[Resenha] Os Assassinos do Cartão-Postal, de James Patterson e Liza Marklund

20 agosto 2015
Postado por Livy

Livro cedido pela editora para resenha
ISBN: 9788580412710
Tradução: André Fiker
Ano de Lançamento: 2014
Número de Páginas: 304
Editora: Arqueiro
Classificação: ♥♥♥♥ 
Uma viagem a Roma. Jacob Kanon, um detetive da divisão de homicídios do Departamento de Polícia de Nova York, está muito longe de casa. Em sua longa viagem, já conheceu as mais belas cidades da Europa. No entanto, não é a paisagem que o atrai. Para ele, cada café, catedral ou museu é uma pista dos assassinos de sua filha. Um rastro de sangue. A filha de Jacob, Kimmy, é apenas uma peça de um doentio e intricado quebra-cabeças. Amsterdã, Copenhague, Madri, Paris… Em toda a Europa, jovens casais são encontrados mortos com a garganta cortada. Os assassinatos não parecem ter qualquer conexão, além de cartões-postais enviados para os jornais locais dias antes da descoberta de cada crime. Mais pessoas correm perigo. Numa tentativa de salvar as próximas vítimas, Jacob vai se unir à jornalista Dessie Larsson, que acaba de receber um cartão-postal em Estocolmo. O que eles não imaginam é que os crimes têm um propósito bem diferente do que pensavam.

James Patterson dispensa comentários. Ainda mais para um autor que já vendeu mais de 300 milhões de exemplares em todo o mundo. Seus livros são vendidos em mais de 100 países e figuram entre os mais vendidos. A série Alex Cross já rendeu vários filmes no cinema, e a série Clube das Mulheres Contra o Crime uma série de TV. Portanto, se você gosta de romances policiais e de mistério, os livros de James Patterson é uma ótima pedida.

Liza Marklund é uma escritora sueca que nasceu em Pitea, no Condado de Norrbotten, no ano de 1962. Notabilizou-se por sua série de livros policiais protagonizados pela jornalista Annika Bengtzon – que, aliás, é o nome de uma de suas filhas.

Havia um padrão ali, pensou, uma lógica distorcida que ele não conseguia enxergar. Os assassinos estavam tentando dizer algo. Os desgraçados que saíam pela Europa cortando a garganta de jovens casais estavam gritando bem na cara dele.

Os Assassinos do Cartão-Postal é um ótimo thriller policial. Gostei muito dessa capa do livro, com um ar de filme noir, tendo o casal de assassinos em primeiro plano; bem exatamente como um cartão-postal. A diagramação do livro também prestigia-nos pelo bom gosto, pois a leitura flui facilmente por letras grandes e capítulos curtos.

E por falar em leitura. Achei-a bem digestiva e viciante. Quando me dei conta, já tinha terminado o livro quase de um só fôlego. E o que mais me agradou e chamou minha atenção no livro foi a frieza do casal Sylvia e Mac Rudolph, uma dupla de turistas aventureiros que adoram matar outros casais a passeio pela Europa. E a forma como eles executam os assassinatos, além de brutal, é o ponto alto do livro. Não que eu queira dizer que isso é legal, mas porque a atitude e a violência empregada pela dupla é tão comum e corriqueira nos dias que correm que tal selvageria já diluiu, lamentavelmente, em nosso cotidiano como algo banal – pra não dizer natural –, tornando-se parte da paisagem urbana da civilização em que vivemos.

Jacob sentiu a adrenalina passar como arame farpado por suas veias. Ele nunca tinha chegado tão perto, só um dia depois deles, e antes dos assassinatos acontecerem, antes das fotografias dos cadáveres, antes de eles pegarem o voo para outra cidade.

A investigação dos crimes ficam por conta de Jacob Kannon, um policial novaiorquino que teve sua única filha massacrada pela dupla assassina, e que jurou persegui-los até o Fim dos Tempos. Claro que ele não pode agir por conta própria em solo sueco, por isso Jacob acaba – quase por acaso – tendo a ajuda de uma jornalista local, Dessie Larson, e de uma dupla de investigadores Matts Duvall e Sara Höglund.

A narrativa é envolvente e a trama nos prende a atenção do começo ao fim. Os personagens são bem construídos e interessantes, e a dupla de assassinos, que Patterson e Marklund nos dão a conhecer desde as primeiras páginas, são odiosos. Confesso que rui as unhas até o final para vê-los pagarem pelos crimes que cometeram impunemente por tanto tempo.

Eu, particularmente, sou fã dos livros policiais nos quais o assassino só se dá a conhecer no finalzinho da leitura; gosto de tentar desvendar qual, dentre as personagens, é o criminoso. Acho que isso faz parte do suspense que o autor tenta criar e nos enredar no decorrer da leitura. Mas Patterson e Maklund decidiram que o ponto nevrálgico do seu suspense reside em chegarmos ao término do livro e descobrirmos que fim levará a dupla Sylvia e Marc Rudolph.

Os Assassinos do Cartão-Postal é uma leitura obrigatória para os fãs de thrillers policiais e do autor James Patterson. Da minha parte, gostei. Recomendo!

- Coisas terríveis. Sangue espalhado pelo quarto todo. O señor e a seõra estavam mortos naquela cama. Eles deviam estar dormindo quando aconteceu.

Comentários via Facebook

6 Comentários:

  1. Eu li o livro e adorei...parabéns por recomendar!!! abraços, ania..

    ResponderExcluir
  2. Oiii
    Eu quero MUITO ler esse livro! Já li outro do James Patterson e adorei, foi super viciante. Gosto muito de policiais e gostei de saber que esse tem romance tbm ;)
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Hey, tudo bem?
    Primeiramente, parabéns pela resenha. Acabei de entrar no seu blog e amei o designer dele, ao ver o título do livro corri para ler! Apesar de não gostar muito desse gênero estou procurando alguns livros "diferentes" para ler e fiquei bem interessada pela capa, dá aquela vontade de ler, haha. E sua resenha me convenceu a colocar ele na lista de "desejados", o que é ótimo! Adorei sua forma de escrever, é fácil de ler e já estou correndo para a próxima resenha.
    Beijos, Daya.

    mundodeleitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Tenho esse livro aqui mas ainda não li. Sua resenha me deixou animada para ler.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oie Livy =)

    Fiquei meio traumatizada com o James Patterson depois da série Bruxos e Bruxas. Tenho alguns livros do autor aqui em casa, mas não tenho coragem de ler rs...
    Nunca li nada dele na linha de thriller. Só li um romance que adorei, e a série que comentei acima.
    Pela premissa e pela sua resenha esse livro parece bem interessante. Quem sabe eu não me anime em dar uma chance nova para autor ^^

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por