Minha meta e dica de 25 livros que talvez você não conheça

27 março 2015
Postado por Livy


Estava eu admirando meus livros na estante, e vi - mais uma vez - quantos livros aparentemente bons tenho que ainda não foram lidos. Alguns, estão comigo há apenas alguns meses, mas outros estão há anos. A cada mês, vocês acompanham comigo quantos livros interessantes são lançados, e a lista de leituras só aumenta! Mas e os bons e "velhos" livros que estão aqui paradinhos na estante, só esperando para contar sua história? O pior? Falta de tempo! Nesta hora gostaria de me desdobrar e ter 32 horas em cada dia para poder fazer tudo o que tenho que fazer e ainda poder ler mais e mais. De repente bateu aquela tristezinha básica de não ter tempo, ou não conseguir administrar meu tempo adequadamente para poder ler mais livros que estão órfãos aqui. Por vezes, também, são livros que eu sempre "deixo para depois", quando der, ano que vem quem sabe. Mas chega disso! 

Confesso que sou péssima com metas e desafios, e muitas vezes não consigo cumprí-los totalmente ou parcialmente. Já estabeleci a meta de pelo menos tentar finalizar algumas séries que iniciei nos anos anteriores, e agora estabeleci uma nova meta: alguns livros diversos que sempre quis muito ler, mas nunca li por n motivos. 

Então resolvi aproveitar e fazer um post para vocês e compartilhar minha meta de leitura e dicas destes livros. O legal é que separei livros "diferentes". Porque os livros que separei não são, nem um pouco, da modinha, e talvez você não os conheça. Então aproveite o post e anote as dicas de livros. Confira:

Comentários via Facebook

Wishlist de lançamentos de Março!

26 março 2015
Postado por Livy

Hey, pessoal! Como sempre, vim mostrar minha wishlist de lançamentos de livros de Março, que está recheada mais uma vez! Deixei para o final do mês porque a lista está ENORME... e linda! Muitos livros bons para nos arruinar financeiramente mas saciar nossas mentes e corações. Confiram:

Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha. Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças. Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram. Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier.Nem que seja a última coisa que ele faça.  A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável.


De uma das autoras mais queridas do mundo chega uma trilogia sobre a terra a que nos conectamos, a família que guardamos no coração e as pessoas que desejamos amar...  Com pais indiferentes, Iona Sheehan cresceu ansiando por carinho e aceitação. Com a avó materna, descobriu onde encontrar as duas coisas: numa terra de florestas exuberantes, lagos deslumbrantes e lendas centenárias – a Irlanda. Mais precisamente no Condado de Mayo, onde o sangue e a magia de seus ancestrais atravessam gerações – e onde seu destino a espera.Iona chega à Irlanda sem nada além das orientações da avó, um otimismo sem fim e um talento inato para lidar com cavalos. Perto do encantador castelo onde ficará hospedada por uma semana, encontra a casa de seus primos Branna e Connor O’Dwyer, que a recebem de braços abertos em sua vida e em seu lar. Quando arruma emprego nos estábulos locais, Iona conhece o dono do lugar, Boyle McGrath. Uma mistura de caubói, pirata e cavaleiro tribal, ele reúne três de suas maiores fantasias num único pacote. Iona logo percebe que ali pode construir seu lar e ter a vida que sempre quis, mesmo que isso implique se apaixonar perdidamente pelo chefe. Mas as coisas não são tão perfeitas quanto parecem. Um antigo demônio que há muitos séculos ronda a família de Iona precisa ser derrotado. Agora parentes e amigos vão brigar uns com os outros – e uns pelos outros – para manter viva a chama da esperança e do amor.

A vida de Luna está uma bagunça! O namorado a traiu com a vizinha, seu carro passa mais tempo na oficina do que com ela e seu chefe vive trocando seu nome. Recém-formada em jornalismo, ela trabalha como recepcionista na renomada Fatos&Furos. Mas, em tempos de internet e notícias instantâneas, a revista enfrenta problemas e o quadro de jornalistas diminuiu drasticamente. É assim que a coluna do horóscopo semanal cai no colo dela. Embora não tenha a menor ideia de como fazer um mapa astral e não acredite em nenhum tipo de magia, Luna aceita o desafio sem pestanejar. Afinal, quão complicado pode ser criar um texto em que ninguém presta atenção? Mas a garota nem desconfia dos perigos que a aguardam e, entre muitas confusões, surge uma indesejada, porém irresistível paixão que vai abalar o seu mundo. O romance perfeito — não fosse com o homem errado. Sem saída, Luna terá que lutar com todas as forças contra a magia mais poderosa de todas, que até então ela desconhecia: o amor. Com seu estilo ágil e fluido, Carina Rissi criou em No mundo da Luna uma leitura viciante, permeada de humor, magia e paixão, que vai conquistar você do início ao fim.

 Se não fosse pela magia, Atlanta seria uma boa cidade para viver. No momento em que a magia domina, os carros param e as armas falham. Quando a tecnologia assume, os feitiços de proteção já não protegem sua casa dos monstros. Aqui, os arranha-céus são derrubados pelo ataque da magia; homens-lobo e homens-hiena rondam as ruas arruinadas; e os Mestres dos Mortos, necromantes impulsionados pela fome de poder, comandam vampiros com suas mentes. Neste mundo, vive Kate Daniels. Kate gosta um um pouco demais de usar a sua espada e tem dificuldade de ficar calada. A magia em seu sangue a torna um alvo, e ela passa a maior parte da vida se escondendo no meio da multidão.  Mas quando o guardião de Kate é assassinado, ela deve optar entre não fazer nada e manter-se segura… ou perseguir o assassino sobrenatural. Esconder-se é fácil, mas a escolha certa nunca o é...

No verão de 1990, aos 14 anos, Trevor visita a Casa Riddell pela primeira vez. Construída a partir de árvores maciças, faz parte do legado de seu avô, magnata da indústria madeireira. Preocupado com o divórcio dos pais, ele decide explorar a casa e a história de seus antepassados. Logo Trevor descobre o primeiro segredo da Casa Riddell: um espírito e sua dívida - pois, apesar do imenso valor da casa, ela é assombrada pelos desejos finais do patriarca, Elijah, de se redimir da destruição que causou. Trevor é o único de sua família disposto a encarar o passado, mas será que ele conseguirá se manter firme para garantir o futuro? Uma luz súbita é uma história rica, que traz à vida a saga das gerações de uma família assolada pelo sofrimento. Uma homenagem à natureza, também revela aquilo que muitos não conseguem enxergar: as conexões universais que unem a todos nós.


{Clique nas capas para ler as sinopses}

Ufa! QUANTO LIVRO! E olha que nem coloquei todos aqui, teve muitos mais lançamentos este mês, mas estes são os mais desejados por mim. E vocês, querem ler algum destes livros? Quais são seus desejados do mês?

Comentários via Facebook

Lançamentos de Abril da Suma de Letras

Postado por Livy

Na ausência da luz, o mundo assume formas sombrias, distorcidas, tenebrosas. Em Escuridão total sem estrelas os crimes parecem inevitáveis; as punições, insuportáveis; as cumplicidades, misteriosas. Em 1922, o agricultor Wilfred e o filho, Hank, precisam decidir do que é mais fácil abrir mão: das terras da família ou da esposa e mãe. No conto Gigante do volante, após ser estuprada por um estranho e deixada à beira da morte, Tess, uma autora de livros de mistério, elabora uma vingança que vai deixá-la cara a cara com um lado desconhecido de si mesma. Já em Extensão justa, Dave Streeter tem um câncer terminal e faz um pacto com um estranho vendedor. Mas será que para salvar a própria vida vale a pena destruir a de outra pessoa? E, em Um bom casamento, uma caixa na garagem pode dizer mais a Darcy Anderson sobre seu marido do que os vinte anos que eles passaram juntos. Os personagens dos quatro contos de Stephen King passam por momentos de escuridão total, quando não existe nada — bom senso, piedade, justiça ou estrelas — para guiá-los. Suas histórias representam o modo como lidamos com o mundo e como o mundo lida conosco. São narrativas fortes e, cada uma a seu modo, profundamente chocantes. 

Comentários via Facebook

Duas novidades do grupo Editorial Pensamento que eu adorei!

Postado por Livy

Hey, pessoal! Vim mostrar para vocês dois lançamentos de Março do Grupo Editorial Pensamento pelo selo Jangada, que me chamaram a atenção e que entraram na minha wishlist. Confiram:


Mason Starling é campeã de esgrima da equipe da Academia Gosforth, mas nunca teve de lutar por sua vida. Não até a noite em que uma violenta tempestade sobrenatural assola Manhattan, aprisionando Mason e seus colegas de equipe dentro da escola. Mason é atacada por criaturas horrendas, com forma vagamente humana, mais aterrorizantes que os trovões e raios, enquanto a tormenta traz para a vida dela um perigoso desconhecido: um jovem que não se recorda de nada além de seu nome - Fennrys, o Lobo. A chegada desse garoto misterioso faz em pedaços o mundo de Mason, ao mesmo tempo que uma atração inegável surge entre eles. Juntos, eles tentam desvendar os segredos da identidade de Fenn, enquanto forças estranhas e sobrenaturais se adensam à volta deles. Quando descobrem que a família de Mason, com sua obscura ligação com antigos deuses nórdicos, é a chave de todo o mistério, Fennrys e Mason subitamente se veem diante de um futuro catastrófico: o Ragnarök - ou o fim do mundo, como o conhecemos.

Uma tragédia atinge a família de Michele Windsor, e ela é forçada a morar com os avós que nunca conheceu. Em sua mansão histórica em Nova York, repleta de segredos de família, Michele encontra um diário que tem o incrível poder de fazê-la retroceder no tempo, até o ano em que foi escrito, 1910. Lá Michele encontra o rapaz que ela viu em sonhos durante toda sua vida. Em pouco tempo, ela se vê apaixonada por ele. Quando se dá conta, Michele está vivendo uma vida dupla, lutando para conciliar seu mundo de estudante com suas viagens ao passado. Mas, quando se depara com uma descoberta terrível, ela é lançada numa corrida contra o tempo para salvar o homem que ama, e empreender uma busca que determinará o destino dos dois.

Comentários via Facebook

Lançamentos de Março gente e Única

Postado por Livy


Título: Dor de amor tem jeito | Subtítulo: Como sobreviver ao amor, suas reviravoltas e confusões sentimentais |Autora: André Massolini | Selo: Gente | ISBN: 978-85-452-0021-5 Páginas:160 | Preço de capa: R$ 27,90 
Seus amores começam como romance épico e terminam como filme de terror? Tem gente que parece ter o dom de se ferrar no amor, ou melhor, apostar todas as fichas em algo sem futuro. Tudo acaba e sabe o que resta? Você. Sofrendo mais uma vez por ter se deixado levar por um relacionamento sem potencial e se perguntando o que há de tão errado com você. Será que dá pra sair disso? Dessa mania de seguir sempre o mesmo roteiro dolorido? André Massolini vai mostrar que sim, dor de amor tem jeito. Esse filósofo que conquistou milhares de fãs com seu canal Ponto de vista, do YouTube, veio trazer compreensão e muito mais do que um ombro amigo para chorar: a chave para finalmente fechar essa história mal resolvida e conseguir, de uma vez por todas, não só superar o sofrimento e as mágoas, mas se tornar inteiro e feliz – como sempre deveria ter sido! Ninguém merece sentir que é um fracasso completo nem merece colher migalhas de afeto. Melhor do que uma sessão de terapia, este livro trará os conselhos e as respostas para que você experimente o alívio e recupere a dignidade que sentiu ser levada por outro alguém. Resgate a si mesmo e venha experimentar a felicidade!

Comentários via Facebook

[Resenha] A Morte de Sarai, de J. A. Redmerski

24 março 2015
Postado por Livy

Livro cedido pela editora para resenha
ISBN: 9788581052571
Série: Na Companhia de Assassinos, vol. 1
Tradução: Michele Vartuli
Ano: 2015
Páginas: 255
Editora: Suma de Letras
Classificação: ♥♥♥
() Favoritado!
Sarai sempre quis ser livre — e agora não consegue deixá-lo. Sarai era uma típica adolescente americana: tinha o sonho de terminar o ensino médio e conseguir uma bolsa em alguma universidade. Mas com apenas 14 anos foi levada pela mãe para viver no México, ao lado de Javier, um poderoso traficante de drogas e mulheres. Ele se apaixonou pela garota e, desde a morte da mãe dela, a mantém em cativeiro. Apesar de não sofrer maus-tratos, Sarai convive com meninas que não têm a mesma sorte. Depois de nove anos trancada ali, no meio do deserto, ela praticamente esqueceu como é ter uma vida normal, mas nunca desistiu da ideia de escapar. Victor é um assassino de aluguel que, como Sarai, conviveu com morte e violência desde novo: foi treinado para matar a sangue frio. Quando ele chega à fortaleza para negociar um serviço, a jovem o vê como sua única oportunidade de fugir. Mas Victor é diferente dos outros homens que Sarai conheceu; parece inútil tentar ameaçá-lo ou seduzi-lo. Em A morte de Sarai, primeiro volume da série Na Companhia de Assassinos, quando as circunstâncias tomam um rumo inesperado, os dois são obrigados a questionar tudo em que pensavam acreditar. Dedicado a ajudar a garota a recuperar sua liberdade, Victor se descobre disposto a arriscar tudo para salvá-la. E Sarai não entende por que sua vontade de ser livre de repente dá lugar ao desejo de se prender àquele homem misterioso para sempre.

Só tenho uma coisa a dizer: UAU! Li todo o livro A Morte de Sarai praticamente segurando o fôlego, e nem  percebi que estava prendendo a respiração até terminar o livro com um suspiro de satisfação... e angústia, PORQUE EU QUERO A CONTINUAÇÃO PARA ONTEM! Sério, só quem leu/ler A Morte de Sarai vai entender a minha empolgação e total satisfação ao lê-lo, e vai entender o porque estou tão eufórica! O livro é muito, muito bom!

Comentários via Facebook

game The Walking Dead é incrível!

20 março 2015
Postado por Livy


Sempre, desde pequena, por volta dos meus sete anos de idade, jogo. Sempre amei me aventurar por novos mundos, gráficos, histórias e me divertir ou me aterrorizar com os games. Já joguei diversos gêneros e títulos - que vou mencionar numa postagem futura -, mas faz um bom tempo que não jogava nada - mais precisamente há quatro anos. Os últimos games que joguei foram Final Fantasy XIII e Mirror's Edge - ambos ótimos, gente! -, mas então criei o blog e outras atividades foram ocupando meu tempo e deixei esta vida de gamer de lado. Agora, muitos anos depois, finalmente consegui me organizar para voltar a fazer algo que realmente amo, que é jogar! 

E, para voltar à ativa em grande estilo, resolvi começar com The Walking Dead: The Game, Season One. Acho que nem preciso explicar o motivo da minha escolha, mas para esclarecer: amo o universo de TWD, sigo a série e estou me preparando para acompanhar os livros e as HQ's. Mas, enfim, coloquei TWD Season One para rodar, apertei o Play e comecei a jogar. E zerei o jogo em alguns dias XD E hoje, para estrear minha nova coluna no blog, a Games e Apps, vim fazer um review deste game que me deixou vidrada, totalmente e completamente envolvida, emocionada, viciada, e todos os "adas" possíveis.

Comentários via Facebook

[Resenha] O Primeiro Telefonema do Céu, de Mitch Albom

18 março 2015
Postado por Livy

Livro cedido pela editora para resenha
ISBN: 9788580413496
Tradução: Flávia Rossler
Ano: 2014
Páginas: 288
Editora: Arqueiro
Classificação: ♥♥♥
Como você se sentiria se um dia recebesse uma ligação de alguém que ama muito e que já se foi? Numa sexta-feira comum, o telefone de Tess Rafferty toca. É sua mãe, Ruth, que morreu quatro anos antes. Em seguida, Jack Sellers e Katherine Yellin recebem ligações semelhantes, do filho e da irmã, também já falecidos. Nas semanas seguintes, outros habitantes de Coldwater afirmam que estão em contato direto com o além, e que seus interlocutores lhes pediram para espalhar a boa-nova ao maior número possível de pessoas. A mensagem é simples: o céu existe, e é um lugar onde todos são iguais. Em pouco tempo, correspondentes de diversos meios de comunicação aportam na cidade para transmitir os desdobramentos do fenômeno que pode ser o maior milagre da atualidade. Visitantes do país inteiro começam a surgir, as vendas de telefone disparam e as igrejas se enchem de fiéis. Apenas uma pessoa desconfia da história: Sully Harding, ex-piloto das Forças Armadas. Após quase morrer num desastre aéreo, perder a mulher e cumprir pena por um crime que não cometeu, ele não acredita num mundo melhor, muito menos após a morte. E quando seu filho pequeno começa a esperar uma ligação da mãe morta, ele decide provar que estão todos sendo enganados. O primeiro telefonema do céu é uma história de mistério e, ao mesmo tempo, uma reflexão sobre o poder da conexão humana. Em uma narrativa que vai tocar sua alma, Mitch Albom prova mais uma vez por que é um dos autores mais queridos da atualidade. 

O que fazemos com a saudade e a falta que nos faz aqueles que partiram desta vida? O que faríamos para mais uma vez podermos ouvir suas vozes e talvez sentir seu consolo para nossa dor? Importaria nossas crenças e convicções? Bem, O Primeiro Telefonema do Céu lhe fará se perguntar isto e muito mais. A verdade é que nós não somos donos de nenhuma verdade definitiva, algumas coisas sempre estarão em constante mudança e terão aqueles que afirmarão que sua verdade é uma grande mentira ou ao menos um pequeno engano. A verdade, pelo menos para mim, é que a maioria de nós queremos acreditar, não importando por qual caminho segue sua crença ou sua fé, que há muito mais, que há vida além desta vida, que simplesmente nossa vida tem muito mais significado.

Comentários via Facebook

Loja Billy Willy e seus produtos para fãs de clássicos do cinema e de música

17 março 2015
Postado por Livy


Se tem uma coisa que adoro é encontrar lojas bacanas na internet, que vendam produtos feitos para fãs. Foi em uma dessas andanças pela net que descobri a loja Billy Willy, que vende quadros e canecas para os fãs de clássicos do cinema e da música. 

Comentários via Facebook

[Resenha] Proibido, de Tabitha Suzuma

15 março 2015
Postado por Livy

Livro cedido pela editora para resenha
ISBN: 9788565859363
Tradução: Heloísa Leal
Ano: 2014
Páginas: 304
Editora: Valentina
Classificação: ♥♥♥
Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis. Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes. Eles são irmão e irmã. Mas será que o mundo receberá de braços abertos aqueles que ousaram violar um de seus mais arraigados tabus? E você, receberia? Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dramatúrgico, Suzuma tece uma tapeçaria visceralmente humana, fazendo pouco a pouco aflorar dos fios simples do quotidiano um assombroso mito eterno em toda a sua riqueza, mistério e profundidade.

Visceral. Se posso definir o livro com uma palavra, se posso afirmar o que ele proporciona, se posso dizer o que ele traz, de qualquer forma acabarei chegando no mesmo ponto: Proibido é um romance visceral. Cada linha, cada página, cada sentimento é tão intenso e profundo que destrói de uma forma sem volta, sem remendo. Não sei nem como começar esta resenha, nem sei como dizer o que senti, nem sei como me expressar de forma clara e objetiva, e fazê-los entender tudo o que vivi lendo este livro da Tabitha Suzuma. Mas sei que independente do que eu falarei aqui, jamais irei conseguir expressar com clareza.


Uma coisa é certa, assim como diz a frase de autor anônimo logo no início do livro, você pode até tentar fechar os olhos para a história que o livro traz, mas não pode fechar o coração para o que ele lhe fará sentir.

Comentários via Facebook

#aletradaspessoas Amor pela escrita!

13 março 2015
Postado por Livy


Usuários do Instagram devem ter percebido que de repente vários perfis começaram a postar na última semana e nos últimos dias fotos com a hashtag #aletradaspessoas, um movimento estimulando as pessoas a mostrarem suas letras cursivas. Com papel e caneta na mão, todos soltaram sua imaginação e abriram seus corações para demonstrar seu amor pela escrita, seus textos, frases, pensamentos, e ideias. Algumas pessoas - eu, uma delas - usa/usou a frase "Uma coisa que a gente não conhece mais: a letra das pessoas". A ideia de que, o hábito tem se perdido e que até a letras das pessoas é algo difícil de se ver, é assustadora!

O site Hypeness foi mais a fundo e descobriu a origem do movimento, que teve início com a carioca Clarinha Gomes. Ela publicou no twitter uma frase depois de ver a lista de compras de uma amiga: usando #aletradaspessoas. Daí surgiram amigos e pessoas postando fotos com a hashtag mostrando suas letras e ideias sobre a arte de escrever. Logo algo tão pequeno se tornou um movimento, algo viral, que se espalhou rapidamente pelas redes sociais, principalmente no Instagram, onde uma quantidade impressionante de fotos está sendo postada todos os dias. Também em 2012, foi criado o Tumblr Minha Letra Cursiva, que surgiu de uma brincadeira entre amigos no Instagram com a hashtag #minhaletracursiva e que compartilhava da curiosidade de ver as letras das pessoas, em um mundo dominado pela tecnologia.  

Independente da origem eu, sinceramente, amei o movimento! Cada vez mais a facilidade e praticidade da tecnologia tem nos afastado de bons e velhos hábitos, e nos feito esquecer um ato tão simples como o ato de escrever. Celulares, tablets, computadores, e uma infinidade de aparelhos eletrônicos têm sido a preferência das pessoas quando o assunto é escrever. A facilidade e rapidez que é digitar algo em um destes aparelhos, limita a escrita cursiva no dia a dia, e aos poucos, esta prática se torna algo "do passado".

Comentários via Facebook

[Resenha] Os Suspeitos, de Margaret Peterson Haddix

12 março 2015
Postado por Livy

Livro cedido pela editora para resenha
ISBN:  9788539507108
Série: Os Filhos das Sombras, Vol. 2
Páginas: 144
Editora: Fundamento
Classificação: ♥♥♥
Durante 12 anos a vida inteira Lucas teve que se esconder. Ser observado seria a morte. Lucas Garner é um filho das sombras, um terceiro filho ilegal. Crianças como ele são caçadas e mortas pela Polícia de Controle da População. Ou torturadas e mortas, o que é ainda pior. Agora, pela primeira vez na vida, Lucas está fora do esconderijo e longe de sua família. Com a ajuda do sr. Talbot, ele consegue sair da clandestinidade ao assumir a identidade de Lee Grant, um garoto que morreu num acidente. Ser Lee era seguro. Ser Lucas, não. Como parte de seu disfarce, Lucas ingressa em Hendricks School, um colégio para meninos ricos e desajustados. Lá não existem janelas, os alunos se comportam como cordeiros e os professores desaparecem à noite. E o mais estranho é que ninguém ousa ir para o lado de fora. Por quê? Lucas sabe que há muitos perigos, tanto nos corredores, como além das paredes do misterioso colégio. Entretanto, ele está cansado de viver com medo e nas sombras... Lucas precisa se misturar à rotina do lugar antes que alguém perceba que ele é um impostor. Mas em quem ele pode confiar? Em seus novos e estranhos amigos? E se ele for traído, assim como Jen? Cabe a Lucas descobrir os segredos de Hendricks School e se lá será seu novo lar ou sua nova prisão.

Se tem algo que eu gosto é dos livros juvenis lançados pela Editora Fundamento. Sempre trazendo títulos interessantes e que, melhor que tudo, estimulam a leitura entre os jovens leitores. Dentre os livros lançados, ano passado conheci o primeiro volume da série Os Filhos das Sombras, de Margaret Peterson Haddix, um juvenil distópico, já resenhado aqui no blog. Estava bem curiosa para conferir o segundo livro, Os Suspeitos, pois como havia dito em minha primeira resenha, o final deixou um ótimo gancho para uma boa continuação.

Comentários via Facebook

Ovo de Páscoa Surpresa da Nestlé traz brinde Star Wars

10 março 2015
Postado por Livy


Não deve ser segredo para ninguém - pelo menos não deveria ser - que eu sou hiper, mega, super, completamente, absolutamente, eternamente fã de Star Wars, e que sempre piro quando vejo qualquer item colecionável da saga. Claro, não é sempre que meu dinheiro dá para sustentar este vício.

Mas quando vi na internet que a Nestlé estaria trazendo grandes novidades para os Ovos de Páscoa este ano, eu nem imaginava que iria poder encontrar algo tão especial! Assim que vi o Ovo de Páscoa Surpresa vindo com um brinde exclusivo de Star Wars, eu literalmente pirei e já fui logo comprando! Pense só, é uma dupla delícia: ovo com chocolate ao leite + brinde Star Wars! Como resistir? Então, essa dica é para você não perder tempo e também garantir seu ovo de Páscoa e seu brinde da saga. 

Comentários via Facebook

[Resenha] Duna, de Frank Herbert

07 março 2015
Postado por Livy

Livro cedido pela editora para resenha
ISBN: 978-85-7657-101-8
Série: Crônicas de Duna, vol. 1
Tradução: Marina do Carmo Zanini
Ano: 2010 
Páginas: 544
Editora: Aleph
Classificação: ♥♥♥

A vida do jovem Paul Atreides está prestes a mudar radicalmente. Após a visita de uma mulher misteriosa, ele é obrigado a deixar seu planeta natal para sobreviver ao ambiente árido e severo de Arrakis, o Planeta Deserto. Envolvido numa intrincada teia política e religiosa, Paul divide-se entre as obrigações de herdeiro e seu treinamento nas doutrinas secretas de uma antiga irmandade, que vê nele a esperança de realização de um plano urdido há séculos. Ecos de profecias ancestrais também o cercam entre os nativos de Arrakis. Seria ele o eleito que tornaria viáveis seus sonhos e planos ocultos? 

Frank Hebert nasceu em Tacoma, no estado estadunidense de Washington, em 1920, e faleceu em 1986 aos 65 anos de idade. Hebert foi um grande escritor, além de jornalista  de renome e crítica. Ele escreveu dezenas de romances de ficção, vários contos, artigos para jornais e revistas e alguns livros de não-ficção. Seu interesse por ficção científica surgiu depois da faculdade, já casado, lendo romances do gênero nos anos de 1950, quando começou a escrever contos. Seu primeiro livro publicado foi "The Dragon in the Sea", de 1955. Quatro anos depois, começou a trabalhar nos esboços de Duna, o qual só veria a ser publicado seis anos depois, em 1965. O livro foi um grande sucesso de público e crítica já em seu lançamento, ganhando o Prêmio Nebula naquele ano e o Prêmio Hugo em 1966.

Comentários via Facebook

O lindo e emocionante mangá "O Cão que guarda as Estrelas"

04 março 2015
Postado por Livy


Há muito tempo eu não lia um mangá - quadrinho japonês - e quando vi o lançamento de O Cão Que Guarda as Estrelas, foi amor à primeira vista.



Hoshi Mamoru Inu, em tradução literal, o cão que guarda as estrelas. É uma expressão japonesa usada para descrever uma pessoa que quer algo impossível. A origem vem da imagem do cachorro que fica olhando para o céu como se desejasse a estrela.

Comentários via Facebook

iZombie, a nova série da The CW

03 março 2015
Postado por Livy


iZombie é a mais nova série do canal norte-americano The CW, que terá sua estreia em 17 de Março. Vocês sabem que eu sou chegada em uma história de zumbis - e se não sabiam, agora estão sabendo. E, apesar da história de iZombie parecer um pouco maluca e bizarra, me interessei, e vou tentar assistir - apesar das muitas séries que estou acompanhando.

A série iZombie é baseada nos quadrinhos da Vertigo e acompanha a história de Olivia "Liv" Moore (Rose MacIver), uma estudante de medicina e que vira zumbi em uma festa. Apesar de ser uma morta-viva ela tenta manter sua humanidade, e acaba arrumando um emprego como legista. Assim ela tem acesso a cérebros dos mortos enviados para o necrotério, e se alimenta deles, o que mantem sua humanidade. Mas, a cada cérebro que come, ela acaba ficando com as memórias do cadáver. Tendo visões perturbadoras de assassinatos, ela resolve se juntar a um detetive para resolver  estes casos de assassinatos sem solução.

Maluquice? Parece, mas até que eu gostei da ideia. Não li os quadrinhos, mas com certeza vou conferir a série de TV. 

Comentários via Facebook

[Resenha] Mar da Tranquilidade, de Katja Millay

02 março 2015
Postado por Livy

Livro cedido pela editora para resenha
ISBN: 9788580413250
Tradução: Carolina Alfaro
Ano: 2014
Páginas: 368
Editora: Arqueiro
Classificação: ♥♥♥
Nastya Kashnikov foi privada daquilo que mais amava e perdeu sua voz e a própria identidade. Agora, dois anos e meio depois, ela se muda para outra cidade, determinada a manter seu passado em segredo e a não deixar ninguém se aproximar. Mas seus planos vão por água abaixo quando encontra um garoto que parece tão antissocial quanto ela. É como se Josh Bennett tivesse um campo de força ao seu redor. Ninguém se aproxima dele, e isso faz com que Nastya fique intrigada, inexplicavelmente atraída por ele. A história de Josh não é segredo para ninguém. Todas as pessoas que ele amou foram arrancadas prematuramente de sua vida. Agora, aos 17 anos, não restou ninguém. Quando o seu nome é sinônimo de morte, é natural que todos o deixem em paz. Todos menos seu melhor amigo e Nastya, que aos poucos vai se introduzindo em todos os aspectos de sua vida. À medida que a inegável atração entre os dois fica mais forte, Josh começa a questionar se algum dia descobrirá os segredos que Nastya esconde – ou se é isso mesmo que ele quer.

Mar da Tranquilidade é o livro de estreia de Katja Millay, e traz uma história com muitas facetas. De início não imaginava que fosse gostar tanto do livro, muito mais do que esperava. Aliás, não sabia o que esperar do livro de forma geral, pois quando comecei a leitura achei que ela iria se arrastar infinitamente de forma monótona e sem graça até o final. Me enganei, e nem imaginava que iria me emocionar de forma tão distinta com esta história tocante e envolvente.

Comentários via Facebook

Promoção Aniversário Vício em Livros

01 março 2015
Postado por Livy


Março é mês de alegria! E melhor ainda, mês de aniversário do blog Vício em Livros! Por isso nos juntamos a vários outros blogs e montamos um super sorteio para vocês, com mais de 40 livros e muitos marcadores! Vamos participar?!

Comentários via Facebook

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por