O Melhor de Mário de Andrade, pela Editora Nova Fronteira

30 junho 2015
Postado por Livy


Vamos falar de Mário de Andrade? O autor (1893 / 1945) é um dos grandes ícones da literatura brasileira do século XX. Nascido em 1893, em São Paulo, foi escritor, poeta, folclorista, ensaísta, musicólogo e crítico literário. Autodidata, aprendeu e desenvolveu o gosto pela história, arte e poesia. Além da língua nativa, sabia falar francês, também. Em Pauliceia Desvairada, Mário de Andrade tornou-se um dos grandes marcos da poesia moderna brasileira. Mário de Andrade veio a falecer em 1945, aos 51 anos de idade, por conta de um enfarto do miocárdio em sua residência na cidade de São Paulo. Ele deixou uma grande coletânea de livros, poesias e contos que até os dias de hoje são objetos de leitura por leitores de todas as idades e gostos literários. 

Macunaíma

Como parte das homenagens a Mário de Andrade que ocorrerão na Flip - Festa Literária Internacional de Paraty de 2015, a Editora Nova Fronteira lançará uma edição de luxo em capa dura do romance Macunaíma, um dos grandes marcos da nossa literatura e, provavelmente, a obra máxima de Mário de Andrade. Publicada em 1928, Macunaíma é considerada até hoje um dos grandes romances modernistas do Brasil. Objeto de estudo literário nas escolas e, inclusive, tema em provas de vestibular. 


Essa nova edição da Nova Fronteira traz uma capa dura com uma ilustração belíssima. A parte interna tem um padrão de desenho em folhagens do tipo arabesco, tanto no verso da capa quanto na contracapa. A gramatura do papel é de ótima qualidade, assim coma a impressão, em letras grandes que facilitam a leitura. 


O livro tem 206 páginas e um caderno adicional de mais 30 páginas com fotos em preto e branco de Mário de Andrade, amigos e parentes, em várias fases de sua vida. Também conta com fotografias de localidades, cartas manuscritas, anúncios de lançamento do livro e vários tipos de capas de edições anteriores. 


Sem dúvida alguma, pelo seu primor editorial, é uma obra indispensável para colecionar, sendo você fã ou não de Mário de Andrade. 

O Melhor de Mário de Andrade – Contos e Crônicas

Nessa coletânea de contos e crônicas, a Editora Nova Fronteira nos presenteia com uma edição atualizada com o que há de melhor de Mário de Andrade publicado ao longo de mais de 60 anos; são 14 contos e 14 crônicas. Na apresentação do livro, o editor comenta: 

“Nestas histórias, Mário constata a realidade decadente, a solidão de seus personagens, a vida vivida pela metade. Ficam patentes a sua habilidade para explorar o hibridismo  - traço característico da crônica bem-feita —, sua consciência crítica e sua elaboração artística.”


Os contos e as crônicas estão ordenados por ordem cronológica de sua publicação. O Conto de Natal, o primeiro conto, é de 1914; o último conto. O Poço, é de 1942. As crônicas são de 1929 à 1939.

O trabalho editorial e gráfico dessa coletânea é excelente. O livro está em brochura com 280 páginas, papel de boa qualidade e gramatura, com capas e abas bem coloridas em estilo tropical. O que torna a obra agradável e acessível a todos os tipos de leitores.  

Café 

Romance inédito e inacabado de Mário de Andrade. Mário começou a trabalhar nesse livro em dois momentos de crise global. Iniciou-o em 1929, com a crise financeira mundial, mas o deixou de lado por um tempo; só retornou a ele em 1942, com a Segunda Guerra Mundial em curso. Diz-se que Mário de Andrade se baseou em uma de suas muitas viagens feitas pelo Brasil para compor este romance, aliado a grande crise do café no final da década de 1920


Seja como for, Café é a última obra de Mário de Andrade que ficou sem publicação por todos esses anos. Agora, os leitores brasileiros, graças a iniciativa da Editora Nova Fronteira, poderão ler algo inédito de Mário de Andrade. Especificamente, Café tem uma trama forte, bem dimensionada, com personagens igualmente marcantes. Um retrato de seres humanos que viveram uma época de mudanças radicais e situações culturais e políticas emergentes. 


Certamente Café será objeto de muito estudo e de debates nas aulas de literatura nas próximas décadas. 

FLIP 2015

Festa Literária Internacional de Paraty que ocorre entre os dias de 1 à 5 de julho, em sua décima terceira edição, e que vai contar com a participação de escritores de todo o mundo. A programação principal conta com a participação de 39 autores, sendo que 16 deles são internacionais

A Editora Nova Fronteira também participa da feira, onde lançará os livros de Mário de Andrade, o qual será homenageado no evento. No evento, a Editora Nova Fronteira comemora as suas bodas de ouro lançando a Coleção 50 Anos que contará com vinte livros de grandes autores como Guimarães Rosa, Virgínia Woolf, João Ubaldo Ribeiro, Ferreira Gullar, Rubem Fonseca, Jean-Paul Sartre, Jung, Bertrand Russell, Albert Camus, T.S. Eliot, entre outros, divididos em quatro lotes. 

Macunaíma, O Melhor de Mário de Andrade e Café serão os livros de Mário de Andrade em destaque na FLIP. Para saber mais sobre o evento, acesse esse link: http://www.flip.org.br. E para saber mais sobre as obras de Mário de Andrade ou outras publicações da Editora Nova Fronteira, acesse esse link: http://www.ediouro.com.br/novo.

Comentários via Facebook

10 Comentários:

  1. Acredita que nunca li nada do autor? Amei essa fotos que você colocou. Os livros estão lindos. A Nova Fronteira está com tudo ultimamente. Comprei os box da Agatha que eles lançaram e estão lindos. Pena que achei muito erros de português. Tomara que não aconteça nesses também.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Gente conheço sabe, mas não li nada, até porque meu Mozão é Machado de Assis ♥
    Mas que capa essa primeira visse
    Já quero, apenas :)

    ResponderExcluir
  3. Oi Livy!
    Apesar de ser um dos ícones, nunca li nada do autor. Fico curiosa, pois Macunaíma é muito comentado mesmo. Vou ver se pego emprestado na biblioteca da escola. :3
    beijos ♥
    nuclear--story.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, Livy! Achei seu blog hoje enquanto pesquisava por uma resenha de "Como viver eternamente" e me apaixonei. Parabéns, seu blog é lindo e seus textos são incríveis. Pode ter certeza que voltarei aqui. :)

    ResponderExcluir
  5. Gostei da dica Livy. Não li nada do Mário de Andrade, mas achei as novas edições da Editora Nova Fronteiras belíssimas. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  6. Olá :)

    clássicos... tem gente que não gosta, acha chato e tal, mas honestamente, acho que não pode faltar numa estante de leitor voraz. Não leio muito esse tipo de livro ultimamente, mas já li muitos e ainda pretendo conhecer vários outros, especialmente os de língua portugueza. Acho lindas essas edições. Amei essa edição de Macunaíma :)

    ssentrelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Eu estou estudando a escrita do Mario nas aulas de literatura, e por isso adorei o post! Além de tudo, as diagramações ficaram lindíssimas!

    Beijão, Guta! ♥
    www.opinada.com

    ResponderExcluir
  8. Macunaíma é um bom livro ;)
    Sempre fui a favor das pessoas lerem clássicos, para conhecer apenas, não por obrigação.
    Mario de Andrade confesso que nunca li muita coisa dele.


    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  9. Olá,
    Infelizmente ainda não li nada do Mario Andrade, o que é quase um pecado, já que sempre procuro conhecer o melhor da literatura nacional, mas falta pra mim oportunidade e tempo. Entretanto gostei dos livros citados, fiquei especialmente curiosa pelo de crônicas e contos.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Amo Mario de Andrade!!! Macunaíma foi um marco em minha vida! Ainda não li Café, será minha próxima aquisição, a não ser que vc me empreste o seu! Também não pude estar na FLIP esse ano, para minha infelicidade, mas consegui assistir algumas conferencias ao vivo, hoje o Arnaldo
    Antunes estará fazendo a exposição de seu novo livro e não quero perder! Boas leituras, querida!

    www.linguaeliteratura.com.br

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por