Conheça o emocionante mangá Orange

29 fevereiro 2016
Postado por Livy


Oi, pessoal! Hoje vim falar de um dos mangás mais lindos que já li: Orange, da mangaká Ichigo Takano, que está sendo publicado pela Editora JBC, e que conta com cinco volumes. Aliás, nem preciso dizer que as edições estão impecáveis, preciso? A JBC está arrasando com essas publicações. 

Ele ainda está sendo lançado por aqui no Brasil, e encontra-se em seu quarto volume, mas eu já li os cinco e posso garantir a vocês que este mangá é um shoujo dramático maravilhoso e emocionante, que vale muito a pena ser conferido, e que vai muito além das aparências.
Sinopse: Numa manhã que já começou diferente do normal, Naho Takamiya recebe uma carta misteriosa, que conta tudo que vai acontecer durante o dia: o atraso incomum, a tarde de folga da escola, o aluno transferido Kakeru Naruse, e o convite da turma para que todos voltem para casa juntos. O remetente? Elas mesma. Dez anos no futuro. E a "Naho do futuro" só tem um pedido: salve o Kakeru.

De início você pode pensar que este é mais um daqueles mangás bobinhos, água com açúcar. Mas se engana. Orange traz uma história profunda, tocante e aborda com sensibilidade um tema muito importante. 

Aos dezesseis anos, na primavera...

Eu recebi uma carta.

Como essa carta chegou até mim?

Por que foi enviada?

O nome do remetente era...

... Eu?


Imagine um dia, do nada, você recebendo uma carta misteriosa endereçada a você. E descobrir que o remetente da carta é você! Ao ler a carta descobre que ela lhe informa tudo o que vai acontecer nas próximas horas e dias. É isso o que acontece com Naho Takamiya. Ela descobre que a carta conta detalhadamente sobre acontecimentos que vão se desenrolar nos próximos dias. Mas não só isso, esta carta veio do futuro, mais precisamente de 10 anos do futuro, e vem com um aviso: salve o Kakeru

E se pudêssemos voltar no tempo e corrigir nossos erros? E se pudêssemos mudar nossas decisões para impedir que coisas verdadeiramente ruins acontecessem? E se...? Quantas e quantas vezes nos pegamos nos fazendo essas mesmas perguntas? Quantas vezes nos perguntamos "E se..."?  

Naho tem exatamente esta oportunidade, a de poder corrigir seus erros. Ou pelo menos tentar. Ela tem a chance de corrigir todas as atitudes de que acabará se arrependendo no futuro, ainda mais com o maior "E se" de sua vida: a chance de salvar a vida da pessoa que mais amou!

De início Naho não acredita muito na carta. Até tenta ignorá-la. Mas quando ela vai vendo que as situações descritas lá, realmente vão acontecendo, a garota começa a prestar mais atenção, e percebe que se não parar para ouvir seu eu do futuro, pode cometar um erro terrível e fatal, e se amargurar para sempre. 


Naho é a típica garota tímida, mas apesar dos receios ela age com o coração. Sempre que a carta lhe avisa de algo importante, ela não exita em agir. Afinal, tudo o que ela menos quer é que Naruse Kakeru, o aluno novo da sua sala, que ela mal conhece, mas começa a se apaixonar, e pela qual a Naho do futuro já foi apaixonada, se perca.

Mas Naho não está só. Ela conta com a força de grandes amigos: Hiroto Suwa, que é um rapaz animado e extrovertido; Hagi Saku, que é o mais responsável e sério da turma; Murasaka Azura, que é uma garota muito alegre e Takako China, uma garota mais reservada. Cada um deles faz toda a diferença na história e têm uma papel importantíssimo na vida de Naho e Kakeru. 


Vocês já viram aqueles projetos em que você escreve uma carta para "seu eu do futuro", e daqui x anos deve abrir a carta e ler o que "seu eu do passado" tinha para lhe dizer? Tipo, uma cápsula do tempo? Então, em Orange, a ideia é essa, mas inversa. Naho e seus amigos escrevem cartas para seus "eus" dos futuro, sim. Mas os seus "eus" do futuro, daqui a 10 anos, se encontram em profunda tristeza. O arrependimento de atitudes erradas pesa sobre os ombros de todos, principalmente de Naho e Suwa.

Então, se lembram de uma aula em que um professor falava sobre viagem no tempo. E pensaram: seria possível escrever uma carta ela "voltar" para o passado? É justamente o que eles tentam fazer.


A história é muito bem contada, o drama e os sentimentos vão sendo explorados aos poucos, conforme Naho vai lendo a carta e descobrindo os fatos. O legal é que temos dois períodos na história contada por Ichigo Takano: o presente, da Naho de 16 nos; e o futuro, da Naho de 26 anos.

O modo como a mangaká intercalou os dois tempos ficou genial. Os acontecimentos do presente vão se refletindo no futuro, e vamos entendo o que vemos sendo desenrolado por lá. E os acontecimentos do futuro vão sendo explicados no presente. E o melhor: tudo bem amarrado de uma forma que não fica confuso. Acho legal que o mangá tem uma pegada que vai agradar tanto ao público feminino quanto o público masculino. 


Kakeru guarda uma profunda tristeza dentro de si, daquelas que só quem perdeu alguém que ama, vai entender. E cabe a Naho, com todo o seu amor tentar salvá-lo da dor, do sofrimento e da angústia. Até que ponto uma pessoa pode ir por amor? Até que ponto alguém pode se enterrar na tristeza? Este mangá aborda muitos temas importantes e mexe muito com nosso emocional. 

Eu li o mangá logo após perder minha mãe. E, uma coisa que posso dizer com propriedade, é que Ichigo Takano conseguiu tocar profundamente e belamente na questão. Ela aborda com sensibilidade, inclusive, um tema bem polêmico. Mas não entrarei em mais detalhes, para não dar spoilers. O que posso dizer é que a mangaká conseguiu criar um elo perfeito entre suas belas ilustrações e sua bela trama, e conseguiu criar uma história visceral, nostálgica, bela e profunda. Uma história para ler, se emocionar e refletir. Em muitos momentos me coloquei no lugar de Kakeru, no lugar de Naho, e pensava: "O que eu faria em seu lugar? Como eu agiria? O que eu sentiria?". 

Em muitos momentos eu me peguei pensando em minha própria vida, nas coisas que deixei de fazer, as coisas que eu poderia ter feito diferente. Mas, acima de qualquer coisa, acho que a mensagem mais bonita que o mangá traz é a de que sempre é possível recomeçar. Por mais que estejamos passando por momentos dolorosos, onde não avistamos salvação ou um horizonte, temos que lembrar que sim, sempre há esperança. Basta crer. 

Enfim, não sei se neste resenha eu consegui ser clara o suficiente para mostrar o quanto esse mangá é maravilhoso. Sei que passei muito longe disso, mas garanto que a sua leitura vale muito a pena. Ele é emocionante, e tem uma história tão bonita que mostra a força do amor, amizade, companheirismo, altruísmo, de se doar, amar e se perdoar e saber perdoar ao próximo... muitos sentimentos e situações que precisamos realmente refletir e parar para pensar nos dias de hoje, onde muitos destes sentimentos estão em falta. 

Este mangá mexeu muito comigo, me emocionei muito e ele se tornou um dos meus queridinhos e amados. Se tem uma coisa que eu posso dizer é de que recomendo muito, e gostaria que todos pudessem ler. Sei que alguns aqui não curtem mangá, mas quem sabe não seja esse aqui uma ótima dica para começar!? 

P.S.: Uma coisa bem bacana é que no fim das edições tem uma história extra, chamada Haruiro Astronaut, um shoujo bem meloso e fofinho, para descontrair mesmo. Nada sério! A cada edição vem um novo capítulo dessa história.

Editora: JBC | ISBN: 9788545700906 | 5 volumes | Páginas: 224 | Tradutor: Naguisa Kushihara | R$14,90
Classificação:  Favoritado! 


Comentários via Facebook

7 Comentários:

  1. Necessito demais desse manga T.T parece tão perfeito!

    http://meubaudeestrelas.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/blogmeubaudeestrelas/

    ResponderExcluir
  2. Não curto mangá, mas as ilustrações estão tão lindas. Vou comprar pra presentear meu primo que é louco por mangá.
    Ponto de exclamação

    ResponderExcluir
  3. Eu não costumo ler mangás,mas achei as ilustrações lindinhas e super interessante isso de poder corrigir os erros do passado.Fiquei curiosa!

    Poesia em Transe

    ResponderExcluir
  4. Orange é muito lindinho. Lembro que no começo fiquei confusa mas agora que a história está acabando eu comecei a entender melhor. Comprei o 4º volume agora e estou em ler só quando sair o 5º para não ficar com saudades e ler direto. Sempre que acaba um volume eu já fico querendo o outro e tem que esperar. :(

    Suas fotos ficaram super lindinhas, Quando eu crescer quero tirar fotos assim, haha. ♥

    Beijos!
    http://www.prateleiracolorida.com.br

    ResponderExcluir
  5. Hey!
    Que fofura suas fotos :3
    Tenho vontade de ler mangás mas nunca sei por onde começar, vou dar uma chance a esse, bateu a curiosidade de como isso irá acabar.
    E as capas são lindas <3
    Beijo!
    @quaseoutono

    ResponderExcluir
  6. DICA: Tem um novo site https://smocci.com que é tipo o youtube dos quadrinhos e livros. Lá você pode ler e publicar quadrinhos e livros grátis e ainda ganhar dinheiro.

    ResponderExcluir
  7. Livy eu também tenho um Blog com o nome Coisas Aleatórias,e eu queria saber como faço para conseguir parcerias de Editoras?

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por