[Resenha] Meu Coração e Outros Buracos Negros, de Jasmine Warga

06 março 2017
Postado por Livy

ISBN: 9788579802683
Tradução: Petê Rissatti
Ano de Lançamento: 2016
Número de Páginas: 312
Gênero: Drama/ Romance
Selo: Rocco Jovens Leitores
Editora: Rocco
♥ livro cedido pela editora
Classificação: ★★
 Favoritado!
Sinopse: Um tema amargo, mas necessário. Em Meu coração e outros buracos negros, a estreante Jasmine Warga apresenta aos leitores um romance adolescente que aborda, de forma aberta, honesta e emocionante, o suicídio. Aysel, a protagonista, enfrenta problemas com a família e os colegas de escola, como tantos jovens por aí, e, aos 16 anos, planeja acabar com a própria vida. Mas quando ela conhece Roman num site de suicídio, em busca de um cúmplice que a ajude a planejar a própria morte, num pacto desesperado, a vida dos dois literalmente vira de cabeça para baixo. Aos poucos, Aysel percebe que seu coração ainda é capaz de bater alegremente. E ela precisará lutar por sua vida, pela vida de Roman e pelo amor que os une, antes que seja tarde.
Eu já imaginava que iria amar a leitura de Meus Coração e Outros Buracos Negros. E não me enganei. Este é aquele tipo de livro lindo que dá vontade de abraçar quando terminamos de ler, sabe? Que parte o coração, mas também o enche de esperança, de conforto.

Jasmine Warga traz em seu livro um tema de extrema importância: o suicídio. Atualmente, este é um mal que tem se tornado muito frequente, principalmente entre os jovens. O suicídio e a depressão é um mal silencioso, pois a pessoa que sofre, não fala, e as pessoas ao redor, por medo ou desconhecimento, não veem os sinais. Por isso, é muito importante conversamos sobre, e livros como o de Jasmine são como uma luz, um fio de esperança. Talvez alguém que precise muito de apoio encontre conforto ao ler este livro.

Aysel quer morrer.

Com apenas 16 anos, a jovem não consegue suportar a ideia de continuar vivendo. Não depois do que o pai dela fez. Não vivendo com o peso de tudo o que aconteceu, e com o peso do que ela poderia se tornar. Sua mãe parece não se importar com ela, sua meia-irmã só quer ser o centro das atenções. Ela se arrasta pelos dias. Não vê alegria em nada ao seu redor. Usa sempre as mesmas roupas escuras e sem graça.

Seu coração é um imenso buraco negro.
Às vezes, imagino que meu coração é como um buraco negro - tão denso que não há espaço para a luz, mas isso não significa que não possa me sugar para dentro dele.
Mas Aysel não tem coragem de colocar um fim a sua vida sozinha. Por isso, todos os dias, ela visita um site chamado Passagens Tranquilas em busca de alguém que possa ajudá-la a colocar seus planos em prática. É aí que ela encontra o Robô Congelado, ou Roman, um jovem de 17 anos que busca por um parceiro para cometer o suicídio. Aysel e Roman começam a se encontrar e planejar o fim. Em menos de um mês eles vão convivendo, se conhecendo, planejando. E o que antes parecia não ter cor, começa a ganhar novo significado para Aysel.


QUE LIVRO LINDO! Eu simplesmente devorei cada página, cada palavra. Eu não conseguiria explicar o quanto este livro é lindo, fofo e suave, apesar do tema sombrio. Eu não saberia expressar o quanto meu coração se contorcia de tristeza e angustia ao ver estes dois jovens planejando colocar fim a suas vidas, com tanto potencial e tantas coisas maravilhosas que eles tinham pela frente. O quanto meu peito se enchia de esperança a cada pequeno acontecimento que fazia com que Aysel abrisse os olhos e enxergasse as coisas ao seu redor de outra forma.

Pois este livro não fala sobre a morte, mas sobre a vida. O quanto ela é valiosa. Achei interessante que, conforme os dias de Aysel iam se esgotando, chegando perto do dia final, ela ia percebendo mais os pequenos detalhes que compunham o dia-a-dia, que não eram notados antes, e que tornavam os momentos tão especiais. Pois a vida é uma questão de perspectiva, de ponto de vista. E pode ser mais colorida do que cinza.
Tudo sempre pareceu tão definitivo, inevitável, predestinado. Mas começo a acreditar que minha vida pode ter mais surpresas do que jamais percebi. Talvez seja tudo relativo, não apenas a luz e o tempo, como Einstein teorizou, mas tudo. Como a vida pode ser terrível e incorrigível até o universo mudar um pouco e o ponto de observação ser alterado e, de repente, tudo parece mais suportável. 
Esta é uma história que fala do poder do amor, da amizade, das relações humanos, do ter alguém que entenda. Que enxergue você, o verdadeiro eu, por inteiro. Mesmo o lado mais sombrio, feio e assustador. E que te faz enxergar as partes boas, as qualidades, o potencial. Pois ninguém é feito inteiramente de sombras, ninguém é um buraco negro.

Jasmine Warga escreveu uma história sensível, linda e poderosa. Uma história que toca fundo, que envolve como uma abraço. A leitura flui de forma deliciosa, é triste e fofo; sombrio e radiante; intenso e suave. Eu simplesmente amei! Amei o modo como ela abordou e desenvolveu o tema. E mesmo com algumas pontas soltas (que aguçaram minha curiosidade), o livro foi perfeito exatamente do jeito que é. Pois a mensagem, o que realmente importa, está lá.

Dedico esta resenha a todos que, passaram ou estão passando por problemas emocionais. Que estão em profunda tristeza. Que não encontram apoio ou não o enxergam. Que não encontram sua voz para se abrir, para gritar, para chorar por socorro. Por ajuda. A todos aqueles que precisam de um abraço, de um sorriso, de um "tudo vai ficar bem" ou "eu estou aqui por você". Não busque o suicídio como fim para sua dor! Fale, busque ajuda! Olhe ao seu redor, divida o peso que carrega com alguém. Você não está só.

  • Saiba também que o CVV - Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional, atendendo de forma voluntária e gratuita todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, e-mail, chat e Skype, 24 horas todos os dias. ❤ Ligue 188


Comentários via Facebook

0 Comentários:

Postar um comentário

Veja os antigos!

Banner Publicidada – rodapé

Todos os textos, fotos e resenhas publicados são produzidos por e de uso exclusivo de No Mundo dos Livros. Exceto quando alguma matéria se baseia/inspira em alguma fonte, a mesma será sempre citada. Por isso, por favor, não copie nenhuma postagem sem a devida autorização.

Desenvolvimento com por