[Resenha] Vivian Contra o Apocalipse, de Katie Coyle

14 julho 2015
Postado por Livy

Livro cedido pela editora para resenha
ISBN: 9788522031115
Tradução: Flora Pinheiro
Ano de Lançamento: 2015
Número de Páginas: 288
Editora: Agir Now
Classificação: ♥♥♥ 
Vivian Apple tem 17 anos e mal pode esperar pelo fatídico “Arrebatamento” — ou melhor, mal pode esperar para que ele não aconteça. Seus devotos pais foram escravizados pela Igreja há tempo demais, e ela está ansiosa para que tudo volte ao normal. O problema é que, ao chegar em casa no dia seguinte ao suposto evento, seus pais sumiram e tudo o que restou foram dois buracos no teto…  Ela está determinada a seguir vivendo normalmente, mas, quando começa a suspeitar que eles ainda podem estar vivos, Vivian percebe que precisa descobrir a verdade. Junto com Harp, sua melhor amiga, Peter, um garoto misterioso que tem os olhos mais azuis do mundo e informações sobre um possível paradeiro dos seguidores da Igreja (ao menos é o que ele diz), e Edie, uma Crente que foi “deixada para trás”, os quatro embarcam em uma road trip pelos Estados Unidos em pleno pré-apocalipse. Mas, depois de atravessar quilômetros enfrentando eventos climáticos bizarros, gangues de fanáticos religiosos vingativos e um estranho grupo de adolescentes autointitulado “Novos Órfãos”, Vivian logo vai entender que o Arrebatamento foi só o começo.

Vivian Contra o Apocalipse é o primeiro livro da autora Katie Coyle, uma norte-americana nascida em Nova Jersey, e que vive atualmente com o marido na Califórnia. Seu livro de estreia recebeu boas críticas, pontuado com 4 estrelas em média nos principais sites de livros online.

O segundo livro da série é Vivian Versus América, já editado nos Estados Unidos, com uma pontuação bem acima do primeiro livro na crítica especializada e na opinião dos leitores daquele país. E este fato, para uma escritora jovem e estreante, é um feito importante, pois aponta para uma carreira promissora com a perspectiva de futuros bons lançamentos. Da minha parte, adorei Vivian Contra o Apocalipse, e aguardo ansiosamente a continuação da série.

O livro é muito gostoso de ler, com uma narrativa jovem, agradável, de fácil leitura e assimilação. Os personagens possuem personalidades que vão se aprofundando ao longo da narrativa e de forma bem objetiva; nada daquelas encheções de páginas e mais páginas para falar de um único aspecto da vida passada do sujeito. Katie Coyle cria seus personagens com características comuns e reais; tão comuns e reais quanto os que encontramos em nosso dia a dia pelas ruas, no trabalho ou em um shopping.

Com um enredo gostoso de ler, a trama não poderia deixar por menos, versando com muita sensibilidade humana sobre o Arrebatamento Bíblico do Fim dos Tempos. Apesar do gênero distópico, ou YA, o livro está bem acima disto ao nos trazer uma narrativa que fala sobre pessoas comuns, seres humanos, vivendo uma experiência espiritual que as dividem entre o fanatismo religioso e a necessidade de continuar vivendo e seguir adiante.

A originalidade do livro não está no tema central que versa sobre o fenômeno do Arrebatamento, no qual os "escolhidos por Deus", ou os "crentes de coração puro" são levados para o Céu enquanto o resto da humanidade fica na Terra penando sob inversões climáticas, terremotos e a insanidade dos que ficaram. Mesmo porque, esse tema está na Bíblia e já foi explorado por outros autores, como na série Deixados Para Trás de Tim LaHaye e Jerry Jenkins; na trilogia O Clone de Cristo, de James Beauseigneur, entre outros; além de filmes do gênero, como: O arrebatamento I, II e III; a própria série Deixados Para Trás; a série de TV produzida pela HBO, The Leftovers, baseada no livro Os Deixados Para Trás, de Tom Perrotta, entre outros.

O mérito de Katie Coyle em usar esse tema como pano de fundo para seu livro foi desmistificá-lo e torná-lo humano através da visão da jovem adolescente Vivian Apple. Através da ótica narrativa de Vivian nós somos conduzidos por um mundo pós-arrebatamento em que o fanatismo religioso tornou-se a principal moeda que impulsiona as pessoas, pois crê-se que um segundo arrebatamento está prestes a acontecer. Desta forma, os que ficaram para trás se convertem ao credo do profeta Beaton Frick e sua bíblia (o Livro de Frick) que rege as novas diretrizes da fé desses novos convertidos, os Crentes.

Além do mais, a autora usa esse tema religioso para mostrar o quanto a intolerância religiosa pode afetar o relacionamento entre as pessoas, ao ponto em que homossexuais, por exemplo, não têm direito ao Arrebatamento; como se o Arrebatamento fosse coordenado pelos religiosos, e não por Deus.

Muito aquém dessas questões religiosas, Katie Coyle se preocupa profundamente em tecer sentimentos e valores humanos em torno de conceitos que, cada vez mais, estão caindo em desuso nos dias correntes, como a amizade, o amor à família, o companheirismo, o perdão, o respeito entre as pessoas.

Vivian é o melhor que há no livro. Filha única, ela ama os pais e os amigos. Ainda está confusa sobre tudo o que está acontecendo, mas tenta fazer tudo certinho para seguir as novas regras que rezam o Livro de Frick. O arrebatamento dos pais e o afastamento dos amigos forçam Vivian a amadurecer e a buscar um sentido para tudo o que está acontecendo no mundo pós-arrebatamento, mudando as suas atitudes e o seu modo de ver as regras canônicas criadas por Beaton Frick.

Em suma, o livro é muito legal, emocionante, com um profundo enfoque na importância do amor, da amizade, do sentimento humano e dos valores simples da vida. Adorei!

Comentários via Facebook

13 Comentários:

  1. Estou doida por esse livro. Vi muita gente falando bem e pela resenha ele parece ser um livro bem legal. Eu geralmente leio livros mais jovens mas quando estou lendo algo pesado eu gosto de misturar com livros curtinhos, menos pesados e esse parece ser um deles.

    Também adorei a capa do livro mas não gostei de ver que é uma série. Cadê os livros únicos editoras do meu coração? lol HAHAHA Mas já que o segundo aparentemente está melhor que o primeiro isso me animada um pouco mais. :D

    Beijos!
    http://www.prateleiracolorida.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Livy!
    Não conhecia esse livro. A premissa é bem interessante.
    Tem um pouco de originalidade e eu também nunca li nada parecido com esse enredo.
    Adorei a resenha.
    Beijos

    www.construindoestante.com || Curta a fanpage

    ResponderExcluir
  3. Não curto essas paradas de arrebatamento não. Pra mim essa estória só serviu pra me assustar e me fazer chorar atoa quando eu era criança. Acho que agora tenho trauma disso, então acho que não leria esse livro.. haha

    O Outro Lado da Raposa

    ResponderExcluir
  4. Já ouvi falar muito deste livro, mas admito que tenho um pouco de receio de lê-lo. Enfim, adorei sua resenha, vc escreve super bem!
    Xoxoxo
    somaisumapaginamae.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Livy.
    Eu tinha lido só uma premissa sobre esse livro, mais especificamente a sinopse. E, de início, não dei muita importância pra ele não, mas agora me interessei.
    Estou terminando de ler os livros do Jerry e do Tim, os Deixados para trás, estou no 9º.
    É difícil dizer, argumentar sobre uma ficção baseada em histórias bíblicas, por isso é sempre bom conferir o livro antes de falar qualquer coisa. Quero muito ler, de verdade. A sua resenha está ótima.
    Abraços!
    Blog Saphy | Facebook

    ResponderExcluir
  6. Tô doida pra ler esse livro Livy! Já li até o primeiro capítulo na livraria :)
    Gostei muito do tema, achei bem original o modo como ela conta a história.
    Beijos ;*

    www.naestradadafantasia.com

    ResponderExcluir
  7. Menina, que livro!!!
    Nunca tinha ouvido falar nele, mas agora preciso ler logo!!!
    Adoro esse tema de intolerância religiosa, acho tão importante abordar o fanatismo de uma forma diferente hoje em dia... Além de original, até a certa polêmica me agrada. Fiquei super curiosa sobre esse livro!
    BeiJU!

    Paixão de Leitora | Fanpage

    ResponderExcluir
  8. Olá :)

    comprei esse livro há algumas semanas e estou louca pra ler, mas ainda não tive tempo. A premissa é interessante e a capa também. Fico feliz de saber que a autora levanta questões importantes, que vão além do que queremos ou imaginamos, afinal, só pq uma coisa não é boa pra gente não quer dizer que seja má... enfim, expectativas nas alturas :)

    ssentrelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Eu acabei de ler esse livro! Há tempos um livro não me prendia tanto como esse. Confesso que só comprei o livro por causa do nome da personagem (que é o mesmo que o meu Kkk), mas quando comecei não consegui parar, e agora estou louca pela continuação!

    ResponderExcluir
  10. Eu acabei de ler esse livro! Há tempos um livro não me prendia tanto como esse. Confesso que só comprei o livro por causa do nome da personagem (que é o mesmo que o meu Kkk), mas quando comecei não consegui parar, e agora estou louca pela continuação!

    ResponderExcluir
  11. Eu acabei de ler esse livro! Há tempos um livro não me prendia tanto como esse. Confesso que só comprei o livro por causa do nome da personagem (que é o mesmo que o meu Kkk), mas quando comecei não consegui parar, e agora estou louca pela continuação!

    ResponderExcluir
  12. Eu acabei de ler esse livro! Há tempos um livro não me prendia tanto como esse. Confesso que só comprei o livro por causa do nome da personagem (que é o mesmo que o meu Kkk), mas quando comecei não consegui parar, e agora estou louca pela continuação!

    ResponderExcluir
  13. Eu terminei hoje mesmo de ler esse livro (faz alguns minutos, inclusive, haha), e posso afirmar com toda a certeza que Vivian Contra o Apocalipse é um dos melhores livros que já li, e tenho certeza de que, daqui a alguns anos, eu ainda vou lembrar do livro e de todas as sensações que tive ao ler, pois, afinal, é uma história muito marcante (que nem acabou ainda kk)! Quando eu soube que tinha continuação, eu fiquei muio empolgada, e com medo também kk. Esse livro me arrancou boas gargalhadas e alguns litros de lágrimas, mas ser leitora se resume a rir, chorar, ler e sentir, então... Sensações maravilhosas. Eu mal posso esperar pela continuação! Você sabe dizer onde eu posso saber mais sobre o lançamento de Vivian Contra a América e a data que o livro será lançado no Brasil?

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por