[Resenha] Pedra no Céu por Isaac Asimov

04 setembro 2016
Postado por Livy

ISBN: 9788576573210
Tradução: Aline Storto Pereira
Ano de Lançamento: 2016
Número de Páginas: 312
Editora: Aleph
Classificação: ♥♥♥

Sinopse: Qualquer planeta é a Terra para aqueles que nele vivem. O alfaiate aposentado Joseph Schwartz desfrutava de uma pacífica caminhada de verão quando, devido a um acidente em um laboratório na mesma cidade, foi involuntariamente transportado milhares de anos para o futuro. Chega então a uma Terra marginal e abandonada, cuja superfície é quase toda inabitável, e que fica às margens de um grandioso Império. 
Isaac Asimov (1920-1992) foi um escritor nascido na Rússia e radicado nos Estados Unidos, desde os seis anos de idade. Tornou-se mundialmente conhecido por seus romances e contos de ficção científica. Iniciou sua carreira literária em 1950, com o lançamento do livro Pedra no Céu (Pebble in the Sky), da série Império Galático, seguidos dos livros: The Star Like Dust (1951) e The Currents of Space (1952). Asimov também escreveu livros com o pseudônimo de Paul French, entre os anos de 1952-1958. Uma de suas séries mais famosas é a Fundação, composta por uma trilogia inicial, publicadas entre os anos de 1951 à 1953, expandidas para mais quatro livros entre os anos 1982-1993. Ele escreveu nada menos que 463 obras literárias. UAU!

Asimov foi um escritor inovador, original e criativo, cujas obras continuam sendo reeditadas e lidas até hoje como se tivessem acabado de ser escritas por ele. Isso se dá porque Isaac Asimov era um visionário. Assim como Leonardo Da Vinci e Júlio Verne, que vislumbraram a criação de máquinas extraordinárias na época em que viveram, Asimov também previu, em suas obras, o micro-ondas, a TV de tela plana, a Internet, a fibra ótica, o computador pessoal, os microchips, os celulares e, pasmem, até da doença epidêmica do século XXI: a depressão. Sim, é de cair o queixo!

Isaac Asimov viveu de perto o início da Guerra Fria, na escalada do poder atômico fomentado pelas superpotências da extinta União Soviética e dos Estados Unidos, o que, de certa forma, influenciou alguns dos seus livros que versam sobre a preocupação – que era global até a década de 1990 – de uma guerra termonuclear. Outro foco em evidência nas obras do autor era a Corrida Espacial, que na década de 1950-1960 envolveu as já mencionadas potências mundiais, em litígio ideológico.

Pedra no Céu é o retrato perfeito desse binômio das décadas do pós Segunda Guerra Mundial: radioatividade e expansão espacial. A narrativa de Asimov neste, que é seu primeiro livro, é deliciosa. É um daqueles livros cuja leitura flui de um fôlego só. Isso porque o autor cria um clima de suspense em torno da personagem Joseph Schwartz que, sem querer, acaba sendo projetado para um futuro incerto onde a Humanidade e o Planeta Terra já não são mais como ele o conhecia. O interessante é como essa viagem temporal ocorre; como Schwartz é levado ao futuro do nosso planeta. Depois, a medida em que Asimov assenta os demais personagens (do fututo) que vão interagir com Schwartz e este com as ideologias, manias, esquisitices, politica, tecnologia da sociedade do amanhã, vemos o desenvolvimento da personalidade e do caráter do protagonista e sua participação decisiva no destino da Terra. E nesse ínterim, Asimov desfia todo o seu cabedal de conhecimento sobre tecnologia, energia atômica, radioatividade e expansão espacial.

Com um tom irônico, meio fatalista e sombrio às vezes, ou cômico noutros, Asimov faz uma crítica à política global de sua época, quando todos os olhos do mundo estavam voltados para a disputa entre russos e norte-americanos pela supremacia atômica no planeta. Ele não apenas apontou essa lamentável perda de bilhões de dólares em desenvolvimento de armas letais e de extermínio global, gastos inutilmente, como também demonstra, neste romance, que por mais que os nossos governantes não estejam preocupados com o meio ambiente e a vida no planeta, o planeta Terra, a Natureza, sabe encontrar caminhos eficientes para se preservar e se defender do Homem.

Por outro lado, Pedra no Céu também fala sobre uma das maiores paixões de Asimov: a astronomia. No futuro projetado por Asimov a Humanidade povoa toda a galáxia. Porém, não se sabe de onde a raça humana veio. Há um Império Galático, e bilhões de mundos vassalos. Os humanos podem ter-se expandido pela galáxia, há milhares de anos, e os rastros desse expansionismo ter-se perdido; ou, os humanos sempre estiveram lá, e o avanço das fronteiras desse imenso Império chegaram finalmente até a Terra.

Joseph Schwartz terá que desvendar esse e outros mistérios que o perseguirá ao longo de toda a trama do livro, e, através dele, Isaac Asimov nos convidará a fazer algumas reflexões importantes sobre o nosso modo de vida e, acima de tudo, sobre o destino que estamos construindo para nossos filhos e netos.

Isaac Asimov é leitura obrigatória para todo geek e apaixonado por sci-fi de plantão. E a Editora Aleph está de parabéns, uma vez mais, pela excelente qualidade editorial deste lançamento, primando pela qualidade gráfica.  E essa capa? Maravilhosa!

Se gostei do livro? Adorei. Recomendo!

Comentários via Facebook

4 Comentários:

  1. Asimov está na minha lista de leitura há muito tempo, pois tenho desejo de ler a trilogia Fundação justamente por ler tanto elogios sobre ele. Já li alguns contos do autor e ele escreve maravilhosamente bem. Pedra no Céu eu não conhecia, mas já está na lista de leitura :)

    Abraços!

    Mundo Silencioso|www.mundosilenciosoblog.com.br

    ResponderExcluir
  2. Interessante a proposta do livro, cai de paraquedas no seu blog e li cada palavra da sua resenha, não sei se seria um livro que leria de imediato, por não ser muito o tipo de leitura preferida! Mas gostei bastante da sua resenha, foi bem atrativa e enriquecida de detalhes.
    Bjs

    http://caprichadissimas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá, Livy.
    Nossa, a sua resenha foi a primeira que eu li sobre esse livro, e posso dizer que o enredo despertou bastante o meu interesse. Me prendi na sua resenha e com certeza o livro também vai me prender muito.
    Adorei, de verdade. <3
    A capa é realmente maravilhosa!
    Beijos.

    Leitura de Lua

    ResponderExcluir
  4. Acredita que eu nunca tinha ouvido falar desse livro? Fiquei muito curiosa pra ler! Adoo livros de ficção científica!
    ótima resenha!
    beijos
    Livros, Amor e Mais

    ResponderExcluir

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por