[Resenha] Boo, de Neil Smith

13 fevereiro 2017
Postado por Livy

ISBN: 9788568432822
Ano de Lançamento: 2016
Número de Páginas: 336
Selo: Fábrica 231
Editora: Rocco
Classificação: ★★
♥ livro cedido pela editora
Sinopse: Oliver Dalrymple é o típico “looser” americano: aos 13 anos, magro e pálido como um fantasma, está mais interessado em biologia e química do que em esportes e vida social. Um dia, enquanto se recupera de um dos frequentes episódios de bullying de que é vítima recitando a tabela periódica em frente a seu armário, ele desfalece para sempre. E é aí que sua verdadeira vida começa. O “céu” onde Oliver acorda depois do que acredita ter sido uma parada cardíaca em função de um problema congênito chama-se Cidade e é povoado por pessoas que morreram aos 13 anos, como ele e seu colega de escola Johnny Henzel, que chega dias depois de Boo à Cidade, trazendo notícias perturbadoras sobre a causa da morte deles. Notícias que mudam para sempre a percepção de Oliver Boo sobre sua personalidade e seu lugar no mundo. Elogiado pela crítica e adorado pelos leitores, Boo é um romance cativante sobre amizade, confiança, bullying e a difícil tarefa de ser adolescente.
Preciso começar esta resenha dizendo que me surpreendi muito com esta leitura. Não estava com grandes expectativas, mas Boo traz uma história poderosa. E olha só, já se tornou uma das melhores leituras deste ano.

Oliver Dalrymple, ou Boo - apelido que ganhou dos seus agressores - é um garoto de 13 anos que tenta sobreviver em meio à brutalidade do bullying e à juventude. Ele não tem vida social ou amigos, e ele se dedica aos estudos e à ciência. Ele é um garoto normal. Não tem nada de extraordinário. Não quer saber de nada do que os outros garotos de sua idade quer. Ele só quer sobreviver, resistir ao sofrimento.

Mas, seu sofrimento chega ao fim quando se dá conta de que morreu. Ele desperta em lugar chamado Cidade, que é para onde as crianças de 13 anos vão quando morrem. Boo não sabe muito bem como morreu, acredita que foi uma parada cardíaca. Até que Johnny Henzel, aparece na Cidade com novas informações sobre a morte do garoto. Mas ele simplesmente não consegue se lembrar. Será mesmo que Johnny está certo sobre suas mortes? Johnny, Boo, Thelma e Esther, partem em busca da verdade para descobrir o que realmente aconteceu.

O mistério envolvendo a morte de Boo e Johnny é surpreendente. Eu não conseguia parar de ler, curiosa e cheia de teorias, ávida para chegar ao final do livro e entender junto com os garotos tudo o que estava acontecendo. Mas o livro não é só isso.

Quando finalmente terminei a leitura, fiquei chocada. Não consegui evitar as lágrimas e o aperto no peito, e a certeza de que tinha lido algo poderoso. Não se engane pela capa e premissa singela de Boo, que guarda uma história profunda e intensa; que fala sobre bullying - e como isto pode afetar muito a vida das pessoas -; a importância da amizade, do amar e do valor à vida.

Sem dúvidas, Boo é um livro que esconde muita beleza, profundidade e belas mensagens em suas páginas. É um livro que chega de mansinho, envolve, cativa e te preenche com sentimentos intensos e surpreendentes. Ri, chorei e me emocionei. Ao final, senti não só meus olhos transbordarem, mas meu coração também.

Comentários via Facebook

0 Comentários:

Postar um comentário

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por