[Resenha] No Coração da Floresta, de Emily Murdoch

20 outubro 2015
Postado por Livy

Livro cedido pela editora para resenha
ISBN: 9788522031085
Tradução: Maryanne Linz
Ano de Lançamento: 2015
Número de Páginas: 272
Editora: Agir Now
Classificação: ♥♥♥
E se tudo o que você soubesse fosse uma mentira? E se a pessoa que deveria te proteger não tivesse condições nem mesmo de cuidar de si mesma? Carey é uma jovem de 15 anos com uma história de vida difícil. Levada às escondidas pela mãe para um parque nacional quando ainda era uma criança, tudo o que ela e a irmã menor conhecem é a floresta. Elas só têm uma a outra, considerando que a mãe, viciada em drogas e mentalmente instável, muitas vezes desaparece por dias sem fim. É durante um desses sumiços que repentinamente as meninas se vêem diante de dois estranhos, que as tiram da floresta e as levam para um mundo novo e surpreendente de roupas, meninos e aulas. Agora Carey precisa enfrentar a verdade por trás do seu passado e decidir se vale a pena revelar um terrível segredo, que, caso descoberto, pode colocar em risco a segurança e a nova vida das duas irmãs.


Primeiro falemos da edição! Gostei muito da capa desse livro. Acho que ela captou o clima do livro em toda a sua essência. O livro conta também com um excelente trabalho gráfico e editorial, com um layout bem bacana.

Emily Murdoch gosta de poesia e livros. Mora atualmente no estado do Arizona, nos Estados Unidos. No Coração da Floresta, ou If You Find Me, é seu primeiro romance publicado em 2013 no Reino Unido.

“Mamãe diz que num importa o quanto as pessoas sejam pobres, mesmo que você seja um ricaço, um duro ou alguma coisa no meio do caminho, o mundo dá o que tem de melhor quase de graça.”  – Pág. 13

No Coração da Floresta é um livro narrado em primeira pessoa, na ótica de Carey. Ela é levada pela mãe problemática e viciada para longe do mundo civilizado, internadas em uma floresta. Algum tempo depois, nasce Janessa. Os anos passam num fluir de pobreza e deploração. Carey está com 15 anos e Janessa com 6 anos quando largam a floresta e vão morar na cidade. Durante muito tempo elas suportaram um mundo de privação e os vícios e distúrbios mentais da mãe. Até o dia em que a genitora desaparece. Após alguns dias de sumiço, a vida de Carey e Janessa muda drasticamente.

Por conta disso, elas vão morar na cidade, e Carey leva consigo um grande segredo. Então surge Melissa, uma mulher com um amor muito grande no coração que tenta ajudar Carey a desenrolar esse segredo. Mas apesar da colhida amoroso, Carey não se abre facilmente. Ela e a irmã sofreram muito, principalmente Carey, e o que ela guarda intimamente é muito doloroso para ser trazido à luz do dia.

Esse, em aspectos gerais, é o mote de No Coração da Floresta. Uma história bem densa e forte, em alguns momentos, pois trata da alma humana. O livro nos fala em essência do quanto a vida de uma pessoa pode ser alterada, ou destruída, pela de outrem. Vemos isso quase todos os dias passar diante dos nossos olhos nos noticiários da TV. O mal causado a uma pessoa pode durar por toda uma vida quando as feridas atingem o âmago da alma.

“Sofro em silêncio, como se eu fosse um quebra-cabeça com uma peça faltando.” – Pág. 75

O livro é instigante. A narrativa de Emily Murdoch em primeira pessoa é viciante. O mistério envolvendo Carey e seu passado nos mantém fiéis a leitura até o final, pois a trama em si tem muitos senões e por quês. É preciso continuar lendo para manter o clima de suspense.

A trama narrativa tem muitos pontos fortes, dos quais destaco o mistério envolvendo Carey e Jenessa. Um outro ponto interessante é a adaptação das irmãs à nova vida na cidade; depois de tudo o que elas passaram na floresta, o recomeço pode não ser exatamente a melhor opção para elas. Mas isso, assim como outros pontos de vista interessantes ao longo da leitura, você vai debulhar lendo o livro.

No Coração da Floresta é um daqueles livros que prendem nossa tensão por ter uma história factível de ter acontecido. Quantas Carey e Jenessa existem por aí pelo mundo e que, anonimamente, passam despercebidas diante dos nossos olhos? O drama vivido por Carey e sua irmã é o drama de milhões de outras crianças sem futuro, ou, no mínimo, com um futuro sofrível.

“De mãos dadas, andamos ao redor da casa, e ele me leva até a varanda. Quero voltar para os nossos anjos, para a pressão tranquilizante da minha mão na dele.- Pág. 211

Não se iluda, pois No Coração da Floresta vai mexer com a sua cabeça. Boa leitura!

Comentários via Facebook

3 Comentários:

  1. Olá, Livy,
    Esse mote me lembrou do filme "Mama".
    Parece ser muito interessante mesmo. Gosto muito dessas narrativas densas e psicológicas. Abç

    ResponderExcluir
  2. Olá Livy,
    Me interessei pelo livro, óbvio.
    Eu confesso que a capa não me atraiu muito não, mas quando li a sinopse e a sua resenha, fiquei realmente convencida de que ele deve ser muito bom.
    Agradeço a dica.
    Um grande beijos.

    http://www.leituradelua.com

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por