[Resenha] O Segredo do Alquimista, de Scott Mariani

18 junho 2015
Postado por Livy

Livro cedido pela editora para resenha
ISBN:  978-85-39-50626-2
Tradução: Débora da Silva Guimarães Isidoro
Ano de Lançamento: 2014
Número de Páginas: 384
Editora: Fundamento
Classificação: ♥♥♥
Especialista em resgate de vítimas de sequestros, Ben Hope encontra pessoas de forma rápida, discreta e eficiente. Mas quando um empresário milionário o contrata para uma missão diferente de todas as outras, Hope se vê em uma situação que mudará sua vida - ou que acabará com ela. Não se trata de achar uma pessoa, mas um objeto: um manuscrito antigo escrito por Fulcanelli, um homem que muitos dizem ter sido um gênio da Alquimia. No documento, pode haver uma fórmula capaz de salvar a vida da neta do empresário, uma criança que sofre de uma grave doença. Tocado pela história, que o faz lembrar o próprio passado trágico, Hope vai para a França começar as buscas. Lá, ele percebe que não é o único procurando o tesouro. Que interesse um obscuro grupo religioso pode ter em Fulcanelli e na Alquimia, que sempre foi condenada pela Igreja? Como uma cientista brilhante e desacreditada pode ajudá-lo a encontrar esse objeto? Por que o manuscrito já foi alvo da cobiça até mesmo dos nazistas? Ben Hope tem dezenas de perguntas, cujas respostas, se forem descobertas, podem transformar a vida de milhares de pessoas. 

Scott Mariani nasceu na Escócia, em St. Andrews. Especializou-se em línguas modernas, em Oxford, e trabalhou como tradutor, músico profissional, instrutor de tiro e jornalista freelancer, antes de se dedicar em tempo integral a carreira de escritor. Viveu na Itália e na França durante muitos anos, antes de se fixar em Oxford, onde idealizou a série de livros com o personagem Ben Hope, que lhe rendeu notoriedade pela Europa e no resto do mundo. A série Ben Hope já conta com nove livros. E, segundo o goodheader.com, todos os livros obtiveram ótimas pontuações e aceitação de público, atingindo a média de 4 estrelas cada um.

O primeiro livro da série é O Segredo do Alquimista, seguido por A Conspiração Mozart, ambos lançados no Brasil pela Editora Fundamento em 2014 e 2015, respectivamente. Os demais títulos da série, ainda inéditos no Brasil, são: The Doonsday Prophecy (2007), The Heretic's Treasure (2009), The Shadow Project (2010), The Lost Relic (2011), The Sacred Shadow (2012), The Armad Legacy (2013), The Nemesis Program (2014). Seus livros de ação, mistério e aventura já foram publicados em mais de vinte idiomas ao redor do mundo. Extraordinário, um livro por ano. Um fato raro entre os escritores em tempo integral, que denota que Scott Mariani nasceu para escrever. E quando não está escrevendo, está praticando tiro ao alvo, tiro com arco, fotografia ou astronomia.

E escrever ele o faz muito bem, tendo em conta a bagagem de experiência profissional que desenvolveu ao longo dos anos. Sua narrativa é clara, concisa, pontuada com boa descrição de localidades e personagens, uma trama impactante e interessante, além de ação envolvente.

Apesar do título e da capa apontar para livros ao "estilo Dan Brown", Scott Mariani vai além. O Segredo do Alquimista é, acima de tudo, um thriller de ação, aventura e mistério, com boa ambientação e um desfecho bem ao estilo dos filmes de ação hollywoodianos. Não chega a ser um James Bond ou Sam Bourne, mas Ben Hope não fica nada a dever para nenhum dos dois.

Ben Hope é um ex-militar das forças especiais SAS – ou Serviço Aéreo Especial Britrânico -, especializado em localizar pessoas desaparecidas. Seu trabalho é conhecido no mundo todo, e altamente requisitado por pessoas ricas. Após executar o resgate difícil de uma criança, em Cádiz, no sul da Espanha, Ben Hope está de licença quando recebe um convite nada comum de um ricaço chamado Fairfax, que lhe expõem uma proposta que envolve a busca por um documento alquímico de um famoso alquimista chamado Fulcanelli. O objetivo é nobre, pois envolve a neta de Fairfax, Ruth, com uma doença fatal. O documento pode ser a chave para uma cura milagrosa, e somente Hope, segundo as expectativas de Fairfax, pode encontrar as pistas que levem a esse importante manuscrito.

Mas as coisas não são tão fáceis e simples. Primeiro, porque o misterioso estudioso e allquimista Funcanelli faleceu na década de 1920, e ninguém sabe exatamente onde e como. Ainda mais, ninguém faz ideia de aonde foi parar os seus apontamentos sobre as suas pesquisas alquímicas. Ou seja, Hope terá de começar no escuro, procurando uma agulha num palheiro. Segundo, Fairfax não é o único interessado nos ditos manuscritos de Funcanelli, e Ben Hope não é o único que o está procurando. Por trás dessa busca está uma mente obstinada, perversa e com objetivos próprios bem específicos. Massimiliano Usberti, um arcebispo da Igreja, usará todos criou uma rede de espiões e criminosos ao redor do mundo para colocar em prática os seus planos mesquinhos de poder. Como aliado, e braço direito, ele conta com a ajuda de um serial killer que, por natureza e melhor definição, é um monstro. Franco Bozza, um sádico torturador que sente prazer em estripar e mutilar suas presas, conhecido pela alcunha de O Inquisidor.

As investigações de Ben Hope o levarão até a Dra. Roberta Ryder, uma pesquisadora desacreditada pela ciência por postular ser possível usar os conhecimentos alquímicos na moderna ciência genética, a qual ela chamava de "Ciência Quântica Medieval". Por causa de suas pesquisas, apesar de controversas, Ryder acaba na linha de mira de Usberti e seu grupo de assassinos. Com a ajuda da doutora, Hope correrá o mundo a procura dos manuscritos de Bucanelli para salvar a vida da neta de Fairfax. Isso porque, segundo ele próprio, houve uma Ruth em seu passado, quando criança, a qual se perdeu para sempre por sua causa.

A leitura flui deliciosamente, numa sucessão de fatos e acontecimentos que nos prendem à trama. O final do livro é  surpreendente e coerente. Apesar de Usberti ser Arcebisdo, sua ligação com a Igreja, e a participação da mesma, encerra-se com o seu título na cúria de Roma, e nada mais. O Segredo do Alquimista não envereda pelos corredores da Igreja, e não esconde segredos absurdos que poderiam abalar os alicerces da fé cristã. E só por isso ele já merece a nossa atenção, porque Scott Mariani conseguiu trazer inovação e fôlego renovado num estilo já bastante batido e pouco original.

Outra coisa que eu quero ressaltar é que a Editora Fundamento optou por lançar a série Ben Hope desde o primeiro volume. São nove ao todo, até agora, e creio que a Fundamento pretende editar todos eles. O que é muito bem-vindo para nós, leitores, tendo em vista que algumas séries de livros tem sido editadas pela metade ou no final, o que deixa uma lacuna enorme de livros anteriores que nunca teremos a oportunidade de ler. Ou séries sendo lançadas totalmente fora de ordem, o que atrapalha, e muito, no seu desenrolar.

O Segredo do Alquimista é um ótimo livro que despertou meu interesse para uma série de livros que prometem muita ação, aventura e mistério, renovando um nicho literário bastante batido e copiado à exaustão. Felizmente Scott Mariano tem seu próprio estilo e faz uso de seus bons conhecimentos para inserir um personagem carismático e diferente que agradará à todos os leitores. Esse eu recomendo! 

Comentários via Facebook

3 Comentários:

  1. Olá Livy nossa fiquei mega curiosa sobre o livro, não sei por que, talvez pelo título me veio a cabeça a obra do Paulo Coelho, como me apaixonei tenho certeza que vou pegar muitas coisas boas dessa leitura. Adorei o que colocou na resenha e adorei ainda mais saber que é uma leitura fluida sem muitas complicações. Espero ter a oportunidade de ler em breve!

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  2. olá,
    Esse tipo de livro ou me agrada completamente ou me desagrada ao extremo, mas acho que nesse caso eu gostaria muito da obra, apesar de não ter tido muitas experiências boas com essa editora. Mas adorei a resenha, leituras fluídas sempre despertam minha curiosidade.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Livy! Que resenha empolgante, eu já tinha ficado interessada no livro, mas saber os detalhes foi o que me fez decidir ler de vez, eu adoro tramas neste estilo, mas como você cita já está meio batido, e ver que o autor consegiu trazer algo novo é um ponto positivo. Dica anotada! Bom domingo! Bjos!!!

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por