[Resenha] Seeker - A Guerra dos Clãs, de Arwin Elys Dayton

16 novembro 2016
Postado por Livy

ISBN: 9788568263402
Tradução: Lucas Peterson
Ano de Lançamento: 2016
Número de Páginas: 416
Gênero: Ficção Científica / Distopia
Série: Trilogia Seeker
Editora: Rocco
Selo: Fantástica Rocco
Classificação: ★★★★
♥ livro cedido pela editora
Sinopse: Primeiro da trilogia de mesmo nome, que marca a estreia da autora Arwen Elys Dayton na literatura young adult, Seeker – A guerra dos clãs é uma fantasia épica com toques de ficção científica perfeita para fãs de séries como Jogos Vorazes, Divergente e Jovens de Elite. A história gira em torno da jovem Quin Kincaid, treinada para se tornar uma Seeker e lutar ao lado de seus companheiros para proteger os injustiçados, levando luz para um mundo mergulhado na escuridão. Na noite de seu juramento, porém, quando está prestes a honrar seu legado e iniciar sua missão, Quin descobre que ser uma Seeker não é bem o que ela havia imaginado. E mesmo sua família e seu grande amor não são exatamente como ela acreditava. A jornada de Quin Kincaid em busca de sua verdadeira identidade vai começar. Uma saga memorável, protagonizada por uma heroína inesquecível.
Seeker é o primeiro livro da trilogia de mesmo nome, livro de estreia de Arwin Elys Dayton. Estava curiosíssima para ler este livro, que prometia uma história cheia de aventura, fantasia, viagem no tempo, com pitadas de ficção científica e distopia. Minha ansiedade estava nas alturas, porém ao desenrolar da leitura percebi que o livro não seria tudo aquilo que esperava! Não que não tenha trazido o que prometeu, e que ao fim não tenha gostado do livro, mas estava esperando algo mais!

Em Seeker conhecemos Quin, Shinobu e John, três jovens que vivem isolados em uma fazenda na Escócia em pleno treinamento sob a tutela de Briac e Alistair, pais de Quin e Shinobu, respectivamente. Eles estão prestes a fazer o juramento que os tornarão Seekers, um acontecimento pelo qual aguardam e anseiam há muito tempo, quando terão a responsabilidade de poder lutar pela justiça, viajar no tempo alterando o curso da história. Mas eles nem imaginam que se tornar um Seeker está muito longe do futura que sempre almejaram. John é expulso da fazenda, e quando Quin e Shinobu finalmente fazem seu juramento, finalmente descobrem a verdade que Briac sempre escondeu.

Também conhecemos Maud, conhecida como Pavor Menor, que tem que acompanhar os seekers para garantir que tudo saia como planejado nas missões. Mas assim como os jovens, ela vai ter que lidar com descobertas que a farão ter que decidir de qual lado ficará nesta guerra perigosa entre poderes e o futuro da humanidade. Nas mãos erradas, qualquer poder pode ser letal!

Arwin Elys Dayton criou um mundo diferente de qualquer distopia ou fantasia que já li! Ela conseguiu inserir elementos de ficção científica mesclados à distopia, e esta mistura deu muito certo. Assim como viajamos por vários cenários muito interessantes, durante a história. Outro ponto que achei interessante é que ao decorrer da trama somos apresentados a mais de um vilão! O que dá um "tcham" na história.

Porém vários pontos no livro me incomodaram. Dentre eles, a lentidão do desenvolvimento da trama. Muitos acontecimentos se arrastam e se arrastam, e poderiam ter sido desenvolvidos de forma mais ágil. O livro é dividido em três partes. A primeira parte foi realmente empolgante, fiquei envolvida com as várias descobertas, segredos e reviravoltas que iam sendo apresentadas. Já na segunda parte temos um salto de tempo e voltamos ao passado de alguns personagens. Achei muito interessante conhecer mais sobre eles e os acontecimentos que os levaram ao presente. Já na terceira parte, senti que muitos acontecimentos foram tratados de forma superficial, e a falta de uma direção e respostas me deixou frustrada. Também não consegui me envolver com o romance apresentado no livro, raso, sem qualquer profundidade que me fizesse crer nele.

Outro ponto que me incomodou foi a narrativa em terceira pessoa, alternando entre os personagens. Acho que uma narrativa em primeira pessoa, com a alternância, traria muito mais profundidade aos personagens, suas atitudes e pensamentos. Mesmo tendo lido o livro consideravelmente rápido, senti que a leitura se arrastou muito! E no fim com um sentimento leve de decepção! Achei a narrativa muito lenta e não consegui me conectar com o estilo da escrita de Arwin.

Como disse no começo da resenha, o livro não é ruim, porém acho que a narrativa não contribuiu para que eu gostasse mais do livro. Entendo que é uma trilogia, porém a forma como os elementos foram desenvolvidos não me agradaram e empolgaram tanto quando um primeiro livro de uma série deveria fazer. Porém, a história de Seeker tem grande potencial nos futuros livros. Espero que nos próximos volumes haja um ritmo mais agradável dos acontecimentos e respostas.

Em suma, Seeker é uma série que tem potencial, com personagens cativantes e bons elementos, com fantasia, viagem no tempo e ricos cenários. Apesar de todos os contras do livro, e da minha decepção, foi uma leitura interessante.


Comentários via Facebook

0 Comentários:

Postar um comentário

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por