Peanuts Completo 1963 a 1964, de Charles M. Schulz

13 janeiro 2016
Postado por Livy

   ISBN 9788525431653 | Ano 2014 |  330 Páginas | Valor: R$59,90 | Volume Sete Editora L&PM 
Livro cedido pela editora para resenha
Classificação: ♥♥♥

Sinopse: Peanuts completo:1963-1964 introduz alguns dos mais curiosos personagens que vêm se juntar à turma de Charlie Brown: o menino que se chama “555 95472”, mas é conhecido apenas como “5”, e suas duas irmãs, a “3” e a “4”. Nunca ouviu falar deles? Esta é apenas uma das muitas surpresas deste volume. Aqui também se encontram duas das mais vexatórias histórias de Charlie Brown tentando impressionar a garotinha ruiva no beisebol (não é necessário dizer que as coisas não saem como o esperado) e algumas tiras de histórias que nunca foram publicadas em conjunto, incluindo a malsucedida tentativa de Linus de concorrer à presidência do conselho estudantil e a traumática passagem de Snoopy pelo hospital. A introdução deste volume é de Bill Melendez, único animador autorizado a adaptar as tiras de Schulz para a televisão e amigo do autor por mais de quarenta anos." (L&PM Editores, 2014)
  

O Peanuts O Filme estreia amanhã, dia 14, e hoje resolvi trazer para vocês a resenha deste livro super especial e muito lindo! Peanuts Completo 1963 a 1964, de Charles M. Schulz foi editado pela Editora L&PM e está muito lindo, gente!


Eu gostaria de conversar um pouco com vocês a respeito da Grande Abóbora…

Charles M. Schulz nasceu em Mineápolis, Estados Unidos, em 1922. Foi cartunista criador da série mundialmente famosa: Peanuts, além dos personagens Charlie Brown e do Snoopy, o cachorro mais famoso dos desenhos animados.

Em 1950, Schulz iniciou a série Peanuts com uma paixão que duraria 50 anos. Ele faleceu em 2000, aos 77 anos de idade, na cidade de Santa Rosa, nos Estados Unidos. Em 1998, Charles Schulz ganhou uma estrela na calçada da fama em Hollywood. Segundo alguns críticos e fãs do cartunista, Charlie Brown é a caricatura de Charle Schulz quando criança. 


Você acha que eu não posso ser feliz a vida inteira? Volte daqui a sessenta anos e tire a prova!

A Editora L&PM publicou um belíssimo livro com as tirinhas Peanuts desenhadas por Schulz entre os anos de 1963 e 1964, numa belíssima encadernação em capa dura cheio de tirinhas e um prefácio muito bacana escrito por Bill Melendez: premiado animador, cineasta, dublador e produtor mexicano nascido em 1916 e falecido em 2008. Melendez era o único animador autorizado por Schulz para trabalhar com seus personagens. 


Para quem adora Charlie Brown, sua turma e o fofinho Snoopy, assim como eu, Peanuts Completo 1963 a 1964 traz mais de 300 páginas de muita diversão, impresso em papel de ótima qualidade e num formato bem bacana. Peanuts Completo 1963 a 1964 vai agradar todos os gostos literários, em todas as idades.

  
Mais do que recomendado, é uma leitura obrigatória, pois no mundo tão controverso e conturbado em que vivemos ultimamente, necessitamos cada vez mais sair do lugar-comum e da seriedade do cotidiano e mergulharmos nossa mente num universo mais infantil e puro. Precisamos sorrir e rir, sempre! Recomendadíssimo!


Qual você acha que é a fonte dessa segurança? O dedo na boca, o cobertor ou essa sua postura? - Charlie Brown, pág. 28



Comentários via Facebook

3 Comentários:

  1. Ai meu Deus que lindoooooooooo
    Já qro muitíssimo
    hehehehehehe

    Bjooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Snoopy é muito amor! Estou doida por esse e pelos outros também, e esperando uma promoção legal para comprar, hehe.

    Ps: amei as fotos! <3

    Beijos!
    http://www.prateleiracolorida.com.br

    ResponderExcluir
  3. Achei muito bonito esse livro. Muito caprichado!
    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por