incrível que pareça eu gostei muito do filme de Demolidor com o Ben Affleck no elenco, mas acredito que o seriado seja bem mais completo. Ah e tem uma personagem com o meu nome, não tem como eu não amar, não é mesmo...rs? Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  11. Tô louca pra assistir e ainda não consegui, tenho uma lista de séries que assistir e preciso incluir Demolidor nela. rs
    http://keuleal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por