[Resenha] Sangue Mágico, de Ilona Andrews

27 setembro 2015
Postado por Livy

Livro cedido pela editora para resenha
ISBN: 9788567296326
Série: Kate Daniels, vol. 1
Tradução: Flávia de Lavor
Ano de Lançamento: 2015
Número de Páginas: 256
Editora: Saída de Emergência
Classificação: ♥♥♥♥ 
Se não fosse pela magia, Atlanta seria uma boa cidade para se morar… A magia chega como uma onda e tudo para de funcionar: os carros não ligam, as armas se tornam inofensivas. No momento seguinte, a energia já se dissipou e a tecnologia reassume o controle, fazendo com que os feitiços de proteção já não sejam capazes de defender a sua casa da ameaça de monstros. Nesse mundo, arranha-céus são derrubados por ataques violentos de magia; homens-lobo e homens-hiena vagam pelas ruas em ruínas; e os mestres dos mortos, necromantes levados pela sede de poder, controlam vampiros com o poder da mente. Nesse cenário vive Kate Daniels, uma menina impulsiva e destemida que não leva desaforo para casa. Seu sangue a torna um alvo e, por isso, ela passou boa parte da vida escondida em meio à multidão. Mas quando seu guardião é assassinado, Kate precisa fazer uma escolha: deve continuar na segurança do anonimato ou perseguir o assassino e vingar a morte dos inocentes? 

Gostei muio da capa desse livro, que, a meu ver, ficou bem melhor que a capa da publicação internacional. Kate, aí na capa, nos dá a exata impressão do que ela é no livro: uma guerreira urbana.

Ilona Andrews é o pseudônimo de uma dupla de escritores, marido e mulher. Ilona nasceu na Rússia e Gordon é ex-Sargento do Exército Norte-Americano. Se conheceram na faculdade, na aula de Introdução à Redação, e, desde então, se uniram para sempre, inclusive na literatura. Sangue Mágico é o primeiro livro da Série Kate Daniels no Brasil, e que já está em seu sétimo volume.

A magia voltou enquanto eu estava colocando os itens básicos na bolsa, e tive que usar a Karmelion em vez do meu carro habitual. Uma caminhonete enferrujada e em más condições, de cor verde bile e sem o farol esquerdo, a Karmelion só tinha uma vantagem: andava com água impregnada de magia e podia ser dirigida durante uma onda mágica. - pág. 21

Kate Daniels é uma mulher de 25 anos que se enquadra no que pode-se chamar de mercenária, ou caçadora de recompensas, que desde cedo foi instruída na arte do sangue; porque o sangue é poder. Kate torna-se uma guerreira urbana, bem-humorada e com algumas falas engraçadas, mas é durona e temível quando em ação. Após a morte de Greg Feldman, seu guardião, Kate parte numa investigação alucinada e tensa para encontrar o assassino e vingar morte do amigo a qualquer preço. Durante a investigação, Kate descobre mais do que um assassinato.

Há uma guerra que ameaça eclodir entre a Matilha (metamorfos) e a Nação (necromantes). Em Atlanta, dominada pela magia, vamos encontrar ordens místicas como a Ordem dos Cavaleiros da Ajuda Misericordiosa e a Associação dos Mercenários. Esta última, para a qual Kate trabalhava. Mas por motivos próprios, ela prefere lutar solo. Além de Kate Daniels, também conhecemos Jim, um metamorfo; o Dr. Crest, apaixonado por Kate; Saiman, uma criatura especialidade em tecnologia; Derek; Curran, o Grande Senhor das Feras; entre outros. E nesse universo mágico de fantasia urbana vamos encontrar metamorfos, vampiros, lobisomens, criaturas pavorosas e necromantes, entre outras coisas.

Os cruzados serviam a Ordem como o equivalente de um bisturi. Há uma infecção desagradável prestes a estourar – coloque um cruzado para fazer o trabalho.  – Pág. 71

A narrativa de Ilona é fácil e ágil, contada na visão de Kate, com boa descrição dos cenários, personagens e eventos. Nela nos prendemos logo de cara e os elementos de fantasia e as várias criaturas acabam prendendo a nossa atenção. Os capítulos são longos, bem longos, mas há hiatos no decorrer da leitura, o que minimiza um pouco a sua leitura mais extensiva.

Apesar de sabermos que Atlanta está bem diferente da Atlanta dos dias atuais, não temos ideia de quando a narrativa ocorre: quanto tempo no futuro; pois acreditamos que seja no futuro que isso ocorre. Esse é o ponto mais negativo do livro.

Sangue Mágico é uma ótima adição ao gênero fantasia urbana, com personagens interessantes, uma protagonista divertida, além de osso duro de roer, com criaturas bem inseridas no contexto. Tem uma trama plausível e ação, alinhavado com mistério e magia. É um ótimo início para uma saga que já conta com sete livros.Também uma ótima opção de leitura para quem está querendo fugir um pouco do lugar-comum ou da mesmice de sempre. Recomendo! Boa leitura!

O lobo alfa alto e magro entoou as palavras da promessa. Derek as repetiu, e as correntes de poder lamberam a sala redonda, subindo em espiral pelas paredes impossivelmente altas até o teto perdido na escuridão. – Pág. 147

Comentários via Facebook

2 Comentários:

  1. Olá Livy,
    Gostei muito da capa também. Quando ao livro, parece ter um enredo muito bom. o Fato dos capítulos serem longes, porém não ter hiatos, ganhou pontos. Confesso que quando li capítulos longo, veio em mente um "aaaah poxa", mas logo em seguida veio um "eeeee"... hahahaha
    Não sei se vor ler a série inteira, 7 livros. Mas esse primeiro me "pegou de jeito". rs
    Beijos.

    http://www.leituradelua.com

    ResponderExcluir
  2. Oi livy,
    já li este livro e estou louca pra saber quando vai lançar a continuação.gostaria de saber se você sabe de alguma noticia sobre o lançamento do segundo livro aqui no brasil?

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por