Placas Tectônicas por Margaux Motin

13 setembro 2016
Postado por Livy

"E foi preciso abrir os ouvidos...
... Escutar as pulsações de possíveis novas existências." 
Margaux Motin, 35 anos. De forma leve, sincera, hilária, nua e crua; com traços delicados, coloridos e cheios de vida, narra em Placas Tectônicas, graphic novel autobiográfica, várias de suas experiências, alguns de seus erros e acertos, novas perspectivas, novos e velhos sentimentos. 

O ponta pé é um relacionamento de anos, fracassado, e uma filha pequena para criar. O final, um novo amor. E no meio disso tudo, com muito bom humor e sem papas na língua: viver! Viver, viver e viver! E não ter a vergonha de ser feliz! 


Pausa pra confissão: como dei risada com Margaux. Me identifiquei com várias das suas experiências... E outras, inimagináveis de tão engraçadas! Margaux vem para sambar na nossa cara e dizer: "Porra, viva!". Errando, caindo, falhando, desafinando, pagando mico... Viva! 


Essa história é sobre a vida como ela é: não vai ser perfeita, nem sempre teremos alegrias, atingiremos e realizaremos todas as metas e sonhos da nossa vida... Nem vai ser como um filme da Disney!  MAS essa é a graça: aprender! 

Somos como placas tectônicas: quando nossas emoções são abaladas, nós também mudamos! As estruturas são reerguidas, as cores se transformam... E em um misto de sentimentos e atitudes, precisamos mudar! O que vai fazer a diferença é... Como vivemos essas mudanças!

Amei Placas Tectônicas! Amei, amei, amei! 

Comentários via Facebook

0 Comentários:

Postar um comentário

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por